Seguidores

Grande Sonhador - Dom Hélder Câmara

 
Hélder Pessoa Câmara, nasceu na cidade de Fortaleza, Estado do Ceará, no dia 7 de fevereiro de 1909.

Em 1931, foi ordenado sacerdote, e neste mesmo ano nomeado diretor do Departamento de Educação do Estado do Ceará, cargo que exerceu por cinco anos. Posteriormente, foi transferido para o Rio de Janeiro, onde morou e trabalhou por vinte e oito anos.

Em 1952, o Conselho Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o elegeu Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro. No período em que permaneceu no cargo, trabalhou, sobretudo integrando a Igreja na luta em defesa da justiça e cidadania.

Aos 55 anos, foi nomeado Arcebispo de Olinda e Recife, permanecendo neste cargo durante vinte anos. Nesta época, o Brasil encontrava-se em pleno domínio da ditadura militar. Momento político este, que o tornou um líder contra o autoritarismo e os abusos aos direitos humanos.

Desempenhou inúmeras funções sociais, principalmente em movimentos estudantis e operários e ligas comunitárias contra a fome e a miséria. Levantou sua voz em defesa da comunidade sem vez e sem voz na escala social e lutou pela caridade aos pobres e oprimidos.

Paralelamente às atividades religiosas, criou projetos e organizações pastorais, destinadas a atender às comunidades do Nordeste, que viviam em situação de extrema miséria.

Devido a sua atuação política e social, sua pregação libertadora em defesa dos mais pobres, foi chamado de comunista, e passou a sofrer retaliações e perseguições por parte das autoridades militares. Foi impedido de ter acesso aos meios de comunicação de massa e de divulgar suas mensagens durante todo o período ditatorial. Apesar disso, sua personalidade ganhou, cada vez mais dimensão no Brasil e no exterior.

No final da década de 90, com o apoio de outras instituições filantrópicas, lançou a "Fundação Joaquim Nabuco" e a campanha "Ano 2000 Sem Miséria". Para ele, era um grande constrangimento saber que, às vésperas do segundo milênio do nascimento de Jesus Cristo, milhões de pessoas ainda vivessem na miséria.


Morreu no dia 27 de agosto de 1999, vitima de uma parada cardiorrespiratória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts