Seguidores

Você Sabia?


Que na França só pode ser secretaria do lar quem tem pedagogia.

VALE ANUNCIA QUE JAZIDA DE CARAJÁS ESTÁ PRESTES A ACABAR



  A grandeza que a foto sugere, em 40 anos, será
apenas isso, uma foto! E Parauapebas?

A Vale anuncia que a principal jazida do melhor minério de ferro do mundo será exaurida ao longo de 40 anos. Trinta anos antes, quando deu início à sua atividade em Carajás, no Pará, a previsão era de que a mineração se prolongaria por 400 anos, mas só considerando o volume de minério que podia ser lavrado a céu aberto e com volume ainda não completamente avaliado. Se as frentes de extração em Carajás seguirem o planejamento da empresa, essa história não irá além de um século. 


Trinta anos antes a Vale não teria a tranquilidade que ostenta ao anunciar que o maior investimento da sua história e o maior que está sendo realizado no momento em todo mundo, no valor de quase 20 bilhões de dólares, terá duração de 40 anos. 

Haveria reação, mesmo ainda sob um governo militar, o último, em seus estertores, do ciclo da ditadura. Sem dúvida, reação do pessoal técnico. Provavelmente, da opinião pública também. Jamais um vaticínio dessa gravidade seria recebido sob o silêncio sepulcral de hoje, o que explica a tranquilidade da Vale. 

O açodamento da mineradora na consumação do destino de Serra Sul tem sua razão no receio de que haja reflexão um pouco mais atenta por parte da sociedade sobre o que significa submeter um patrimônio tão valioso a um processo de exploração tão intenso, visando exportar maciçamente um bem praticamente in natura. 

Aos preços de hoje, apenas Serra Sul proporcionará uma receita média anual de quase 10 bilhões de dólares. No período de quatro décadas, o faturamento atingirá US$ 400 bilhões, 20 vezes o valor do investimento. 

Parece muito, mas não é. Cálculos feitos a partir do beneficiamento do minério bruto chegarão a valores incomparavelmente superiores. A Vale não está se importando com o que pode ocorrer na escala de transformação do seu produto. Ela é apenas mineradora (ou, cada vez mais, uma empresa de logística que faz circular minério por seus trens, portos e navios) e ponto final. Para a nação, isso é um crime. 

Como empresa privada (que, efetivamente, não é: continua a ser, de direito, mesmo que não de fato, empresa privada, por mero oportunismo e má fé do governo federal), ela pode até justificar a estratégia de passar a tirar 250 milhões de toneladas anuais de Carajás, a partir de 2017 (10 vezes mais do que o máximo de produção previsto no projeto original), e remeter essa riqueza além-oceanos.

Tal volume de minério singrando entre os oceanos já reforçaria o peso mundial da mineradora. Mas trata-se do minério que mais contém hematita de toda a crosta terrestre. Não há nenhum outro semelhante ao de Carajás. Assim, se o preço do minério no mercado internacional cair até pela metade (de 100 para 50 dólares a tonelada, por exemplo), a Vale será das poucas que ainda terá margem de lucro para sobreviver. Graças à excepcional qualidade do produto que comercializa e à facilidade em extraí-lo do sobsolo, através de lavra a céu aberto.

Esse seguro contra qualquer crise de mercado e em favor da hegemonia da companhia é estabelecido à revelia do interesse nacional. Se o Brasil ainda tivesse uma política mineral, não permitiria o saque alucinado sobre Serra Sul. 

Guardaria essa reserva para o futuro, desenvolvendo pesquisas e realizando experimentos com minérios menos nobres. Ao mesmo tempo, fomentaria a atividade industrial, para impedir essa prática colonial de exportar matéria prima. 

Há no momento um caso exemplar a servir de patética advertência contra a atitude assumida pela Vale. As obras da ferrovia Norte-Sul, que foram retomadas na tentativa de concluir um trecho empacado há vários anos (entre Palmas, a capital do Tocantins e Anápolis, em Goiás), pode parar de novo. É que faltam trilhos. 

Dois anos atrás, a Valec, responsável pela obra, teve que cancelar um contrato com a firma chinesa Dismaff, por causa da má qualidade do material (além de irregularidades administrativas). Uma nova licitação foi realizada. Quem a venceu foi outra empresa do dono da Dismaff. 
O contrato foi novamente questionado pelo Tribunal de Contas da União. Para tentar encontrar outro interessado, a Valec fracionou a compra em lotes de 30 mil toneladas cada. Se, diretamente ou por via oblíqua, a Dismaff for de novo a vencedora, a construção da ferrovia terá que parar.

A pergunta óbvia que se faz é: por que o Brasil, tão rico em minério de ferro, não fabrica trilhos, estando em andamento um plano nacional de novas ferrovias? Nem sequer trilhos o Brasil pode fabricar. Recorre a produtos chineses, que, nesse caso, não parecem estar sendo fabricados com o minério de Carajás, do qual a China é a maior compradora. 

Certamente a penetração chinesa nesse mercado deve-se ao baixo preço da mercadoria que oferece. Mas já não há dúvida de que ela não tem a qualidade exigida, como não tem o cimento que em escala crescente é importado de lá. O motivo dessa preferência é o preço: o cimento chinês atravessa os mares e chega a Belém do Pará, a terra do minério, por um preço que é praticamente a metade daquele praticado pela Cibrasa (do grupo João Santos, do cartel nacional) nas suas duas fábricas paraenses – aliás, implantadas com a colaboração do governo federal, através de renúncia fiscal. 

Os brasileiros continuarão a assistir, desinteressados, a esses absurdos, que resultam de uma prática ofensiva aos interesses estaduais, regionais e nacionais? O silêncio em relação a essa situação não é daqueles que o filósofo considera de ouro, em comparação com a palavra, apenas prateada. É um silêncio de quem, considerando inevitável o estupro, relaxa e aproveita.

Fonte: www.yahoo.com.br





Flash da II semana de Ciências agrarias oorganizada pela UFRA

DSC_0255

DSC_0266

DSC_0327

1003782_425350060906861_661161407_n

DSC_0314

Fotos - Chocopeba

Titulo da matéria - BlogdoAlderi

Vereador Josineto Feitosa participa da inauguração do sistema de envasamento de água



O vereador e presidente Josineto Feitosa, participou da cerimônia de inauguração da Estação de Tratamento de Água(ETA II) do Bairro Liberdade, denominada de envasadora de água de Parauapebas, primeira do tipo no município.


A estimativa inicial da envasadora será de 104 caixas, com 48 unidades de copos de 200 ml cada, com custo de R$9,12 (nove reais e doze centavos) a caixa, ou seja, R$ 0,19 (dezenove centavos) a unidade, com economia de 54% em gastos com aquisição de água nos setores públicos.
O vereador e presidente Josineto Feitosa disse que esta obra é de suma importância e reforçou o impacto positivo para a população do Liberdade II. 

Fotos - BlogTabloide


Clube dos servidores está abandonado
















Outro patrimônio público abandonado é o Clube dos Servidores Públicos de Parauapebas (CSPP). 

O clube, localizado no bairro Casas Populares, tem sido utilizado para práticas ilícitas. Vizinhos comentam que é comum ver no local pessoas usando drogas e casais fazendo do clube um motel. 

Mais um patrimônio público abandonado

 
Este veículo que pertence ao estado e que aparentemente bateu o motor e foi abandonado em um estacionamento público no bairro Cidade Nova. 

O que tudo indica, o problema aconteceu por falta de manutenção e cuidado com um bem público.


FAP 2013

Câmara inicia curso de formação para policiais legislativos


A Câmara Municipal de Parauapebas deu inicio, na segunda-feira, 26, ao Curso de Formação para Policiais Legislativos. O curso será aos moldes da formação praticada no Congresso Nacional e acontecerá todas as segundas, quartas e sextas-feiras, sempre no turno da manhã, com previsão de término no mês de dezembro.

O curso contará com a colaboração e assessoria da Polícia Militar, da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros Militar e do Instituto de Desenvolvimento Humano – IDH e tem como objetivo ofertar treinamento específico para os policiais legislativos que são encarregados de assegurar a proteção das autoridades e dos servidores nas dependências da Câmara Municipal. Para o presidente da Casa, Prof. Josineto Feitosa (PSDC), “este curso é muito importante para proporcionar um trabalho de qualidade a todos”.



Para o vereador Israel Barros, Miquinha (PT), este curso também é importante, pois “mostra que a Câmara está preocupada em capacitar as pessoas que trabalham na Casa”. O delegado da Polícia Civil, Nelson Júnior, ressaltou que este curso vai “trazer alguns conhecimentos, mas é preciso sempre ir à busca de mais”.

Para o diretor do IDH, Ademar Fernandes, oferecer um curso de qualidade é seu objetivo, pois o resultado que deseja é a qualificação de fato. Para o coordenador do curso, procurador legislativo Nilton César, essa formação valoriza o servidor. Ele ainda explicou que o curso tem uma carga horária total de 220 horas e consta de 20 disciplinas que abordam assuntos diversos como por exemplo: estrutura e funcionamento da segurança pública brasileira e proteção de autoridades. A primeira disciplina ministrada é “desenvolvimento habilidades de Relacionamento”, fornecida pela professora Diany Vilhena do IDH.


Renê Silva/ASCOm-CMP

Vereador Miquinha participa do “Café com Imprensa”



O vereador Israel Pereira Barros, conhecido popularmente como Miquinha, cumpre o seu segundo mandato pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e que foi reeleito com 2073 votos, recebeu a imprensa local para uma coletiva nesta quarta-feira, 28. O evento marcou mais uma edição do Programa “Café com a Imprensa”, realizado pela Assessoria de Comunicação do Poder Legislativo.
Durante a entrevista, Miquinha falou sobre a duplicação da rodovia Farunk Salmen, das reivindicações da Palmares II e da construção do Hospital Municipal. Ele também avaliou o governo Valmir Mariano e algumas secretárias como a de Urbanismo e a de Cultura, além de falar sobre a Comissão de Diretos Humanos, da qual é presidente e fazem parte como membros os vereadores Maridé Gomes da Silva (PSC) e Ivanaldo Braz S. Simplício (PDT).
Sobre a duplicação da Farunk Salmem, o vereador lembrou que solicitou a Mesa Diretora para convocar uma reunião com a empresa Vale e a Prefeitura para fala sobre o assunto e quando a mesma aconteceu ficou “determinado que a Prefeitura vai desapropriar a área e a Vale vai fazer a duplicação e que as obras devem ser iniciadas em setembro”, disse o parlamentar. Já sobre as reivindicações da Palmares II falou que está acompanhado de perto. “Sei que se o prefeito não fizer o que prometeu, as coisas vão piora”, ressaltou. Com relação ao Hospital Municipal disse que acredita que não será entregue esse ano, bem como avalia a entrega dele ao estado como negativa, visto que se isso acontecer o hospital vai continua sem atender a demanda da população de Parauapebas.
Durante a avaliação das secretárias de Urbanismo e Cultura, o parlamentar disse que são umas das secretarias que estão deixando a desejar “Está na hora da Casa tomar uma atitude, não só sobre essas, mas com relação a outras secretarias que não estão andando bem”, disse Miquinha. Já sobre a Comissão de Direitos Humanos falou que essa é uma função complicada e que até o momento não houve nenhuma ação no município, mas que quer “apresentar algum projeto até o fim do ano” declarou o vereador.
Para finalizar a coletiva Miquinha agradeceu a presença da imprensa e lembrou a importância dos veículos de comunicação para a publicidade das ações dos vereadores e do legislativo.
Renê Silva – Ascom/CMP

EJA realiza encontro com gestores e coordenadores


A equipe de profissionais do Departamento de Educação de Jovens e Adultos (DEJA) reuniu gestores e coordenadores das 12 escolas, que possuem essa modalidade de ensino com o objetivo de analisar a problemática da educação de jovens e adultos, discutir, bem como socializar as metas e ações dessa modalidade de ensino em consonância com as propostas da rede municipal.

Fonte - BlogTabloide


Você sabia?


Pesquisa aponta que 12% da população brasileira é fumante.

Frase do dia

Coisas que a novela ensina


Infelizmente esse é o "mal do século" que já está previsto na Palavra de Deus: "E, por se multiplicar a iniquidade do mundo, o amor de muitos esfriará". Mateus 24: 12. 

Iniquidade é justamente isso que as novelas de todas as emissoras de televisão promovem, ensinam, induzem e incentivam a todos seus telespectadores a praticarem 

Essas emissoras vivem de concorrências e disputas de ibope com suas concorrentes e os programas que dão mais ibope nos dias de hoje é a busca pelo "ter" e pela promiscuidade, prostituição e adultério que são as iniquidades que Jesus Cristo já nos advertia no tempo de sua breve passagem no mundo como Profeta.

E o pior, que nem as igrejas evangélicas estão livres de acolherem pessoas que se identificando como "evangélicas", vivem envolvidas nas práticas da promiscuidade, prostituição e adultérios, tanto homens como mulheres.

Pessoas acima de qualquer suspeita que se congregam nessas igrejas, participando de todos os trabalhos das mesmas: cantam nos corais, dão o dízimo, pregam, são professores de Escolas Dominicais, gostam de dar "lição de moral" em pessoas que cometem alguns deslizes, mas às escondidas vivem uma verdadeira vida de promiscuidade, prostituição e adultério.

Não sabem essas pessoas que no dia do julgamento final diante do Tribunal de Deus, serão desmascarados, porque elas vivem praticando todas essas coisas abomináveis diante de Deus escondidas diante dos homens, mas de Deus não temos a capacidade de esconder.

Não sou nenhuma "puritana" e nem uma "falsa moralista", tenho a consciência de que qualquer uma de nós mulheres como também homens, casados ou não, não estaremos livres de cedermos essa tentação diabólica de cometermos esses pecados "sugeridos" na imagem, mas se nós vivermos buscando a presença de Deus em nossas vidas, estudando a Bíblia diariamente e tendo uma vida de oração, principalmente quando nos identificamos como evangélicos, com certeza, seremos vitoriosas (os) contra as astutas ciladas do Diabo, que tem se utilizando de vários ardis, para destruir a "coroa da criação" de Deus, que somos todos nós seres humanos.

Vigiemos e estudemos a Palavra de Deus diariamente e coloquemos em prática o que aprendemos.

Gina Miuki Mikawa Barreto - Serva do Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Parauapebas, 27 de agosto de 2013 - 23: 16.

Como ser um bom vereador


Durante seis meses comecei uma peregrinação de conversas com alguns "Cientistas políticos sem graduação", empresários do ramo jornalísticos, ex-vereadores, ex-vices-prefeitos e ex-prefeitos para saber deles como os mesmos definiriam como ser um bom vereador, após as intermináveis e agradáveis conversas, onde aprendi muito cheguei a seguinte conclusão.

O bom vereador nunca é um fiel escudeiro do chefe do executivo municipal, mas aquele que consegue se destacar dos demais pelos conhecimentos que possui sobre as materias em tramitação e principalmente pelo conhecimento que venha adquirir na ação parlamentar . Para ser um bom vereador, é preciso estudar muito, conhecer o processo legislativo e acima de tudo ter discernimento do tema em debate além de uma boa oratória e dicção esmerada. Parlamentar nenhum consegue se destacar perante os demais se não participar efetivamente da tribuna do parlamento e nela expressar com veemência e argumentos convincentes. 

Recomenda-se estudar o Português, já que estamos falando do vereador brasileiro. Não se pode falar bem se o edil não possui um regular conhecimento da gramática. Falar bem, além de outros predicados, precisa saber conjugar os verbos nos tempos certos com as devidas concordâncias. Se o vereador eleito não dominar regularmente o Português e pretende ser um parlamentar atuante e respeitado, o melhor é procurar um bom professor da língua e fazer um curso intensivo de conversação. 


Quando o vereador despreparado decide falar mesmo que seja errado, acaba se transformando em chacota para os colegas. Mesmo que esteja falando a verdade, dificilmente consegue transmitir credibilidade. Portanto, não adianta tentar ser um bom parlamentar, com atuação decisiva em todos os setores da câmara se o vereador não consegue expressar corretamente. O vereador despreparado em relação ao vernáculo, dificilmente vai conseguir um destaque na casa legislativa, correndo um sério risco de se transformar em um parlamentar inexpressivo, mesmo que consiga se reeleger várias vezes.


O vereador que não consegue falar corretamente dificilmente vai conseguir fazer parte da Mesa Diretora da câmara, principalmente ser presidente, vice-presidente e secretário. Os colegas não aceitam que os dirigentes das mesas sejam pessoas desqualificadas, para evitar que o Legislativo sirva de chacota junto à opinião pública. Também não vai conseguir ocupar nenhum tipo de liderança, principalmente ser o líder do governo, mesmo porque nenhum prefeito vai querer que o seu líder seja uma presa fácil nas mãos da oposição.


Para ser um líder, o vereador precisa pelo menos saber falar. Falar bem e com conhecimento de causa é melhor ainda, mesmo porque para fazer a defesa de um projeto, não basta ser um bom orador, é preciso conhecer a legislação e acima de tudo dominar o processo legislativo.


Por outro lado, fazer parte da mesa diretora da câmara ou ocupar algum tipo liderança não significa projeção, mesmo porque os vereadores mais bem preparados, principalmente os grandes tribunos nem precisam ocupar cargo algum para se destacar. Aliás, a história está cheia de exemplos de grandes parlamentares que se destacaram sem jamais ter ocupado qualquer tipo de cargo nas casas legislativas. Quando o parlamentar é de fato um grande tribuno, acaba se transformando no principal referencial do legislativo.


Ter uma boa formação intelectual, se possível uma boa formação universitária é uma qualificação importante para o vereador se destacar no legislativo. No entanto, estudar a Lei Orgânica Municipal e principalmente o Regimento Interno da câmara é o que conta para o vereador conseguir participar do chamado “Alto Clero” como é denominado o grupo de parlamentares que domina o processo legislativo. Para ser um grande tribuno, é necessário, além do conhecimento da matéria em discussão, ser um bm orador porque o tribuno é alimentado pela força da palavra. É por isso que para ser vereador, basta vencer a disputa eleitoral, mas para se destacar no parlamento é preciso muito mais; precisa de muito estudo. Agora para ser um tribuno é necessário muito mais; é preciso ser um excelente orador.

Outros pontos importantes:
1- Saber ler e escrever bem 
2 - Ser comunicativo
3 - Ser honesto

Música - Indiferença

Jerry Adriani

A gente já não fala mais de amor
A gente já não liga mais pra nada
Você não sabe mais das minhas noites
Se chego cedo ou de madrugada
Você já não é mais como era antes
Seu corpo já não quer saber do meu
Você não sabe mais dos meus problemas
E não me deixa resolver os seus

Não deixe tudo se acabar assim
Eu sei que ainda existe amor
Não vale a pena
Tente entender
A vida não tem graça sem você

Lembro quando nós nos conhecemos
Havia mais desejo em teu olhar
Aquele nosso beijo apaixonado
Uma vontade louca de se amar
Hoje tudo isso está morrendo
O que foi lindo já não tem valor
Você com essa sua indiferença
Está matando aos poucos nosso amor

Não deixe tudo se acabar assim
Eu sei que ainda existe amor
Não vale a pena
Tente entender
A vida não tem graça sem você

A vida não tem graça sem você 

Tipos de pessoas carismáticas


Carisma: sua carreira depende dele!Carisma: sua carreira depende dele!
Faz com que as pessoas se sintam inspiradas e, como consequência, queiram seguir o líder ou chefe inspirador. Também é ótima para ambientes ou profissões onde a criatividade é ponto-chave. Exemplo: Steve Jobs, fundador da Apple.
Carisma: sua carreira depende dele!Carisma: sua carreira depende dele!
É o tipo mais introvertido, que se mostra por meio de uma linguagem corporal forte e presente. Quem tem esse carisma consegue focar a atenção e ouvir atentamente às pessoas, passando a mensagem que naquele momento estão completamente presentes na conversa ou reunião. Exemplo: Dilma Roussef, atual presidente do Brasil.
Carisma: sua carreira depende dele!Carisma: sua carreira depende dele!
Por transmitir mensagens de carinho e aceitação, encoraja as pessoas a revelarem seus sentimentos verdadeiros. Quem tem contato com um líder que possui o carisma gentil tende a flexibilizar regras e, em casos mais extremos, a se anular perante a figura dominante do líder. Exemplo: Dalai Lama, líder político e espiritual do budismo.
Carisma: sua carreira depende dele!Carisma: sua carreira depende dele!
É considerada como a forma mais poderosa de carisma. Estruturado principalmente pela confiança e a convicção, o carisma autoritário faz com que as pessoas ouçam e obedeçam. No entanto, há alguns pontos negativos associados a esse tipo que pode, por exemplo, ser inibidor de feedbacks mais críticos e de atividades criativas (brainstroming). Por isso, esse não é o carisma ideal para situações nas quais a criatividade é um fator crucial para o desenvolvimento da equipe ou do negócio. Exemplo: Roberto Justus, empresário.


Carisma: sua carreira depende dele!

Carisma: sua carreira depende dele!
A importância do carisma para o sucesso na carreira sempre foi um tópico intrigante e controverso. Será que profissionais carismáticos são mais bem sucedidos do que aqueles que não têm esse perfil? Segundo Olivia Fox Cabane, autora do livro The Charisma Myth – How Anyone Can Master the Artand Science of Personal Magnetism, ainda sem tradução para o português, a resposta é: com certeza!

Segundo Olivia, pessoas que têm carisma causam impacto no mundo, seja começando novos projetos, novas empresas e até novos impérios. Exageros a parte, a autora defende que ser carismático traz benefícios que ultrapassam as salas de reunião. "Pessoas carismáticas são imediatamente notadas quando entram em uma sala, têm mais opções no campo amoroso, ganham mais dinheiro e são menos estressadas", diz ela.

No campo profissional, afirma Olivia, ter essa "habilidade social" pode determinar se você é visto como um seguidor ou líder, se suas ideias são aceitas e colocadas em prática, e se seus projetos são implantados. Apresentar uma fórmula pronta do sucesso pode causar desconfiança nos mais céticos, porém, o segredo para conquistar esse perfil é ser capaz de transmitir uma mensagem carismática para as outras pessoas. "O carisma é fundamental para os negócios, esteja você se candidatando a um novo emprego ou tentando ser promovido", categoriza Cabane.

E as vantagens no trabalho não param por aí: "Independentemente do cargo ocupado, pessoas carismáticas recebem avaliações de desempenho superiores, além de salários mais altos e mais oportunidades de promoção", afirma Olivia, que já ministrou palestras sobre o tema em universidades como Stanford, no MIT e na Universidade de Berkeley.

Frase do dia

Você sabia?


O contribuinte brasileiro trabalhou até 30 de maio só para pagar impostos.Segundo cálculos do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), o brasileiro médio pagará de impostos neste ano o equivalente ao que ganhará durante 150 dias de trabalho (de 1º de janeiro até amanhã, 30 de maio).

Brasil deve atingir hoje a marca de R$ 1 trilhão em impostos pagos

Brasil deve atingir, por volta das 12h30 desta terça-feira (27), a marca de R$ 1 trilhão de impostos federais, estaduais e municipais pagos desde o primeiro dia deste ano, revelam dados do Impostômetro da ACSP (Associação Comercial de São Paulo).
Neste ano, a marca será atingida dois dias antes do que no ano passado, o que comprova o crescimento da arrecadação tributária.
"A carga é muito alta, mesmo com todos os cortes de tributos, com a queda da atividade econômica. Esperávamos que esse valor fosse alcançado um pouco depois do que esta data", afirma o presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, Rogério Amato.

Impostômetro

O painel do Impostômetro foi inaugurado em 20 de abril de 2005 e está instalado no prédio da sede da ACSP. Também pela internet qualquer cidadão pode acompanhar o total de impostos pagos pelos brasileiros aos governos federal, estadual e municipal, de acordo com os Estados e municípios.
O sistema informa ainda o total de impostos pagos desde janeiro do ano 2000 e faz estimativas de quanto será pago até dezembro deste ano.

Popular Posts