Seguidores

População atônita com o afastamento dos cincos vereadores parauapebense

Resultado de imagem para susto
A população de Parauapebas amanheceu mais um dia boquiabertos com o pedido de afastamento do juiz Líbio Moura para os cinco vereadores da câmara Municipal citados na Operação Filisteu.

No geral, são 6 vereadores que até o momento perderam seus respectivos mandatos, só lembrando que segundo um advogando que não quis se identificar, disse que os vereadores afastados podem entrar na justiça pedindo vistas para continuar nos seus respectivos cargos.

Então, vamos aguardar cenas dos próximos capítulos.  

Juiz Líbio Moura afasta cinco vereadores de Parauapebas

Resultado de imagem para juiz libio moura de parauapebas






Cinco vereadores são afastados pela Operação Filisteu

Resultado de imagem para operação filisteu
O juiz Líbio Moura pede o afastamento urgente dos cinco vereadores da capital do minério e pede para a Câmara chamar imediatamente os seus suplentes que são Massud  (PTB), ou, Lúcio (PSDB), Ivana (PP), Joelma Leite (PT), Barrão (PSDC) e o  Lidimir (PR).

Esse afastamento faz parte da Operação Filisteu.

Ao falar de 2018, Lula antecipa o ‘fim’ de Dilma


Visto pelo ângulo da propaganda de Dilma-2014, o Brasil iniciado em 2015 seria próspero e radioso. Não chegou. Nem se dignou a mandar dizer por que não veio. Em meio à onda de decepção, Lula recorre a um velho truque. Já que o amanhã de ontem não se realizou hoje, ele se apresenta como alternativa para 2018. Faz isso porque sabe que no futuro cabe tudo, pois nada pode ser cobrado nem conferido.

A movimentação de Lula, intensificada nas últimas 48 horas, deixa Dilma em má situação. Num instante em que a Lava Jato pesa-lhe sobre os ombros como um passado que não passa, jogam-lhe nas costas um futuro que não a inclui. Ao insinuar que não vê a hora de deixar o banco de reservas, o criador deixa claro que nem ele está gostando do que sua criatura anda fazendo em campo.

No sábado, discursando em São Bernardo, seu berço político, Lula disse coisas assim: “A direita desse país resolve dizer que o Lula está morto, que o Lula já era. […] Você só consegue matar um pássaro se ele ficar parado no galho olhando para você. Então, é o seguinte: eu voltei a voar outra vez.''

Em essência, a frase de Lula sobrevoa a ideia de que Dilma tornou-se uma presidente de asas quebradas com três anos e quatro meses de mandato pela frente. 

Soneca durante o dia diminui risco de infarto, diz estudo

Thinkstock
Cerca de 400 pessoas participaram do estudo.

Um estudo indica que sonecas na hora do almoço diminuem a pressão sanguínea e o risco de infarto ou AVC.

De acordo com o estudo, feito por pesquisadores gregos e apresentado durante congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, dormir por meia hora ou mais durante o dia diminui o risco de ataque cardíaco em até 10%.

Cerca de 400 pessoas com pressão alta participaram da pesquisa.

"Atualmente é um luxo achar tempo para dormir no meio do dia, mas se uma pessoa tem tempo para isso e quer fazer isso, dormir por 30, 40 ou 50 minutos é provavelmente positivo", diz o autor principal do estudo, Manolis Kallistratos.

A pesquisa mostrou que as pessoas com pressão alta que tiravam sestas tinham pressão sanguínea 4% mais baixa quando acordadas e 6% mais baixa quando estavam dormindo, à noite, que a das pessoas que não tiravam sonecas.

Os pesquisadores pretendem fazer mais estudos sobre os efeitos de dormir durante o dia.

Inimigos são vocês

Resultado de imagem para municipios não prestam contas do que gastam a procuradoria 
Tudo é possível na charges acima, os "políticos" para suas sobrevivências se alinham com os seus piores inimigos.

Então, não se assustem caso vejam alguns candidatos outrora inimigos e agora andando bem juntinhos e pedindo votos na maior cara de pau aos eleitores.

Coisas da política.

