Seguidores

De volta ao futebol, Bruno vai ganhar seis vezes mais do que um professor


O goleiro Bruno deixou a relação de 12,1 milhões de pessoas desempregadas, que equivalem a 11,9% da população, poucos dias após sair da prisão, onde esteve por seis anos e meio, acusado de mandar matar a mãe de seu filho. E, apesar de ter cumprido menos de um terço de sua pena, o novo goleiro do Boa Esporte já terá salário superior a média de todas as profissões no Brasil, incluindo médicos, advogados, administradores de empresa…

Bruno receberá R$ 15 mil por mês enquanto estiver apto a jogar – somente Radamés, volante revelado na base do Fluminense, ganha mais do que o goleiro no clube mineiro.

Os ganhos de Bruno correspondem a 16 salários mínimos, cujo valor é de R$ 937. O ex-detento, que não tem diploma universitário, vai receber, por exemplo, quase seis vezes mais do que o salário base de um professor com licenciatura que trabalha 40 horas semanais em Minas Gerais.
Mas as comparações assustadoras não terminam por aí. A média salarial do brasileiro gira em torno dos R$ 1.725, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Ou seja, o camisa 1 do Boa Esporte vai faturar em um mês o que o trabalhador comum leva quase nove meses.
Até os médicos, com a responsabilidade de salvar vidas, têm em geral rendimento menor do que o pai de Bruninho, menino de sete anos fruto de sua relação extra-conjugal com Eliza Samúdio. Os profissionais com mestrado ou doutorado ganham em média R$ 8.966,07.
COMPARAÇÃO SALARIAL MENSAL DESLEAL:
– Bruno (Boa Esporte): R$ 15.000,00
– Médico: R$ 8.966,07
– Administração: R$ 8.012,10
– Direito: R$ 7.540,79
– Ciências Contábeis: R$ 7.085,24
– Engenharia Mecânica: R$ 5.576,49
– Engenharia Civil R$ 5.476,85
– Motorista de Uber: R$ 4.300,00
– Professor: R$ 2.425,50
– Gari: R$ 1.259,00
– Empregada Doméstica: R$ 1.357,61

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts