Seguidores

A Lei Kandir é debatida na CAPITAL do DINHEIRO com a comissão de estudo da Alepa

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sentadas 
A comissão de estudos da lei Kandir, formada pelos deputados estaduais Celso Sabino (PSDB), presidente, Dirceu Ten Caten (PT), relator, a comissão teve a participação dos deputados Hage Junior (PR), Chamon (PMDB), e pelo Gesmar Rosa (PSD), deputado pela CAPITAL do DINHEIRO e região.

No primeiro momento, a Comissão de estudos da lei Kandir participou de uma seletiva com a imprensa, onde os mesmos fizeram diversas perguntas, algumas repetitivas e outras usando dados ultrapassados insistentemente, mas enfim, uma coletiva no geral "boa".      
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé e área interna 
No segundo momento, a Comissão de estudos da lei Kandir, através do seu presidente Celso Sabino levou o debate para a plenária da CASA de LEIS, onde os vereadores participaram d discursão sobre o tema que interessa, muito a CAPITAL do DINHEIRO.
A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sentadas e multidão 
A população participou, em grande número, para ouvir os deputados falarem sobre a famosa Lei Kandir, que há 20 anos vem destruindo as economias estaduais e municipais, para se ter uma noção só no estado do Pará são mais de 44 bilhões de reais.  
A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé
A vereadora Joelma Leite (PSD), uma das vereadoras que vem se destacando na CASA de LEIS, isso é notório, explanou para os deputados e munícipes que o primo rico, como é chamado a CAPITAL do DINHEIRO, vem sofrendo muito com a ausência do governo na cidade, a sorte é que a prefeitura arca com essas despesas e, acrescentou que há um sentimento de separatismo por parte da população. 

A vereadora Joelma Leite, disse está muito preocupada com a questão financeira da CAPITAL do DIHEIRO, que vive e sobrevive com as arrecadações do ICMS e CFEM, caso o governo estadual mexe nesses quesitos, a CAPITAL do DINHEIRO quebra.

Segundo o relator da comissão lei Kandir, o deputado estadual Dirceu Ten Caten, disse que até agosto o prazo de entrega do relatório final estará pronto. O prazo que o Congresso Nacional tem é até dezembro, prazo esse expedido pelo ministro Gilmar Mendes.

     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts