Seguidores

Conheça a história de Xixi, eleito duas vezes prefeito de Paraíso das Águas (MS)

 
“Ivan Xixi, sempre presente”. O bordão da campanha eleitoral funcionou tão bem que Ivan da Cruz Pereira (PMDB), o Ivan Xixi, foi reeleito prefeito de Paraíso das Águas (MS) em 2016, com 66,6% dos votos válidos. Na verdade, ele foi o único prefeito que a cidade teve até hoje. O decreto que separou o município de Costa Rica foi publicado em 2003, mas só foi reconhecido pelo Superior Tribunal Federal em 2009.
Três anos depois, a cidade elegeu o seu primeiro prefeito. A votação de Ivan Xixi foi ainda mais expressiva à época: 81,18% dos votos válidos. O apelido estranho definitivamente não causa estranheza a ninguém da cidade: “Sou chamado assim desde os meus 11 anos de idade. Todo mundo na região me conhece como Ivan Xixi”, confirmou o prefeito, aos risos, em entrevista dada ao “É Brasil que Não Acaba Mais!”, programa que apresento na Rádio BandNews FM. A descoberta foi feita, alguns dias antes, pelo colunista José Simão e o âncora Ricardo Boechat. O jovem município que fica a 275 quilômetros da capital Campo Grande: “É um povo muito acolhedor. A emancipação foi uma grande conquista para os quase 6 mil habitantes de Paraíso das Águas. Hoje temos hospitais, escolas…”, orgulha-se.
Confira alguns trechos da divertida entrevista com o prefeito Xixi:
De onde veio o apelido “Xixi”?
Isso vem da minha época de escola. Tinha 11 anos. Era um menino que veio do interior para uma cidade um pouquinho maior e ficava meio tímido com tudo. Um dia, pedi licença para a professora para ir ao banheiro, ela não quis me dar licença e eu falei que ia mijar dentro da sala, num latão que ficava atrás da porta – e olha que eu era quietinho, hein! Ela disse que, se eu fizesse isso, iria para a secretaria. Eu não ia mijar na roupa, né? Fui na lata de lixo e fiz. Era um latão de óleo lubrificante de 20 litros. Era lata mesmo, não plástico, e ele estava um pouco enferrujado. De início ela não tinha percebido, mas depois começou a vazar por baixo do latão. Fui expulso da escola, foi a maior confusão!
Dizem que apelido só pega quando o apelidado detesta. Você gostou do apelido?
Sempre gostei. Eu mesmo me chamava de Xixi. Até hoje, se alguém me liga perguntando pelo prefeito Ivan, eu respondo: “Aqui é o Xixi”. Para mim, isso é natural. Todos me conhecem como Ivan Xixi ou o Xixi. Nem me apresento como “Ivan”.
Paraíso das Águas tem algum banheiro público?
Você está perguntando por causa do apelido, né? (risos). Nós estamos construindo duas praças. Claro que elas terão banheiro público.
Você tem que aguentar muitas brincadeiras por causa do apelido?
Na época da eleição, o pessoal brincava: “Quem não votar no Xixi vai estar fazendo uma…” Já sabe, né?
O governador também trata você como Prefeito Xixi?
Temos muita liberdade. O governador Reinaldo Azambuja sempre me chama de Ivan Xixi ou Ivan, o terrível. Aliás, deixa eu contar uma: há alguns anos, fui para Rio Verde de Mato Grosso (MS) e o prefeito de lá tinha o apelido de “Zé Mijão” [José de Oliveira Santos, também so PMDB]. Ele falou que queria vir para cá e eu quis saber o motivo. Aí ele disse que iria montar a chapa prefeito Xixi e vice Mijão e vice Xixi. Ou vice-versa.
O prefeito Xixi irá criar uma lei para exigir que as crianças sejam autorizadas a ir ao banheiro sempre que pedirem?
Que sacanagem! (risos) Tem uma parte da minha história que eu não conto, porque me compromete. Mas preciso dizer: quando eu pedi para ir ao banheiro, eu tinha acabado de voltar do intervalo. Fiquei fazendo arte e não fui ao banheiro. Então, a professora estava certa! Fico falando como se eu fosse mijar nas calças e estivesse certo… Mas não é assim, não!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts