Seguidores

Minuto Finanças - Como economizar 10% do seu salário todo mês

 
Existem algumas regrinhas ou premissas que a maioria das pessoas recomenda e, quando se trata de finanças, uma delas é unanimidade: guarde sempre 10% do seu salário (ou dos seus rendimentos, se for autônomo) na poupança, para emergências. Só que ninguém diz muito bem como e por que fazer isso, não é verdade? Neste post, vou dar uma dica e um objetivo que funcionaram comigo.

Dica: guarde dinheiro gradualmente

Guardar 10% do seu salário todo mês é um hábito difícil e, como todos os hábitos difíceis, existe uma fórmulazinha mágica para fazê-los acontecer: começar aos poucos. Então, em vez de guardar 10% do seu salário logo no primeiro mês, guarde 1%. No mês seguinte, guarde 2%, e assim por diante.
Portanto, se você ganha R$3.000,00 por mês, ficará assim:
Mês 1 – Guardar 1% = R$30,00
Mês 2 – Guardar 2% = R$60,00
Mês 3 – Guardar 3% = R$90,00
Mês 4 – Guardar 4% = R$120,00
Mês 5 – Guardar 5% = R$150,00
Mês 6 – Guardar 6% = R$180,00
Mês 7 – Guardar 7% = R$210,00
Mês 8 – Guardar 8% = R$240,00
Mês 9 – Guardar 9% = R$270,00
Mês 10 – Guardar 10% = R$300,00
E então basta seguir guardando os 10%, ou mais, se achar que consegue.
Sempre que eu tentava guardar 10% do meu salário pela primeira vez, inevitavelmente precisava resgatar o valor antes do final do mês. Por quê? Porque eu não estava acostumada a viver sem aquele dinheiro. Era uma quantia muito grande tirada do meu orçamento para deixar de existir de uma hora para a outra. Assim, começar aos poucos me ajudou e, quando eu cheguei aos 10%, não foi tão difícil porque eu já tinha me habituado a guardar uma certa quantia todos os meses. Naquela altura, eu já sabia viver sem aquele dinheiro.

Saúde - Osteoporose. O que fazer para prevenir?

 
osteoporose pode ser evitada?
Todas as pessoas podem fortalecer os seus ossos ao longo da vida e reduzir seu risco de desenvolver osteoporose.
A formação da massa óssea tem início na infância e vai até o início da vida adulta. Por volta dos 25 anos de idade temos o que chamamos de “pico de massa óssea”, etapa em que a densidade óssea atinge o seu pico. Após os 40 anos, começa a perda de massa óssea em decorrência da idade.
Nas mulheres, esta perda aumenta significativamente após a menopausa, quando há uma redução progressiva na produção de estrogênio e os ossos não mais se beneficiam dos seus efeitos protetores.
Um estilo de vida saudável, com dieta balanceada - rica em cálcio e vitamina D - associada à prática regular de atividades físicas ajuda na manutenção do saúde de todo o organismo, inclusive dos ossos.

Quais os cuidados que posso ter para manter meus ossos saudáveis?
  • Fazer refeições ricas em cálcio e vitamina D.
  • Manter uma rotina de atividades físicas regulares.
  • Não beber em excesso e não fumar.
  • Evitar o consumo de muito sal ou cafeína, pois eles podem levar a perda de cálcio pelo organismo.
  • Tomar sol sem filtro solar por pelo menos 15 minutos ao dia, antes das 10 horas ou após às 15 horas.
  • Manter um peso corporal saudável.

Pelas lentes do fotógrafo Anderson Souza


Quarteto de Biguás - Floresta Nacional de Carajás, Parauapebas, Pará, Brasil.

Reflexão - Não fale mais que o necessário, Alejandro Bullón

O homem prudente oculta o conhecimento, mas o coração dos insensatos proclama a estultícia. Prov 12:23
Existe um ditado indiano que afirma: “Não fale tudo o que sabe, porque quem fala tudo o que sabe, geralmente fala o que não convém.”  Pessoas que muito sabem, não fazem questão de mostrar que sabem. São prudentes. Calam quando é preciso e falam no tempo oportuno. O sábio sabe o que fala, porque sabe o que pensa.

Pessoas que falam mais que o  necessário carregam com freqüência complexos que controlam suas palavras e atitudes. Precisam ser o centro da atenção e na maioria das vezes mostram ter domínio de temas que desconhecem.
No silêncio do coração, essas pessoas sofrem porque percebem a insensatez de “proclamar estultícias”, mas o desejo de “aparecer”  é quase instintivo.
Um dia essa pessoa conhece valores éticos e a dor aumenta. Luta para aplicar os conceitos aprendidos. Luta  consigo mesmo, contra seus complexos, temores e traumas que não consegue identificar. É uma luta injusta. Ninguém  vence a um inimigo oculto. É uma batalha cruel. A pessoa sofre a angústia de não viver a teoria que conhece. Sabe porque as coisas não dão certo na vida, porque seu casamento anda mal, e o relacionamento com os  filhos é péssimo, tenta ,mas seus esforços são inúteis.
A incoerência de muitos livros de auto ajuda é que apresentam o sorvete maravilhoso, mas não dizem como consegui-lo. “Tire a energia que existe dentro de você – afirmam. “Descubra seu potencial”, proclamam. E cada vez que você olha para dentro de si, em busca do badalado “potencial”, só encontra um mundo difuso e sem forma de sombras que  o assustam.
O melhor livro de auto-ajuda que existe é a Bíblia. Não existem princípios de ‘inteligência emocional”  que não estejam  registrados no texto bíblico.  A diferença é que a Bíblia o conduz a Jesus, a única pessoa capaz de colocar ordem no seu mundo interior.
Vá a Jesus hoje. A verdadeira energia bem do alto, não de dentro. E lembre-se: “O homem prudente oculta o conhecimento mas o coração dos insensatos proclama estultícia.”
Alejandro Bullón


A busca pela sabedoria


Porque o erro dos simples os matará, e o desvario dos insensatos os destruirá.

Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará livre do temor do mal.

Provérbios 1:32,33

Você Sabia?


A menor cidade do mundo, fica na Croácia e tem apenas 28 moradores, segundo o Guinness Book, e chama-se Hum.




 




Dica de Leitura


Numa sociedade pautada pela competição, pressa e valores materialistas, não é raro encontrar pessoas se sentindo infelizes e desanimadas com a rotina. Como, então, readquirir motivação para viver? Nesse livro, o autor trata de  felicidade, de como reencontrar a paixão pela vida.  E ele convida o leitor a realizar "aquele projeto que sempre viveu guardado no coração, o emprego dos sonhos, o relacionamento que faz andar nas nuvens." Para isso, é preciso dar o primeiro passo. O autor pretende então mostrar como dar esse salto e a proposta é: "Descubra que você tem tudo para ser louco por viver. A vida não é uma, a vida é muitas. E a sua está prestes a se reinventar."
 

Música - Eu Acredito Em Deus, Mylla Carvalho


Darci Lermen lidera pesquisa de intenção de votos na CAPITAL do DINHEIRO

Pesquisa 2016 Parauapebas Direcionada 02 
Fonte - Instituto Gauss 

As primeiras pesquisas registradas no TSE dão ampla vantagem ao ex-prefeito Darci Lermen rumo ao Morro dos Ventos, ops a Prefeitura Municipal de Parauapebas.

Se as eleições fossem hoje Darci Lermen (PMDB) seria o prefeito da CAPITAL do DINHEIRO em no período de 2017 - 2020.

Percebe-se também que o atual prefeito Valmir Mariano (PSD) vem subindo nas pesquisas de intenção de votos juntamente com o Marcelo Catalão (DEM), essas eleições prometem rsrsrsrs.










Porque Muitos São Chamados, Mas Poucos São Escolhidos na CAPITAL do DINHEIRO?

 

Com certeza você já ouviu alguém dizer : " É, muito são os chamados mas poucos são os escolhidos. e porque Jesus falou essa frase?
 
Deus quis dizer que poucos vão se salvar, ou poucos ele usaria?
Não! O que Jesus estava nos dizendo com essa palavra é que todos nós temos um chamado, mas infelizmente nem todo mundo ouve a voz do Senhor criador. A maioria está sentado em seus próprios interesses e não quer ouvir a opinião das pessoas, rsrs.

No inicio eram aproximadamente 15 pré-candidatos a prefeito na CAPITAL do DINHEIRO de olho na bilionária prefeitura do Pará.

Muitos chegaram a conclusão depois de muita teimosia, pesquisas, falta de apoio e grana, rsrsrs, de desistir da pré-candidatura pois não tinham chances de ser eleito nem aqui e nem na China.

Até o momento cinco pré-candidatos disputarão uma vaga para assumir um lugar ao sol, ops um lugar na prefeitura do "Morro dos Ventos" que arrecada milhões por mês e bilhões por ano.

Valmir Mariano, atual prefeito, Darci Lermen, ex-prefeito por dois mandatos consecutivos, Marcelo Catalão e Hipólito Reis os neófitos e o ex-prefeito Chico das Cortinas farão uma disputa nunca antes vista na CAPITAL do DINHEIRO.

Imagens - Sol do Carajás 
   

Coisas que só acontecem na CAPITAL do DINHEIRO

 
Nas eleições de 2012 um fato curioso, rsrsrs, aconteceu na CAPITAL do DINHEIRO, um determinado candidato a vereador juntamente com seus assessores davam PRESENTES aos eleitores como prova de muito amor e carinho, rsrsrs, coisa que muitos eleitores adoram em época de eleições.

No dia do resultado final, rsrsrs, para a surpresa do candidato a vereador que adorava presentear as pessoas com seus PRESENTES (dentadura, sacos de cimento, carradas de areias, barros, britas, entre outras coisas) foi surpreendido tirando metade dos votos que achava, rsrsrs que teria.

Dois eleitores chegaram e disseram ao nobre candidato derrotado eu votei no senhor, o candidato a vereador disse como votaram em mim se eu só tive um voto nessa urna, rsrsrs, um deles disse então foi meu voto, rsrsrs, o outro o voto foi meu, rsrsrs, o primeiro disse oxente será que o diabo levou o outro voto, rsrsrs, queridos em época de eleição a bandidagem rola solta, Jesus dos crentes cada coisa que só acontecem na CAPITAL do DINHEIRO.

Os marqueteiros darão o tom da campanha política na CAPITAL do DINHEIRO


Estamos há quase três meses das eleições municipais, porém os prognósticos a respeito dos futuros resultados já começam a ser traçados pelos políticos, pela imprensa, pelos marqueteiros, enfim, pelo eleitor.

Tudo que se disser agora, mesmo vindo de profissionais da política, cientistas políticos e marqueteiros não passará de previsões. E as previsões, neste campo, como em quase tudo na vida, nem sempre se confirmam, para alegria de uns e infelicidades de outros.

Na CAPITAL do DINHEIRO os políticos se agarram aos marqueteiros como verdadeiras tábuas de salvação, entregando-lhes, praticamente, o comando das eleições.

Da vitoriosa campanha do prefeito Valmir Mariano, em 2012, fala-se que somente foi possível graças às magias de Mônica Calassa e João Aguiar, que são ícones do marketing político tupiniquim.

Mas será que o marketing eleitoral tem tanto peso assim?

Valmir, por exemplo, poderia ter ganhado a disputa acaso não contasse com Mônica Calassa e João Aguiar?.

Uma campanha vencedora dependerá de um candidato vencedor!

O problema, na CAPITAL do DINHEIRO, por exemplo, é que todos os principais candidatos, potencialmente, são vencedores. Acaso não hajam mudanças significativas no quadro atual, teremos Valmir Mariano (PSD), Darci Lermen (PMDB) e Marcelo Catalão (DEM), além de outros menos expressivos, disputando a eleição. Valmir Mariano, tem como sua maior vitória eleitoral o fato de haver ganho a eleição passada contra Coutinho, quando este era considerado quase como imbatível.

Entretanto, voltando os olhos para o passado, vê-se que a candidatura vitoriosa de Valmir Mariano foi muito mais fruto de erros de estratégia do candidato favorito, bem como da união de toda a oposição.

Darci Lermen é um candidato ganhador, vencedor de disputa para prefeito da CAPITAL do DINHEIRO, onde foi eleito duas vezes consecutivos.


Dos três Marcelo Catalão não tem tradição em eleições majoritárias, porém conseguiu uma votação espetacular como candidato a deputado federal, devendo se registrar, entretanto, que milhares desses votos vieram de cidades do interior paraense.

Do ponto de vista pessoal, os três são bons candidatos, tem boa presença, são bem articulados em suas intervenções junto à televisão, ao rádio e perante a imprensa escrita. Os correligionários desses candidatos já começam a falar a respeito de seus marqueteiros, tendo Valmir Mariano já escolhido o seu, o qual aliás, ocupa espaços, devido ser o mago do marketing no estado do Pará. 


Comenta-se que Orly Bezerra encontra-se fazendo algumas peças para a Prefeitura e por conta disto já se diz que ele cuidará da campanha de Valmir Mariano

A campanha do ex-prefeito Darci Lermen, creio que o marqueteiro do Darci Lermen terá a missão de centrar o foco de sua campanha em sua experiência como prefeito, nas obras que realizou e deverá explorar o fato de seu partido ter o presidente interino Michell Temer.


Acredito que os marqueteiros desses candidatos deverão descobrir, através da análise das pesquisas qualitativas, o que os eleitores desejarão para o próximo ocupante do Morro dos Ventos (nome do edifício sede da Prefeitura da CAPITAL do DINHEIRO) e tentarão apresentar seus candidatos como o mais capaz para realizar esses objetivos.

Sobre as estratégias de marketing e os ícones da publicidade política brasileira, quero lembrar aos senhores que, por uma questão de praticidade, é comum se verificar, Brasil afora, campanhas “tocadas” pelos mesmos apelos.

Minuto Finanças - O tempo é o senhor das finanças

Mauro Calil*
Quanto mais cedo começarmos a poupar, mais fácil se tornará a tarefa de formação de patrimônio e enriquecimento. Isso é algo que parece evidente para todos. E a forma mais clara de visualizar o efeito do tempo em nossas economias é a comparação entre dois indivíduos em situações diferentes.
Imagine que Pedro e Paulo começam a poupar e investem R$10.000,00, com juros de 1% ao mês. O resgate do dinheiro acontecerá quando ambos estiverem com 40 anos de idade. Pedro tem 20 anos e Paulo, 30 anos. Desta forma Pedro retiraria R$108.000,00 e Paulo, R$33.000,00 somente. O dobro do tempo determina uma quantia final mais que três vezes superior.
Para Paulo chegar ao mesmo valor alcançado por Pedro, teria que fazer aportes mensais regulares de R$330,00, ou seja, enquanto Pedro investe 10.000,00, Paulo necessitaria investir 49.600,00 para que na mesma data tivessem a mesma quantia. É claro que quanto mais cedo começar melhor, entretanto enganam-se os que pensam que já não há mais tempo, o que ouço muito de pessoas com mais idade. Frases como "Ah, se tivesse sua idade e minha experiência... tudo seria mais fácil", são comuns para ilustrar estas situações.
E o ideal é realmente termos juventude e o conhecimento que só os anos vividos nos trazem. Se o jovem tem tempo, falta-lhe a experiência. O resultado disto é o dado assustador de que 67% dos inadimplentes são jovens entre 18 e 35 anos. Ou seja, em termos financeiros, a juventude está sendo jogada fora, bem como a melhor fase da vida para semear a riqueza.
Para equilibrar juventude, ou a falta dela, com a experiência, ou a falta desta, em todos os casos, o planejamento financeiro deve ser adotado em primeiro lugar, para ter-se um mapeamento das fontes de renda e dos destinos que a renda toma, ou seja, onde se gasta.
O bom plano financeiro não pára por aí. Ele passará a mostrar oportunidades de cortes de gastos que pouco agregam em valor àquele indivíduo ou família e continua por mostrar oportunidades de aumento dos benefícios conseguidos com o mesmo dinheiro, ou ainda com gastos inferiores aos atuais.
O planejamento financeiro de maior qualidade mostrará formas de acelerar o processo para o jovem e de recuperar o tempo perdido para os que crêem já não ter tanto tempo assim. Conheço senhoras que aos 70 anos obtêm renda adicional fazendo enxovais em ponto cruz para as melhores lojas de São Paulo. E a renda obtida é maior que a de muitos jovens em início de carreira. Conheço ainda professores de matemática aposentados que hoje fazem mais dinheiro com aulas de reforço escolar do que em seus dias como professores efetivos.
O tempo é, sim, o senhor das finanças, mas todos os seres humanos, ricos ou pobres, jovens ou idosos, acordaram hoje e acordarão amanhã com a mesma quantidade de tempo em suas carteiras, bolsos ou cofres, 24h por dia. Decidir o que fazer e como aproveitar este tempo é uma escolha pessoal. Eu escolho ter mais hoje do que tive ontem.
*é palestrante, educador financeiro e autor do livro "A Receita do Bolo" - http://www.calilecalil.com.br/

Saúde - Os benefícios de caminhar 30 minutos pela manhã


Caminhar por 30 minutos todas as manhãs, em um passo constante, apresenta os mesmos benefícios que correr. Este tipo de exercício ajuda a reduzir o risco de desenvolver diabetes, depressão, alguns tipos de câncer e ajuda contra o colesterol e a pressão alta.
O porta-voz da Academia Americana do Coração (American Heart Association), o Dr. Gregg Fonarow, afirma que a realização de atividade física diminui o risco de morte prematura, ajuda a combater problemas cardiovasculares e mantém a saúde do coração. Uma pesquisa confirmou que caminhar e correr ajuda a reduzir as doenças cardíacas.
Entre os resultados, foram encontrados tanto os benefícios de caminhar como de correr:
  • Em relação ao colesterol: caminhar reduziu em 7% e correr em 4.3%.
  • Em relação ao risco de contrair doenças cardíacas: caminhar reduziu as chances em 9.3% e correr reduziu em 4.5%.
  • Em relação à hipertensão: caminhar reduzir a possibilidade de contraí-la em 7.3% e correr em 4.2%.
  • Em relação às diabetes: caminhar reduziu o risco em 12.3% e correr reduziu em 12.1%.
“Estes resultados sugerem um benefício similar com gastos energéticos similares para cada exercício, independente da intensidade. No entanto, para aqueles que são capazes de participar de um exercício mais vigoroso, essa estratégia poderia ser mais eficiente na questão do tempo.”, declarou o doutor Gregg Fonarow. Agora bem, a pesquisa deu como resultado que se o objetivo for perder peso, correr é mais benéfico que caminhar.

Reflexão - Faze-me humilde, Senhor, Alejandro Bullón

O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre; cetro de equidade é o culto do teu reino. Sal 45:6
O salmo de hoje é um salmo messiânico. Fala da pessoa e do poder do Messias, do seu governo e de sua glória eterna.
Você sabe que tudo é passageiro nesta vida. Tudo começa e termina. Tudo, mais Cedo ou mais tarde, chega ao fim. No deserto desta vida Deus provê muitos oásis para mitigar a sede. Nas tormentas de nossa existência, Ele coloca muitos refúgios para proteger-nos das inclemências, mas, nosso destino final não está neste mundo. Todas as coisas boas desta vida têm apenas a finalidade de fazer menos  cansativa a nossa viagem através das areias escaldantes, mas não provêem segurança plena e satisfação completa. Nenhum oásis é permanente porque não é um simples oásis que procuramos, a nossa busca final é por aquele que um dia disse: “... se alguém tem sede, venha e a mim e beba.” João 7:37
O verso de hoje, fala do glorioso dia no qual finalmente o trono de Deus será estabelecido. Aquele será o fim de nossa peregrinação. Estaremos com Cristo no lar afinal. Naquele dia beberemos da água que Ele nos dará e nunca mais teremos sede. “Haverá um novo céu e uma nova terra...” Ele enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto nem pranto, nem dor... Apoc. 21: 1, 4.
Mas o salmista acrescenta que naquele dia o cetro do reino de Cristo será um cetro de equidade. Equidade é justiça. O governo sem fim de Jesus será um governo justo.
Naquele dia haverá pessoas que acharão que Jesus se equivocou. “Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome e em teu nome não expelimos demônios, e eu teu nome não fizemos muitos milagres? Então Eu lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim.” Mat. 7:22 e 23
Haverá gente que achará ter servido a Deus, e no entanto, se perderá. Isso é doloroso. Mas será justo porque não basta “achar” é preciso conhecer a palavra de Deus e com humildade, ajusta a vida aos Seus ensinamentos.
Hoje eu quero pensar em minhas atitudes e decisões com relação a palavra de Deus. Estou sendo humilde para obedecê-la ou soberbo para questioná-la? “O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre; cetro de equidade é o culto do teu reino.”

Pelas lentes do fotógrafo Anderson Souza


Macaco Parauacu - Floresta Nacional de Carajás, Parauapebas, Pará, Brasil.

Você Sabia?


Você sabia que a história de que cabelos e unhas continuam crescendo após a morte não passa de mito?

Para que os cabelos e as unhas de um ser humano cresçam, é preciso que ele se alimente de nutrientes. 

Como isso é impossível para quem já está morto, não existe possibilidade de que essa história seja real.

Música - Meu Barquinho, Gísseli Cristina


Poema - Necessitando Pensar

 
Necessitando pensar, pensei que é esquisito este 
costume de viverem os machos apartados das fêmeas. 

Quando se entendem, quase sempre são levados por motivos que se referem ao sexo.

Vem daí talvez a malícia excessiva que há em torno de coisas feitas inocentemente. Dirijo-me a uma senhora, e ela se encolhe e se arrepia toda. 

Se não se encolhe nem se arrepia, um sujeito que está de fora jura que há safadeza no caso.

Dica de Leitura


O livro 'Eleição - Vença a Sua' é uma obra sobre planejamento, estratégia e Mídias utilizadas numa campanha eleitoral. Escrito pelos jornalistas e especialistas em Marketing Político Marco Iten e Sérgio Kobayashi, o livro apresenta as ações que todo candidato deve empreender para uma participação vitoriosa nas próximas eleições. 

O livro destaca a necessidade de utilização das mais modernas Mídias para a sensibilização do eleitorado. Dando destaque para as formas tradicionais de uma campanha eleitoral, o livro também desperta a atenção para táticas comprovadamente eficazes na difícil tarefa de projetar o candidato no cenário de uma disputa eleitoral - o jornal de campanha, o uso de TV, de Rádio e a campanha de rua, dentre outras formas de arregimentação de apoios e de geração de fatos que fazem o candidato tornar-se presente na Mídia e na lembrança da população. 

Porque os políticos da CAPITAL do DINHEIRO estão tão desacreditados?

desacreditados 
As pesquisas de opinião que avaliam o desempenho de um político, dá na maioria das vezes apenas uma noção quantitativa de uma determinada situação, como aprovação, reprovação, rejeição e outros aspectos consultados.
Na CAPITAL do DINHEIRO, às vezes, resultados de pesquisas são ilegalmente divulgados através da informação boca a boca, sem que nenhuma coleta de dados tenha sido feita. Esses resultados são propagados por partidários políticos de algumas lideranças locais de forma que a própria população é obrigada a aceitar e se transforma também sem querer em veículo de divulgação.
Com a internet em alta, parte da população da CAPITAL do DINHEIRO passou a ter mais ainda acesso à informação sem meias verdades e a partir daí poder, por exemplo, saber quanto de recurso o nosso município recebe mensalmente.
Essa liberdade em receber a informação e poder dar sua opinião sobre os problemas dos mais variados tipos, tem mostrado cada vez mais a cara do povo ( Antes, jamais teriam coragem de aparecer ) e sua forma de ver as coisas.
A maioria das vítimas dessa liberdade de expressão trazida pela internet são os políticos, e a opinião das pessoas sobre eles mostram o quanto estão impopulares a cada dia que passa. Para retratar o que acabamos de relatar, basta acompanhar alguns comentários feitos por pessoas comuns quando são postados temas que envolvem nomes de políticos conhecidos na CAPITAL do DINHEIRO. Estes são na maioria das vezes desfavoráveis e alguns chegando a ser deploráveis e desrespeitosos.
Que fenômeno é esse que está acontecendo? Porque que os políticos de hoje perderam o respeito do seu povo?
Com a palavra, os políticos…

PEC propõe reduzir número de deputados federais para economizar R$ 218 milhões

plenario-senado 
Uma proposta em tramitação no Senado Federal pode reduzir os gastos com os deputados federais, bastante criticados pela sociedade, em R$ 218,5 milhões por ano.
Trata-se de uma proposta de emenda à Constituição que diminui os números mínimo e máximo de vagas por estado na Casa, passando o total de cadeiras de 513 para 405.
Atualmente, segundo dados do Congresso em Foco, os deputados custam cerca de R$ 1 bilhão ao ano.
Cada deputado custa até R$ 168.662,44 por mês ao contribuinte. Eles têm direito ao salário de R$ 33.763,00, auxílio-moradia de R$ 4.253 ou apartamento funcional, verba de R$ 92 mil para contratação de funcionários e um cotão que varia de R$ 30.416,80 a R$ 45.240,67 dependendo do estado. Ainda entre os benefícios, eles contam com a verba do paletó e o ressarcimento de gastos com médicos.
A PEC apresentada pelo senador Álvaro Dias (PV-PR) reduz o número mínimo de cadeiras por estado de oito para quatro e o máximo de 70 para 50. Caso seja aprovada, as bancadas de Minas e São Paulo, que têm respectivamente 53 e 70 representantes seriam afetadas. Segundo a justificativa do parlamentar, não basta reduzir o número total de cadeiras, o que seria feito por lei complementar, pois há uma desproporcionalidade na representação.
Na forma atual, segundo Dias, São Paulo, com 44,7 milhões de habitantes tem hoje um deputado por 628 mil pessoas enquanto Roraima, com população de 515 mil habitantes, tem um parlamentar para cada 64 mil. “A sobre-representação não é exclusiva do estado de Roraima, atingindo também, de forma intensa, as representações dos Estados do Amapá, Acre, Tocantins e Rondônia, cujas bancadas atingem mais do que o dobro da proporcionalidade populacional”, registra.
“Para, a um só tempo, diminuir o número total de Deputados e diminuir a desigualdade das representações é que estamos apresentando esta Proposta de Emenda à Constituição”, alega Álvaro Dias. A PEC aguarda análise na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e, para virar lei, precisa ser aprovada em dois turnos pelas duas casas Legislativas.

Brasileiro começa a ver Temer como mal menor


Diz o brocardo que não adianta chorar pelo leite derramado. O que está feito está feito. E nada vai desfazer. No lamentável caso brasileiro, isso significa que não adianta ficar lamentando a crise. É preciso encontrar uma saída. PesquisaDatafolha indica que os brasileiros começam a enxergar Michel Temer como uma espécie de mal menor. E não parecem mais dispostos a confiar a Dilma Rousseff uma bandeja com um copo de leite, mesmo que metafórico.
Decorridos dois meses da interinidade de Temer, 50% dos patrícios acreditam que seria melhor para o país que ele permanecesse na Presidência. Os defensores da volta de Dilma somam escassos 32%. Confrontados com uma pergunta direta sobre o impeachment, 58% defenderam a confirmação do afastamento de madame pelo Senado. Apenas 35% se opõe à sua deposição.
Esses dados ajudam a explicar tendência do Senado de punir o leite derramado. Perdoar Dilma a essa altura equivaleria a comprar briga com os 58% que pregam a descida da lâmina. Bem verdade que a taxa de aprovação do governo provisório de Temer (14%) é praticamente igual à que era ostentada pela gestão Dilma em abril (13%). Mas o “mal menor” representado por Temer é visto como ruim ou péssimo por 31%. Nesse mesmo quesito, Dilma somava extraordinários 65% antes de ser ejetada da cadeira.
Alheios à tese do ‘golpe’, os entrevistados já não têm dúvidas quanto ao destino de Dilma. Para 71%, a primeira mulher a chegar à Presidência da República será enviada para casa mais cedo. Passará à história como protagonista de fiascos que envergonhariam um garçom de boteco. Com a diferença de que não pede desculpas nem perde a empáfia!
Folha

O ocaso de Lula

Resultado de imagem para lula triste
O ex-presidente Lula já foi um dos líderes mais populares do mundo - "o cara", nas palavras de Obama -, mas hoje, seis anos depois de deixar o poder, convive com o desprestigio político, o abandono dos amigos e as suspeitas de corrupção sobre seu patrimônio familiar. 



Fonte - Thiago Bronzatto e Daniel Pereira

Conta de energia da transposição do São Francisco vai custar R$ 300 milhões ao ano

Conta de energia da transposição do São Francisco vai custar R$ 300 milhões ao ano 
Se todo mundo só pensa nos louros políticos da transposição do São Francisco, quase ninguém fala publicamente do problema nos bastidores da obra. O presidente interino, Michel Temer (PMDB), precisa resolver outro nó da obra além da conclusão do projeto: a conta do funcionamento dos canais, aquedutos e bombas de água. Só a conta de luz das gigantes motobombas vai custar em torno de R$ 300 milhões ao ano. Fora a vigilância e a manutenção de canais, túneis e açudes.
A questão foi levada ao núcleo de infraestrutura, no último dia 27, pelo ministro da Integração, Helder Barbalho (PMDB). As gestões Lula e Dilma Rousseff, do PT, iniciaram a formatação da fase de funcionamento. Mas nada foi concluído.
Pelo arranjo deixado em aberto, a conta seria cobrada todos os meses na fatura do cidadão de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, através de companhias como a Compesa. Mas calma. Pernambuco não teve as obras prometidas nas gestões do PT para pode receber a água do rio. Ela só vai sair daqui para os outros Estados.
E Pernambuco, sem água da obra, já vai pagar em 2017?
O prazo atual da obra pode até não sair, mas o debate tem de ser concluído. Essa água, atrasada, é urgente. E custará caro.
Em 2010, a Fundação Getúlio Vargas calculava em R$ 0,15 cada mil litros de água da transposição. Parece pouco, mas o custo é altíssimo. E a conta é de antes do pipoco da inflação e do atraso da obra, que sairia em 2012 por R$ 4,5 bilhões. O orçamento usado hoje, desatualizado, é de R$ 8,2 bilhões.
A gestão Dilma (PT) cogitou criar a Agnes, uma agência, só para tocar a transposição. Mas o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), então ministro, deu o papel à Codevasf, agora sob a presidência de Kênia Marcelino, indicação socialista. JC Online

Popular Posts