Seguidores

Saúde - Caminhar mais pode ser a chave para uma vida mais longa, mais saudável


Quanto mais tempo você passar sentado, mais curta e menos saudável sua vida tenderá a ser - esse é o novo consenso entre os pesquisadores. Até mesmo a Organização Mundial de Saúde (OMS) lista agora a inatividade como o quarto maior assassino de adultos em todo o mundo, responsável por nove por cento das mortes prematuras. 

De fato, a literatura médica contém mais de 10.000 estudos que mostram que ficar sentado de forma frequente e prolongada - no trabalho, nos deslocamentos e quando se assiste TV à noite - afeta significativamente a função cardiovascular e metabólica.

Por exemplo, uma metanálise de 2012 demonstrou que aqueles que ficavam sentados por períodos de tempo mais longos diariamente eram duas vezes mais propensos a ter diabetes ou doenças cardíacas, em comparação a aqueles que ficavam menos tempo sentados.
De grande importância é a constatação de que ficar sentado de forma prolongada é um fator de risco independente para uma saúde ruim e morte precoce; estudos mostraram que esses riscos se aplicam mesmo se você estiver com um bom condicionamento físico e mantiver uma programação de exercícios regulares.
O problema é que uma hora de exercício aqui e ali, mesmo que seja vigoroso, não pode neutralizar os danos causados durante as horas que você está parado sentado. Por exemplo, um estudo recente descobriu que seis horas passadas continuamente sentado efetivamente neutraliza os benefícios positivos para a saúde de uma hora inteira de exercício.
Basicamente, isso significa que, mesmo se você gastar duas a três horas na academia a cada semana, se você tem um trabalho onde passa o tempo todo sentado, muitos dos benefícios do exercício simplesmente evaporam.
Eu acho que está bem claro que você precisa de ambos, o exercício intenso o intermitente diário ou movimento não-exercício, a fim de otimizar sua saúde e prolongar a sua vida. Não é uma questão de escolher um ou outro. Você realmente precisa de ambos.
Quanto ao movimento intermitente, a chave, dizem os especialistas, é evitar ficar sentado por mais de 50 minutos de cada hora. Idealmente, você deveria ficar sentado por um máximo de cerca de três horas por dia – o que está muito longe do que é feito normalmente hoje em dia.

Fonte - Doutor Mercola

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts