Seguidores

Datafolha: Pesquisa aponta Aécio na frente, mas praticamente empatado com Lula

1413475111099-aecio-e-lula
Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (29) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostra os percentuais de intenção de voto em quatro simulações da corrida presidencial de 2018.
Em um dos cenários elaborados pelo instituto, no qual disputam, entre outros, Aécio Neves (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro (PP) e Ciro Gomes (PDT), o eventual candidato tucano perdeu três pontos percentuais de sua vantagem sobre o ex-presidente da República, em comparação com a última pesquisa Datafolha, publicada em dezembro.
Na ocasião, Aécio havia obtido 27% da intenção de voto. No levantamento desta segunda-feira, o senador do PSDB perdeu três pontos percentuais, registrando 24%.
Já Lula manteve os mesmos 20% que havia obtido na última pesquisa. Marina também ficou estável, com 19% das intenções de voto.

O povo é enganado ou se deixa enganar na CAPITAL do DINHEIRO?


Tem um dito popular que nos ensina: “Em terra de cego, quem tem um olho é rei”.

Não acredito nessa estória de que o povo “se deixa enganar” como alguns tentam a todo custo nos impor, em verdade, o povo é vítima de uma sociedade carcomida pela corrupção, onde as instituições só existem para garantir privilégios e proteção aos poderosos de ocasião, estar claro, neste momento que a corrupção vem tanto de cima pra baixo, como de baixo pra cima. 


Os crimes cometidos tem gente envolvida da burguesia até o miserável, e todos sabem das consequências. Como disse Cazuza: “Minha piscina está cheia de ratos”… Não se engane com os seres humanos. Ele se deixa enganar até por necessidade, por jogos políticos e até pelas falsas promessas e o falso moralismo.



CarcomidaArruinada; Gasta.

Cuidado com alguns candidatos sem embalagem na CAPITAL do DINHEIRO que querem te ludibriar

De acordo com a Pedagogia, o nível cultural dos alunos deve reger o discurso didático de um professor na hora de ensinar os conteúdos. Baseados nessa máxima, conscientes ou não, os políticos da política brasileira, têm endossado seus discursos para obter os votos necessários para serem eleitos e/ou reeleitos.
Um exemplo disso foram os discursos de que tudo estava bem, e que tudo iria ficar melhor, feitos pela então candidata à reeleição, e atual presidente da República, Dilma Rousseff, mas que depois de ter ganhado, tantos eleitores da dita cuja quanto os da oposição, viram “a coisa ficar preta”: recessão na economia, inflação beirando à casa dos 10%, crescimento ínfimo do PIB (Produto Interno Bruto), desemprego na casa dos 9%, e por aí vai.
Sempre digo em minhas andanças pela CAPITAL do DINHEIRO cuidado com os discursos vazios de alguns pré-candidatos que andam falando asneiras, prometendo a terra e o céu, caso sejam eleitos.
Tem candidatos a prefeito e a vereadores que usam da sua bandidagem para fazer os ouvintes até chorar, nalguns casos, mas que não transmitem nada, a não ser a falta de compromisso com a “coisa pública”, que só é vista por quem sabe como funciona a administração pública, e não se deixa enganar.
Para não se enganar e pensar que foi o político quem o fez, segue uma dica: melhore seu nível cultural em relação à política e sua funcionalidade, para saber se um discurso está nivelado à realidade ou não. Boa sorte para nós que vamos nos imbuir nessa missão! As eleições municipais de 2016 já vêm aí.

Minuto Finanças - Governo erra e pune população mais pobre

 Taissa Barbosa, desempregada desde dezembro e com dois filhos para criar. Moradora do bairro Altamira.


Quem cuida do orçamento dentro de casa sabe que a situação está cada vez pior. Com o desemprego em alta e a inflação nas alturas, muitas famílias também têm sentido a queda na renda e estão enfrentando o desafio de conciliar salário com gastos domésticos. Além disso, a inflação tem pesado mais nos gastos mais básicos, como alimentação – em janeiro, em Vitória, o valor dos alimentos avançou 3,66%.
Mas de quem é a culpa da crise? Na opinião de especialistas, erros na condução da política econômica pelo governo federal foi o que criou esse cenário, onde quem sofre mais é a população mais pobre. Para essa camada da população, manter alguns privilégios conquistados recentemente ficou cada vez mais difícil.
Não é que a crise não afete também outras classes sociais. “A crise atual afeta a todos, mas ela é pior para a população mais pobre porque o Brasil é um país muito desigual”, explica o economista e professor dos MBAs da FGV, Robson Gonçalves.
Segundo ele, o país teve um processo de melhoria grande na desigualdade, mas ele não teve base sólidas. “Esse foi o grande erro, não ter um alicerce para a diminuição da desigualdade. Os alicerces são a melhoria da educação e da infraestrutura. Todos os países que fizeram uma redução de qualidade das desigualdades enfrentaram a situação dessa forma”, aponta o especialista.
Além disso, Gonçalves observa que o atual governo implantou um conjunto de medidas improvisadas na economia. “A partir do início do governo Dilma, houve um grande nível de improvisação e voluntarismo, e muita pressa em melhorar a distribuição de renda. Desta forma, se desorganizou os elementos que estavam andando bem. 
Citando, para ficar mais claro, o combate à inflação, a política industrial, a política cambial e as contas do governo”.

Música - Foi Deus quem fez você, Amelinha


Saúde - Os benefícios de andar de bicicleta

Andar de bicicleta é um exercício aeróbico potente, que leva à perda média de 700 calorias por hora, quantidade maior que a atingida com caminhada, natação e dança. Por isso, é uma boa opção de atividade física para quem quer emagrecer. Até porque, ao mesmo tempo em que elimina quilos, tonifica os músculos das pernas e do abdômen. Além disso, pode ser praticada na rua ou na academia. 

Na rua, há mais obstáculos, como trânsito, poluição, buracos, lombadas, subidas e descidas, que podem causar quedas, escoriações, fraturas e luxações. "Mas essas dificuldades é que motivam muita gente. Além disso, o vento no rosto e o contato com a natureza dão uma sensação muito gostosa de liberdade", diz o personal trainer Rômulo Guilherme da Academia Superação.  

Se for pedalar ao ar livre, o melhor é andar de bike em grupo, o que está se tornando cada vez mais comum. "Com outras pessoas, a atividade torna-se mais segura e prazerosa", afirma o especialista. Fazer amigos e trocar informações sobre percursos, cuidados mecânicos e alimentação são outras vantagens. Para encontrar um bom time, procure a associação de ciclistas da sua cidade. 

Rômulo ressalta que, quando alguém decide se aventurar sozinho de bicicleta pelas ruas, deve ser o mais auto-suficiente possível. "Caso aconteça algum acidente, a pessoa precisa saber resolver problemas simples, como um pneu furado", alerta. Cuidado com o trânsito e o uso de equipamentos de segurança também são essenciais.  
Mas para garantir que a prática seja segura e bem sucedida é preciso ter um equipamento adequado. O ideal para andar em lugares montanhosos ou terrenos mistos (terra e asfalto) é uma mountain bike. Aliás, dependendo do estado das ruas do seu bairro, elas continuam sendo uma boa opção na cidade. Para asfalto, o modelo mais recomendado é o speed. Essas bicicletas são leves e rápidas, mas não são muito confortáveis e exigem bastante do corpo. Por isso, costumam ser mais usadas por atletas.
 

Dicas de Leitura


O livro a Pata da Gazela foi o primeiro livro que li e amei na época da minha adolescência em Cabrobó onde estudava na Escola Estadual Senador Paulo Guerra.

Em “A pata de Gazela”, obra de 1870, o autor retrata a sociedade brasileira, mais precisamente a carioca, do século XIX de forma irônica. Muitos consideram este livro a Cinderela brasileira.
A história envolve quatro personagens: Horácio, Leopoldo, Amélia e Laura, onde acontece um triangulo amoroso. No livro o autor tenta mostrar o quão falido é a ideia de que o belo é quem deve ser amado. Mais uma vez José de Alencar traz um pouco de realismo a um romance.

O Tempo Passa Depressa, Clarice Lispector


O tempo passa depressa demais e a vida é tão curta. Então — para que eu não seja engolido pela voracidade das horas e pelas novidades que fazem o tempo passar depressa — eu cultivo um certo tédio. 

Degusto assim cada detestável minuto. E cultivo também o vazio silêncio da eternidade da espécie. 

Quero viver muitos minutos num só minuto.

in Um Sopro de Vida.

Reflexão - Amar talvez seja isso, Padre Fábio de Melo


Se você não consegue lidar com os limites dos outros, é porque você não consegue lidar com os seus limites. A rejeição é um processo de ver-se. 

Toda vez que eu quero buscar no outro o que me falta, eu o torno um objeto. Eu posso até admirar no outro o que eu não tenho em mim, mas eu não tenho o direito de fazer do outro uma representação daquilo que me falta. Isso não é amor, isso é coisa de criança. 

O anonimato é um perigo para nós. É sempre bom que estejamos com pessoas que saibam quem somos nós e que decisões nós tomamos na vida. É sempre bom estarmos em um lugar que nos proteja. 

Amar alguém é viver o exercício constante, de não querer fazer do outro o que a gente gostaria que ele fosse. A experiência de amar e ser amado é acima de tudo a experiência do respeito. 

Como está a nossa capacidade de amar? Uma coisa é amar por necessidade e outra é amar por valor. Amar por necessidade é querer sempre que o outro seja o que você quer. Amar por valor é amar o outro como ele é, quando ele não tem mais nada a oferecer, quando ele é um inútil e por isso você o ama tanto. Na hora em que forem embora as suas utilidades, você saberá o quanto é amado! 

Tudo vai ser perdido, só espero que você não se perca. Enquanto você não se perder de si mesmo você será amado, pois o que você é significa muito mais do que você faz! 

O convite da vida cristã é esse: que você possa ser mais do que você faz!

Um olhar sobre as famosas obras de artes

O Vaqueiro Nordestino Sertão Cod 2601

O Vaqueiro Nordestino em pleno Sertão com seus gados.

Pelas Lentes do fotógrafo Anderson Souza


Perfeita, além do horizonte, Bom Jesus no Pará.

Saiba o que realmente aconteceu com as lojas LEOLAR

image
Leolar, empresa genuinamente marabaense, fechou parceria com empresa paranaense, nascendo assim a LeoLar Maxxim. Assim, a fusão permitirá o avanço da Leolar em mais três Estados.
Com 28 anos de atuação no setor, foi o empresário Júlio Lara quem “costurou” a maior negociação do varejo brasileiro nesse início de 2016 e acaba de assumir a operação de varejo do grupo LeoLar, em parceria com o empresário paranaense Éder Rufato.
Lara está no comando de uma rede de 50 lojas de varejo: 21 operações Leolar, aqui no Pará, e 29 lojas Maxxim, no Paraná. Além da união de forças, Lara vai comandar a expansão da rede, com previsão de inauguração de 10 novas lojas neste ano nos Estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
A LeoLar Maxxim recebe investimentos de R$ 20 milhões na construção de marca e reposicionamento de público. “A LeoLar Maxxim é mais uma prova de que crises geram oportunidades, inclusive no varejo brasileiro”, afirma Lara, especialista no setor. 

( Blog do Zé Dudu)

Frase do dia

La FIFA ha eletto il nuovo presidente: si tratta dell'Italo-svizzero Gianni Infantino

aspasSou o presidente de todos. Vamos trabalhar para dar transparência a Fifa”

Gianni Infantino, suíço, eleito ontem, 26, novo presidente da Fifa, no mais disputado pleito da história. Ele obteve a vitória com 115 votos no segundo turno das eleições.

Piadas

Resultado de imagem para piadas engraçadas
Um pastor de uma comunidade pequena, conversando com o assistente, disse que estava puto da vida pois sua bicicleta havia sido roubada, e o assistente deu uma sugestão: - No culto do domingo, faça um sermão sobre os dez mandamentos, e frise com bastante veemência o não roubarás. Assim o ladrão vai sentir-se mal e terá que devolver a bicicleta. No domingo, o pastor faz o sermão sobre os dez mandamentos, mas não deu tanta força ao não roubarás. Depois do culto, o assistente vai conversar com ele: - Muito bom o sermão de hoje, mas, porque o Sr. não deu mais ênfase ao comentar o não roubarás para fazer o ladrão devolver a bicicleta? - É que quando eu cheguei no não cometeras adultério eu me lembrei de onde eu a esqueci!

Charges

Meio Ambiente - O que está acontecendo com o nosso planeta?

A situação do planeta hoje é crítica. Podemos comprovar essa realidade em todos os acontecimentos do nosso dia a dia, como por exemplo: os rios estão sujos e poluídos, os dias estão muito mais quentes, sem falar em várias regiões do Brasil que enfrentam excesso de chuva, enquanto outras enfrentam a falta de água!

Todos sabemos os motivos pelo qual essas reações da natureza acontecem, e todos sabemos o que é preciso fazer para mudar essa realidade. São pequenos gestos que podem ajudam o mundo a ser um lugar melhor.

Então já está mais do que na hora de começar a fazer a coisa certa! Vejam só amiguinhos, as coisas funcionam mais ou menos assim: se apenas uma pessoa quiser ajudar, provavelmente nada vai mudar, mas se várias pessoas ao mesmo tempo fizerem um pouquinho, tudo isso somado vai ser uma grande coisa e assim poderemos ver as mudanças em nosso querido PLANETA!

O mundo todo está engajado nessa campanha que visa a mudança de alguns hábitos de nós seres humanos, por apenas uma simples causa, nosso planeta, nossa vida!
Essas são algumas formas de amenizar esse caos:

  • Manter a torneira fechada enquanto se escova os dentes e só abrir na hora de enxaguar.
  • Tomar um banho bem rapidão, de 5 minutos!
  • Avisar a mamãe e a vizinha que está proibido usar o esguicho pra lavar a calçada, só pode varrer!
  • Lavar o carro com o balde é muito melhor!
  • Nada de esquecer a mão no botão da descarga enquanto pensa na vida hein? Depois de fazer  o número 1 ou número 2 aperte a descarga só o tempo necessário, seu fanfarrão!
  • Se ver uma torneira pingando pode dar uma bronca nela! E depois a feche-a direito, se continuar pingando avise alguém, às vezes é preciso trocar por uma nova.

Chico das Cortinas, o HERÓI da RESISTÊNCIA na CAPITAL do DINHEIRO


Uma entrevista bastante interessante realizada com o ex-prefeito Chico das Cortinas (1993-1996), no programa do Jorge, muito chamou a minha atenção, pois acho o ex-prefeito um "HERÓI da RESISTÊNCIA" não desiste em um dia ser prefeito novamente da CAPITAL do DINHEIRO.

Jorge Santos - Chico das Cortinas se o senhor não tiver 6% nas pesquisas de intenção de votos para prefeito, o senhor aceitaria o convite do prefeito Valmir Mariano para ser seu vice?

Chico - Não.

Jorge Santos - Chico das Cortinas e se caso o ex-prefeito Darci Lermen te convidasse para ser vice-prefeito em sua chapa, o senhor aceitaria?

Chico - Também não.

Chico das Cortinas, o HERÓI da RESISTÊNCIA, o homem é duro na queda.


Em época de campanha, todo político é bonzinho na CAPITAL do DINHEIRO


Em época de campanha, todo político é bonzinho, todo político se preocupa com o bem-estar da população, todo político sente prazer em passear pelas ruas e dar a mão para o povo.
Mas, e depois?

No Sermão da Montanha, Jesus antevê o Reino de Deus, oferece-o para o povo e nos ensina a construí-lo. Numa leitura mais atenta podemos fazer uma comparação entre o comportamento de Jesus Cristo e o de nossos políticos, mas também é possível confrontá-lo com a nossa prática.

Faltam menos de 8 meses para as Eleições, vejamos como Jesus orientaria o comportamento de nossos candidatos e nossas candidatas. Como não teremos muito tempo para fazer uma leitura de todo o texto e de fazermos uma reflexão sobre ele, vamos dar apenas algumas dicas. 

O texto completo está em Mateus 57. 

“Com efeito, eu vos asseguro que se a vossa justiça não ultrapassar a dos escribas e a dos fariseus, não entrareis no Reino dos Céus.”

Percebam que para que seja possível a vinda do Reino, um Reino de Vida e Abundância para todos, nossos candidatos devem se comprometer com uma justiça que ultrapasse a lógica do sistema que existe atualmente. Os candidatos que estiverem realmente comprometidos em transformar a vida dos habitantes mais carentes dessa cidade não podem estar ao lado de grupos que oprimem tais habitantes.

Sobre isso, Jesus nos orienta:

“Ninguém pode servir a dois senhores. Com efeito, ou odiará um e amará o outro, ou se apegará ao primeiro e desprezará o segundo. Não podeis servir a Deus e ao Dinheiro.”

Para saber a quem nossos candidatos estão servindo, devemos perguntar-lhes quem está bancando suas campanhas. Se eles recebem dinheiro de bancos, de grupos imobiliários para financiar suas candidaturas, saibam que será para essas pessoas que eles governarão; será ao Dinheiro que eles servirão.

E vejam que muitas vezes eles vêm disfarçados, como já comentamos no início, porque parecem realmente que serão a solução para os problemas de creche, de moradia, de educação, de saúde, de acessibilidade às pessoas deficientes. Citam frases do Evangelho e de santos da Igreja, participam da Liturgia, mas Jesus ainda nos alerta:

“Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos ferozes. Pelos seus frutos os reconhecereis. Por acaso colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos cardos? Do mesmo modo, toda árvore boa dá bons frutos, mas a árvore má dá frutos ruins. Uma árvore boa não pode dar frutos ruins, nem uma árvore má dar bons frutos. Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo. É pelos seus frutos, portanto, que os reconhecereis.”

Que nessas eleições saibamos reconhecer qual foi o fruto oferecido para nosso povo nos últimos anos, nos últimos mandatos e que saibamos lançar ao fogo as árvores que não produziram bons frutos.

 Eu, acredito numa Parauapebas, melhor.

O que é HUMILDADE?


Algo chamou a minha atenção vindo do Shopping. Um grande outdoor no bairro Novo Brasil onde um determinado candidato que está aniversariando, abraça uma senhora pobre e aparece um dizer enorme: HUMILDADE.

Será que abraçar uma pobre senhora é sInônimo de HUMILDADE?



Chapa 1 é premiada com três anos de mandato


A chapa 1, denominada a chapa da categoria e cujo slogan é autônomo sem atrelamento a nenhum governo a partir desse momento, não é mais uma chapa é a verdadeira representação dos professores.

A missão agora é trazer todos os demais professores das outras chapas para fazer parte do grupo para uma conversa amigável e juntos traçar metas em prol do sindicato.

Uma outra missão é resgatar a credibilidade do sindicato junto aos professores que perderam o encanto pela mesma e nem pensam em voltar enquanto o sindicato não mostrar para que veio.

E, por último o sindicato terá que sentar com o governo Valmir Mariano e a secretária de Educação Leila Lobato para mostrar suas propostas enquanto sindicato dos professores, pois essa parceria se faz necessário.

No mais, parabéns aos professores da chapa 1 pela conquista desse sonho que tornou realidade e que façam jus aos 354 professores que creditaram seus votos a chapa.   

Eleições Sintepp - A chapa denominada a chapa da categoria vence as eleições


A chapa 1 cujo slogan "por um Sintepp autônomo sem atrelamento a nenhum governo" conseguiu vencer as eleições com 354 votos, sendo 22 nulos e 118 em brancos.

Lembrando que existiam outras duas chapas que foram impugnadas e não poderam concorrer dando a vitória antecipada a chapa 1.




Salário mínimo de janeiro ficou quase R$ 3.000 abaixo do ideal, segundo Dieese



O salário mínimo ideal para janeiro deste ano para sustentar uma família de quatro pessoas seria de R$ 3.795,24. O valor é quase R$ 3.000 mais alto do que o salário mínimo atual, de R$ 880. Esse valor ideal equivale a 4,31 vezes o salário de R$ 880.

A estimativa é do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), e foi divulgada nesta semana.

O departamento divulga mensalmente o valor necessário para o salário mínimo, que é calculado com base na cesta básica mais cara entre todas as capitais pesquisadas. Em janeiro, o maior valor foi registrado em Brasília (R$ 451,76).

Segundo o Dieese, o salário mínimo deve atender as necessidades básicas do trabalhador e de sua família, como estabelecido na Constituição: moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social.

Em dezembro, o ideal era que o salário mínimo fosse de R$ 3.518,51 (4,47 vezes o salário real em vigor em 2015, de R$ 788).

Em janeiro de 2015, quando o mínimo era de R$ 788, o salário ideal era de R$ 3.118,62.

Moody's é 3ª agência a cortar nota do Brasil e tirar selo de bom pagador Leia mais em: http://zip.net/brsWMK



A agência de classificação de risco Moody's tirou o selo de bom pagador do Brasil, nesta quarta-feira (24). A nota da dívida brasileira passou de "Baa3" para "Ba2". Com isso, o país perdeu o chamado "grau de investimento", ou seja, deixou de ser considerado um lugar recomendável para os investidores aplicarem seu dinheiro. A Moody's é a terceira agência a tirar o selo de bom pagador do país. 

A agência colocou a nota do país em perspectiva negativa, indicando que mais cortes podem acontecer.

Segundo a Moody's, o rebaixamento foi motivado pela "perspectiva de deterioração adicional dos indicadores de dívida do Brasil em um ambiente de baixo crescimento, com a dívida provavelmente excedendo 80% do PIB nos próximos três anos".

Além disso, a Moody's destacou "a desafiadora dinâmica política, que continua dificultando os esforços de consolidação fiscal das autoridades e adiando reformas estruturais".  

"A perspectiva negativa reflete a visão de que riscos de uma consolidação e recuperação ainda mais lentas, ou de que ocorra choques adicionais, estão crescendo", afirmou a agência.

'Escola inovadora' não tem prova ou carteira

Divulgação 
Escolas sem prova, salas de aula sem carteira, turmas com alunos de idades diferentes e professores que, em vez de ensinar apenas os temas relacionados à sua disciplina, estimulam o debate e a curiosidade dos estudantes. Essas foram algumas das iniciativas adotadas nos últimos anos por escolas públicas e privadas de São Paulo, que foram reconhecidas como "inovadoras" pelo Ministério da Educação.

No fim de 2015, o MEC mapeou escolas com propostas pedagógicas e iniciativas que fogem do modelo convencional. Em todo o Brasil, foram identificadas 178 instituições com projetos considerados criativos e inovadores, sendo que mais de um quarto delas (48 unidades) estão no Estado de São Paulo.

O objetivo, segundo o ministério, é superar o isolamento dessas experiências, fomentar uma mudança de cultura em torno do modelo da escola e inspirar professores, pais e alunos para as novas iniciativas. Já que, apesar de inúmeros diagnósticos de que o modelo antigo (com aulas expositivas, alunos enfileirados e provas) não atende à demanda dos jovens, pouco se alterou nas escolas.

Uma das "escolas inovadoras" é o colégio municipal Guia Lopes, no Limão, na zona norte da capital, que atende 315 crianças de 4 e 5 anos. A escola tem a proposta de usar os diferentes espaços da unidade para estimular o aprendizado, focado em dois grandes projetos: contra o racismo e discriminação de gênero e sobre sustentabilidade e consumo.

"Na brinquedoteca temos bonecas negras e todos, meninos e meninas, brincam com elas. Na horta, montada pelos próprios alunos, fazemos a discussão sobre a diversidade biológica. Tínhamos muitos espaços ociosos na escola e decidimos usá-los porque cada ambiente propicia um aprendizado diferente", disse a diretora Cibele Racy. Ela conta que um dos futuros objetivos é montar turmas com alunos de diferente idades, em vez de separá-los por série.
 

Que bom se existisse a “política da boa vizinhança” na CAPITAL do DINHEIRO

Resultado de imagem para politica da boa vizinhança
Infelizmente, quando falamos em politicagem, nos referimos a termos como: politicalha, politiquice ou outro nome que você achar pior, ao invés de ajudar.

Comece a pensar que a politicagem se refere a uma lamentável injustiça que tira o valor, a moral e a ética profissional de qualquer um. 

Que vergonha: as pessoas estão sendo enganadas a troco de nada. Essa política podre da CAPITAL do DINHEIRO deve ser extinta, pois o povo deve saber em quem vai votar, colocando políticos honestos em cargos importantes que no futuro trará projetos importantes para “melhorar” a tudo e a todos.

Política é que cada um tenha uma boa consciência, para que voltem a ter na sociedade o seu valor, a sua moral e a sua ética profissional. 

Que bom se existisse a verdadeira política, pois uma boa política não faz mal a ninguém, essa é a chamada “política da boa vizinhança”.

Enquanto isso... Depois do ‘não sabia’, desponta o ‘nada a ver’

 
A campanha de Dilma Rousseff não tem nada a ver com os depósitos feitos por baixo da mesa em contas do marqueteiro João Santano no exterior, como não teve nada a ver com as doações eleitorais que empreiteiras fizeram com dinheiro roubado da Petrobras.

Hoje, as suspeitas são reforçadas por um inédito volume de evidências documentais, incluindo uma carta da mulher de Santana, Mônica Moura, dirigida a um operador de petropropinas, e uma mensagem em que Marcelo Odecrecht recorda a um executivo de sua construtora que o melado escorreria até “a campanha dela.” Anteontem, Ricardo Pessoa, dono da construtora UTC, dissera que borrifou R$ 7,5 milhões no comitê reeleitoral. Mas a campanha de Dilma não tem nada a ver com isso.

Depois que a ordem de prisão do primeiro-casal do marketing escalou as manchetes, Dilma reuniu-se com os ministros que lhe são mais próximos. Em declarações vazadas pelo Planalto, a presidente se disse “tranquila”. Heim?!?!? “Não tem nada a ver com a minha campanha”. Hã, hã…

O presidente do PT, Rui Falcão, informa que o partido também não tem nada a ver com os depósitos clandestinos em favor de João Santana, como não teve nada a ver com a conversão de verbas subtraídas dos cofres da Petrobras em doações registradas na Justiça Eleitoral como se fossem limpinhas. Hoje, a Polícia Federal realça que Santana fez fortuna tocando campanhas do PT. Anteontem, o tesoureiro petista João Vaccari Neto descera até o xadrez por receber pixulecos em nome do partido. Mas o PT não tem nada a ver com isso.

Já meio cansado da tese do “eu não sabia”, o brasileiro precisa acreditar que o comitê eleitoral de Dilma e o PT não têm nada a ver com os pagamentos suspeitos porque a tese é muito coerente. Dilma, Rui Falcão e todos os petistas graduados deveriam mandar tatuar na testa a expressão “nada a ver”. Isso os pouparia de falar e desobrigaria os repórteres de perguntar. Ora, personagens que não tiveram nada a ver com nada durante 13 anos, por que teriam agora?

Há um único problema: se a Lava Jato já provou alguma coisa, foi que, no Brasil dirigido pelo petismo com o auxílio dos seus cleptoaliados, 'nada' é uma palavra que ultrapassa tudo.

As mães DINAH fazem a festa em época de eleições na CAPITAL do DINHEIRO


As mães DINAH da CAPITAL do DINHEIRO são maravilhosos, fantásticos e visionários, eles só não são fantásticos, maravilhosos e visionários para eles mesmos.

As mães DINAH no geral, são pessoas fracassadas em tudo que fazem, não são prósperos, vivem dependendo o tempo todo de migalhas, ops, assessorias, ou, oriundas dos políticos da CAPITAL do DINHEIRO.

A última das mães DINAH, rsrsrs, eles para conseguirem algo, rsrsr, ops, fazer média com seus patrões, entenda-se pré-candidato, ou o próprio político, eles vendem até a sua mãe.

As mães DINAH da CAPITAL do DINHEIRO para agradar seus chefes, rsrsrs, colocam enquetes em suas redes sociais, rsrsrs e pedem para os amigos, rsrsrs, votarem ao menos 10 vezes em seus candidatos para mostrar aos mesmos que estão sendo bem avaliados pela população, rsrsrs, com isso ganham suas gasolinas da semana e do mês, suas cestas básicas e um agradorzinho, rsrsrs.

Essas mães DINAH são fantásticos, maravilhosos e visionários - Só Que Não.

"Quem não é visto, não será lembrado" assim acreditam alguns pré-candidatos da CAPITAL do DINHEIRO

Resultado de imagem para OUTDOOR DE PARABENS
Com todo respeito aos que gostam e adoram serem vistos, mas não é a minha praia e creio que nunca será, colocar outdoor espalhados pelos pontos estratégicos da CAPITAL do DINHEIRO me vangloriando. 


Fico analisando e vendo os outdoor ao longo desses últimos 4 anos, os únicos que são expostos são de vereadores e olhe lá de um empresário que sempre gosta de colocar seu próprio outdoor.

Os demais com raras exceções estão divulgando seus nomes em pleno ano eleitoral, apenas nesse período.

Resultado de imagem para OUTDOOR DE PARABENS
Nesse ano de eleições já vi vários outdoor de pessoas que nunca colocaram nesses 28 anos de Parauapebas e, pasmem, ninguém nem sabe quem é, e agora estão colocando na maior, tudo isso porque é ano eleitoral.

Eles são tão fantásticos, mas tão fantásticos que fazem de tudo para aparecer na mídia, seguindo aquela máxima de que "QUEM NÃO É VISTO NÃO SERÁ LEMBRADO", esquecendo eles que não são os vários outdoor espalhados na CAPITAL do DINHEIRO que fará o povo lembrar, o que fará o povo lembrar serão suas ações e suas atitudes ao longo dos anos.

Alguns são tão caras de pau que mandam fazer os outdoor e ainda dizem, ops , colocam os nomes de amigos e empresários os parabenizando,rsrs, cada uma nessa CAPITAL do DINHEIRO.Resultado de imagem para OUTDOOR DE PARABENS

Um olhar sobre as famosas obras de artes

A Negra - Tarsila do Amaral
A Negra – Tarsila do Amaral.



Tarsila do Amaral (Capivari1 de setembro de 1886 — São Paulo17 de janeiro de 1973) foi uma pintora e desenhista brasileira e uma das figuras centrais da pintura e da primeira fase do movimento modernista no Brasil, ao lado de Anita Malfatti

Minuto Finanças - Milhões de brasileiros estão endividados. Caíram na armadilha do “crédito fácil”


Milhões de brasileiros estão endividados. Caíram na armadilha do “crédito fácil”, acharam que um empréstimo era um bom investimento, que o cartão de crédito era uma ótima opção para gastar e pagar contas, que o banco era seu amigo e os considerava ótimos clientes, por isso lhes deu cheque especial, cartão, financiamentos, empréstimos e portanto usaram todos estes recursos, sem pensar nas conseqüências. 

Bem, se você é um destes milhões de brasileiros e está totalmente endividado, usando o limite do cartão para cobrir dívidas de lojas, usando o cheque especial para cobrir despesas de casa, tirando um empréstimo para quitar outro, com contas atrasando, se os juros estão multiplicando suas dívidas mês a mês, as cartas e ligações telefônicas de cobrança e ameaças de seus credores não param, seu nome já foi para o SPC e SERASA ou está prestes a ir e você já não consegue dormir, não consegue pensar, não sabe o que fazer, certamente sabe sobre do que estou falando. 

Começa o desespero. Você está deixando de pagar contas importantes, como seguro do carro, colégio das crianças, condomínio, água, luz e deixando de comprar produtos necessários para sua família, pois está tentando tapar o buraco dos juros, dos juros sobre juros, das multas e outras cobranças derivadas do crédito.

Se você continuar cedendo, aceitando renegociações e pagando mais juros e encargos sobre as dívidas, os meses e anos passarão, você gastará uma fortuna, talvez tenha que vender o carro e a casa, destruindo o patrimônio conquistado ao longo de anos de esforço além, é claro, o orçamento da sua família, e ainda continuará devendo. 

Popular Posts