Pesquisa revela que 92 cidades do PA prestam contas de forma irregular

Resultado de imagem para municipios não prestam contas do que gastam a procuradoria
Uma pesquisa realizada por estudantes do curso de ciências contábeis da Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém, e divulgada pela Controladoria Geral da União (CGU) revelou dados preocupantes: 92 dos 144 municípios do Pará apresentaram algum tipo de irregularidade na prestação de contas.
"O resultado do projeto foi alarmante porque nenhum dos municípios paraenses cumpre os requisitos da lei e com esse projeto nós podemos ter uma base de dados para os órgãos competentes atuarem nas ações que devem ser abertas agora a partir dessa informação, como os Ministérios Públicos, os Tribunais de Contas, que podem abrir ações com base nesse levantamento", explica Ana Luíza Carvezan, chefe da Controladoria Regional da União no estado do Pará.
O estudo buscou saber quais os mecanismos usados pelos municípios paraenses para prestar contas à sociedade e se eles dispõem dos principais meios eletrônicos para informar sobre a aplicação de recursos recebidos do Governo Federal. Alguns deles são os sites oficiais das prefeituras, Portal da Transparência (uma plataforma virtual que traz informações sobre receitas e despesas do município), SIC (serviço eletrônico de informações em que o cidadão pode solicitar e receber dados da prestação da Prefeitura), disponibilidade online do resultado das licitações, e a publicação dos editais para se ter acesso ao processo licitatório.
"Em alguns municípios nós verificamos que havia informações sobre despesas e receitas, mas eram de 2006, por exemplo, completamente desatualizadas. E agora, no segundo momento da pesquisa, nós vamos fazer um levantamento pelo ano de 2015 e essas informações também vão ser levadas em consideração, a questão da informação qualitativa, a qualidade do que está sendo divulgado", detalha Lidiane Dias, professora da faculdade de ciências contábeis.
Sem a transparência na prestação de contas fica difícil responder onde e como foram aplicados os mais de R$ 3 bilhões recebidos por esses municípios e repassados em 2014 pelo Governo Federal. A situação preocupa o Ministério Público do Estado.
"Esse é um dado alarmante porque é uma lei que obriga o município a disponibilizar a informação e esses 144 municípios estão descumprindo a lei, o que se constitui num ato de improbidade e até em um crime de responsabilidade do prefeito", esclarece o procurador do MPE, Nélson Medrado.
E se a população não tem acesso à informação, não é possível cobrar dos gestores o destino e o uso dos recursos públicos.

"A população esclarecida, com noção do investimento do que é feito na saúde, na educação,
na segurança pública, é uma população mais questionadora", afirma a pedagoga Heloísa Nóbrega.

Minuto Finanças - Hora de rever seu orçamento

Resultado de imagem para corte nas finanças
Uma determinada empresa multinacional que se instalou na capital do minério a décadas atrás e tem faturado bilhões de reais em solo parauapabense e tem gerado bastante empregos para todos os que aqui fincaram suas bandeiras.

Essa poderosa empresa multinacional aproveitando o momento de "CRISE" resolve fazer cortes duríssimos em seus orçamentos, entre eles lanches, viagens  de avião e benefícios dos trabalhadores que dão suas vidas para o crescimento dessa empresa que tanto explora o nosso precioso solo.

Para se ter uma ideia desses cortes o funcionário que ganhava por ano 23 salários, com esses preciosos cortes ficará apenas com 13 salários mínimos, ou, seja, acabou os tempos das vacas gordas.

O funcionário que ganhava R$ 3,000,00 mensal e com seus fantásticos benefícios chegavam a faturar R$ 60,000,00 com as novas medidas de cortar seus gastos diante de uma CRISE, o mesmo funcionário passará a faturar por ano, pasmem, R$ 40,000,00.

Você já imaginou de uma hora para outra perder R$ 20,000,00 no seu orçamento, pois é assim está acontecendo com os funcionários dessa poderosa empresa multinacional.          

30 minutos de exercício físico por dia já ajudam a ter vida mais saudável


Que é importante fazer atividade física para proteger a saúde e evitar doenças, todo mundo já sabe. Mas quanto de exercício é preciso fazer por dia? o endocrinologista Mário Carra explicou que 30 minutos por dia, 5 vezes por semana, já são suficientes para ter uma vida mais saudável.

E não são só exercícios, como caminhada ou corrida, que gastam calorias – ficar deitado, sentado ou em pé são hábitos que também podem emagrecer. Deitar por 30 minutos, por exemplo, queima 30 calorias; sentado, nesse mesmo período, o corpo gasta 41 calorias; e em pé, são 52 calorias perdidas.

É importante ressaltar, no entanto, que além do exercício, é preciso também manter uma alimentação equilibrada, a cada 3 horas, para evitar exageros e a fome ao longo do dia. Além disso, a dica é dar preferência sempre a alimentos integrais, que são absorvidos mais lentamente pelo organismo.

Nada disso vale, porém, se a pessoa não mudar os hábitos – como dizem os especialistas, é fundamental tomar a decisão de mudar de vida não só por um período de tempo, mas para sempre.

Sou contra a CPMF

Resultado de imagem para cpmf
Esse ano estamos mais pobres, isso é fato. Trabalhamos cinco meses só para pagarmos de impostos ao nosso maior sócio que é o governo.

Pagamos tantos impostos e não temos uma educação, saúde e segurança de qualidade, mas a insaciável dupla dinâmica Dilma-Lula querem criar mais um imposto, ou, seja voltar mais um imposto que é a CPMF, ou, se preferirem o "cheque da saúde".

Numa crise dessas, o país quebrado, o pibinho não cresce, a indústria caindo aos frangalhos, essa dupla DILULA ainda ousam em ferrar a população que tanto clama por dias melhores.

Triste realidade, chegamos a conclusão que eles só pensam neles, o povo que se exploda.  

Para senadores, CPMF é 'bomba' que implode reaproximação da base Leia mais em: http://zip.net/bkrVwB


Resultado de imagem para cpmf
Integrantes da cúpula do PMDB e do PT no Senado veem na iniciativa do ministro da Fazenda, Joaquim Levy - de tentar recriar a CPMF -, potencial de desconstruir gestos de aproximação entre o Palácio do Planalto e a Casa. Desde o início do mês, o acercamento tem possibilitado ao governo arrefecer a crise política e evitar derrotas legislativas.

Também prevalece a avaliação de que o debate em torno da criação do novo imposto favorecerá ainda o ressurgimento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), atingido pelas denúncias de envolvimento na Operação Lava Jato.

O entendimento é o de que o renascimento político do deputado, atingido pela denúncia de envolvimento na Lava Jato, viria com o enterro da discussão sobre o tributo. "Na discussão da CPMF, o Eduardo Cunha vai sapatear em cima do governo", prevê um interlocutor do Palácio do Planalto.

Em discussões reservadas, senadores lembram que a última vez em que o ministro Levy tomou a iniciativa de encaminhar ao Congresso proposta com aumento de impostos, sem uma discussão prévia com os parlamentares, foi na medida provisória do fim da desoneração. Em resposta, o presidente do Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu devolver a MP, o que obrigou o governo a enviar um novo texto por meio de projeto de lei, levando ao adiamento da entrada em vigor das novas regras. Desta vez, até mesmo o vice-presidente da República, Michel Temer, foi pego de surpresa com a notícia da recriação da CPMF.

A pessoas próximas, Renan tem lembrado, entretanto, que iniciativas anteriores do Executivo em tentar criar novas receitas com aumento de impostos já fracassaram. Na lista de propostas rejeitadas pelos parlamentares está a que previa a criação da Cide sobre serviços; imposto sobre grandes fortunas e fim da isenção da Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito do Agronegócio (LCA).

Diante da necessidade de o Executivo buscar alternativas para ampliar as receitas, senadores têm defendido que parte do saneamento das contas da União passa pela discussão de grande temas, como a reforma da Previdência. Outro caminho estudado pelos senadores é a realização de uma triagem dos programas de governo e a eliminação daqueles com menor potencial de retorno social.

O momento da discussão da CPMF também foi considerado inapropriado, uma vez que a semana vinha sendo coroada de fatos positivos ao governo no campo político. Na lista de ações favoráveis dos últimos dias, estava o recuo de Eduardo Cunha na votação da "pauta-bomba"; a criação por parte dos deputados de uma versão da Agenda Brasil; a liberação de R$ 500 milhões em emendas parlamentares; e o apoio concedido pelo empresários em encontro com Dilma. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Uma em cada 4 cidades do país perde população

Resultado de imagem para cidades do brasil
A população brasileira chegou a 204,5 milhões em 2015, o que significa crescimento de 7,1% nos últimos cinco anos. 

O Estado de São Paulo, o mais populoso, cresceu 7,6% no mesmo período. Já soma 44,4 milhões - ou 21,7% de todos os brasileiros. Em 1.364 (24,4%) das 5.570 cidades do País, ocorreu o oposto de 2014 para 2015: o contingente de habitantes encolheu. As informações constam das Estimativas da População do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Os municípios que perderam população estão principalmente na Região Sul. "São cidades de até 20 mil habitantes que não oferecem atrativos de estudo e trabalho para os jovens. Eles tendem a migrar para os grandes centros em busca de oportunidades", explica a técnica do IBGE Leila Ervatti, lembrando que no Sul as mulheres têm taxa de fecundidade historicamente mais baixas.

As Estimativas da População são calculadas anualmente pelo IBGE e servem para registrar o número de brasileiros nos períodos entre os censos demográficos, que são realizados a cada dez anos. De 2014 para 2015, a população brasileira aumentou 0,83%, mantendo ritmo cada vez mais lento de crescimento, tendência desde os anos 1960. No Norte e no Centro-Oeste estão as maiores taxas de crescimento. Mais da metade dos municípios teve aumento de habitantes de até 0,9%.

Em Brejo de Areia (MA), de 2014 para 2015 o número de residentes subiu 113,7%, passando a 9.166 brejoareienses. 

A menor cidade do País é a mineira Serra da Saudade, com 818 moradores, seguida da paulista Borá, com 836.

Já a concentração nos grandes centros (cidades de mais de 500 mil pessoas) persiste: apenas 41 municípios concentram 30% da população de todo o País (61,2 milhões de pessoas).

O Partido Verde realiza reunião com sua equipe


O Partido Verde se reuniu na última sexta-feira 28 com seus filiados e pré-candidatos.  

Na pauta, a atual conjuntura política nacional e definição de estratégias eleitorais com vistas às eleições de 2016.


O pré - candidato a prefeito Adelson Fernandes mostrou um vídeo para os filiados sobre o rio Parauapebas que pede socorro devido a sua poluição, a agressão das dragas que retiram dia e noite as preciosas areias desse importantíssimo rio que abastece a capital do minério. 


O vice-presidente Ivan mostrou preocupação com as agressões que o meio ambiente vem sofrendo nos últimos anos, em especial na capital do minério e disse que a bandeira do partido é lutar por um desenvolvimento sustentável.   


O presidente do partido Joel avaliou a reunião como muito positivo e elogiou a todos os presentes que compareceram a reunião mensal do partido.


Brasil tem mais de 204 milhões de habitantes, diz IBGE

Resultado de imagem para brasil
O Brasil tem uma população de 204.450.649 habitantes, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), publicados nesta sexta-feira (28) noDiário Oficial da União. Os dados são estimativas de população feitas com base no dia 1º de julho de 2015. 
Do ano passado para cá, a população cresceu cerca de 0,87% - em 2014, segundo o IBGE, o Brasil havia chegado a 202.768.562 de habitantes.
O Estado mais populoso, São Paulo, tem 44,4 milhões de habitantes - 21,7% da população total do país. Já no Estado menos populoso, Roraima, vivem 505,6 mil pessoas - 0,2% da população total.
Além de São Paulo, cinco Estados têm mais de 10 milhões de habitantes: Minas Gerais (20,86 milhões), Rio de Janeiro (16,55 milhões), Bahia (15,2 milhões), Rio Grande do Sul (11,24 milhões) e Paraná (11,16 milhões).
A lista das unidades da federação com mais de 5 milhões de pessoas traz outros seis Estados: Pernambuco (9,34 milhões), Ceará (8,9 milhões), Pará (8,17 milhões), Maranhão (6,9 milhões), Santa Catarina (6,81 milhões) e Goiás (6,61 milhões).
As demais unidades federativas têm as seguintes populações: Paraíba (3,97 milhões), Espírito Santo (3,92 milhões), Amazonas (3,93 milhões), Rio Grande do Norte (3,44 milhões), Alagoas (3,34 milhões), Mato Grosso (3,26 milhões), Piauí(3,2 milhões), Distrito Federal (2,91 milhões), Mato Grosso do Sul (2,65 milhões),Sergipe (2,24 milhões), Rondônia (1,76 milhão) e Tocantins (1,51 milhão).
Além de Roraima, outros dois Estados têm menos de 1 milhão de habitantes:Amapá (766,6 mil) e Acre (803,5 mil).
Com 12 milhões de pessoas a cidade de São Paulo se mantém como a mais populosa do país e tem mais habitantes que 22 Estados e o Distrito Federal, a exceção São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia.
Já a menor cidade do país é a mineira Serra da Saudade, com 818 habitantes.

Brasil tem um PM para cada 473 habitantes, aponta IBGE


Estudo do IBGE aponta que Brasil tem um policial militar para cada 473 habitantes
Estudo do IBGE aponta que Brasil tem um policial militar para cada 473 habitantes.  

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (26) os resultados do estudo sobre o Perfil dos Estados e dos Municípios Brasileiros 2014. Segundo os dados, em 2013, o Brasil tinha o efetivo de 425.248 policiais militares, o equivalente a um policial para cada 473 habitantes.
Entre as unidades da Federação, a maior proporção de policial militar por habitante era no Distrito Federal (um para cada 194) e a menor, no Maranhão, um para cada 881. Menos de 10% do efetivo da Polícia Militar eram mulheres no País. Na Polícia Civil, o percentual era de pouco mais de 26%.

Parauapebas é a 5ª maior em termos populacional no estado do Pará


A capital do minério amanheceu o dia de hoje 28, orgulhoso por ter aumentado o seu número populacional e por ter superado a poderosa Castanhal em termos populacional.

Ficamos sabendo pelos dados divulgados pelo IBGE que a capital do minério é a 5ª mais populosa do estado do Pará nesse ano de 2015.

Para se ter uma ideia a população da capital do minério em 2010 era de 153.908 (números contestado por todos) e hoje está com 189.921 mil habitantes (dados contestados ainda, pois muitos creem que está acima disso).

No ritmo que está logo, logo superará grandes centros, não sei se isso é bom, ou, ruim, mas vem crescendo num ritmo acelerado, ah isso vem.

Popular Posts