Seguidores

A dupla dinâmica Dil-Lula provam do próprio veneno


A semana acaba sem uma explicação convincente do Palácio do Planalto sobre a pressa desesperada para transformar o ex-presidente Lula em ministro da Casa Civil. 

Mas a versão do Planalto para o envio do termo de posse para Lula não explica o motivo da urgência para aquela operação, de enviar um graduado servidor da casa Civil para entregar o papel ao ex-presidente no aeroporto. Outra questão é por que a pressa em antecipar também a publicação do "Diário Oficial da União" na quarta-feira (16), se a posse aconteceria na quinta (17). Por que a necessidade de ter um termo de posse imediatamente? A presidente Dilma alegou problemas de saúde de dona Marisa, mulher de Lula. Mas por que Lula não aguardou para tomar posse na terça (22), como foi previsto inicialmente pelo PT?

Apesar das negativas oficiais, a divulgação da conversa entre o ministro Jaques Wagner e o presidente do PT, Rui Falcão, aponta para o motivo de tanta pressa para Lula virar ministro: ganhar um foro especial do Supremo Tribunal Federal para escapar de uma prisão concedida por um juiz de primeira instância. Em conversas reservadas, os petistas mais próximos de Lula nunca esconderam que era preciso transformá-lo em ministro para tirar o ex-presidente da mira do juiz federal Sérgio Moro. O áudio derruba a tese de que não estavam preocupados com o processo judicial. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts