Seguidores

O ensino médio noturno na CAPITAL do DINHEIRO está com seus dias contados

Resultado de imagem para ensino médio pede socorro
Disse o ministro da educação Mendonça Filho "Espero que um dia a gente não tenha mais ensino noturno. 

Diante da fala do atual ministro da educação Mendonça Filho que sonha com o fim do ensino noturno no país. Concordo em partes com o ministro Mendonça mas ao invés de acabar, deveria propor uma outra alternativa voltado para o ensino noturno.

O sistema educacional não criou até hoje uma alternativa viável para melhorar o tão sofrido ensino noturno. Por um lado, os professores ainda não entenderam a fundo os procedimentos do ensino noturno, pois, os números de reprovados ainda são enormes, causando uma evasão sem precedentes.

Os coordenadores pedagógicos não têm um projeto de restruturação para melhorar o ensino noturno a curto, médio e longo prazo jogando a bola para a SEDUC. Os gestores também não mostraram ainda para que vieram, ficando muitos na parte burocrática esquecendo da pedagógica que clama por socorro.

Nesse início de ano letivo percebe-se claramente a redução de números de alunos no ensino noturno, consequentemente diminuição da carga horária que acarreta dinheiro a menos no orçamento.

Escolas que tinham 19 turmas, hoje tem apenas 9, uma queda significativa, o estado do Pará perdeu aproximadamente quase R$260 milhões por não ter cumprido a meta de matriculas para o ano de 2017, triste realidade.

Se gestores, coordenadores e professores na CAPITAL do DINHEIRO não se unirem daqui a 4 anos não teremos ensino noturno, podem acreditar.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts