Seguidores

A CASA de LEIS da CAPITAL do DINHEIRO instaura mais uma CPI contra a Vale

Resultado de imagem para camara de vereadores de parauapebas
Durante a tarde desta terça-feira (27), durante mais uma Sessão Ordinária realizada na Câmara de Vereadores de Parauapebas, através do Requerimento de número 70/2015, assinado por todos os vereadores, foi instaurada oficialmente uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará as diferenças das práticas de preços declarados nos boletos de pagamentos e os registrados nas demonstrações financeiras, em especial no exercício de 2015 da mineradora multinacional Vale. (Ascom - Câmara 2015).

A Comissão Parlamentar de Inquérito - CPI da Vale - concluiu os trabalhos e apresenta como resultado positivo a obrigação da mineradora Vale pagar para o município de Parauapebas o valor de R$ 48 milhões referente à diferença de repasse oriundo da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem). (Ascom - Câmara 2016).

Na sessão ordinária desta quinta-feira (2), os 15 vereadores foram favoráveis à instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias de supostos calotes que teriam sido praticados pela mineradora Vale contra trabalhadores e empresários em Parauapebas. (Ascomleg 2017).

Em menos de três anos a CASA de LEIS da CAPITAL do DINHEIRO instaurou nada mais, nada menos do que três CPIs uma média de uma por ano.   

Isso prova que os edis da CAPITAL do DINHEIRO não estão gostando muito da atuação da poderosa multinacional. Numa dessas CPIs  a Vale devolveu ao cofre público no ano passado R$ 17.550.225,13 e que o restante repassaria aos cofres públicos, o blogger ligou para o ex-presidente da Câmara Ivanaldo Braz para obter informações se a Vale tinha repassado o restante da bolada, ops, da grana, porém sem sucesso.

A Câmara começa bem o ano de 2017. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts