Seguidores

Minuto Finanças - Os idosos mergulhados no endividamento

Resultado de imagem para velhinhos endividados
Não se faz mais velhinhos como antigamente. Aquele vovô que ficava em casa esperando a próxima novela, guardava dinheiro debaixo do colchão e só saía para ir ao médico está fora de cena. A terceira idade - e isso já é sabido – se libertou: quer mais é viajar, trocar de carro, casar de novo e encher de mimos (caros) filhos e netos.
O problema é que este ânimo tem tornado os idosos presas fáceis para as tentações do consumo e do crédito abundante. Nos últimos 12 meses, a terceira idade foi a faixa etária que mais se endividou, conforme um estudo do SPC Brasil. E, não por acaso, a que mais aumentou o número de calotes, que crescem duas vezes mais rápido entre consumidores com mais de 65 anos.
– Os bancos perceberam que os idosos estão mais ativos, e começaram a facilitar empréstimos. Mas muitos pegam mais dinheiro do que devem e acabam perdendo o controle – diz Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC.

A oferta de crédito é pulsante. Conta a aposentada Sandra Moraes, morador da CAPITAL do DINHEIRO, que tomou R$ 5 mil no consignado há três anos para consertar o telhado da casa, varrido por um vento nunca antes visto. Desde então, entrou em uma bola de neve: pegou outro empréstimo para cobrir a dívida, a juros mais baixos, e um terceiro para comprar móveis novos. Quando se deu conta, estava com cinco empréstimos diferentes corroendo o benefício da Previdência.
– O pessoal dos bancos me liga todas as semana para oferecer um empréstimo para cobrir o outro, e ainda mais um dinheirinho extra. Se vai aceitando, o sujeito acaba gastando tudo para pagar dívida – conta Sandra.
Desde que foi autorizado, em 2004, o crédito consignado para pensionistas do INSS avançou na força de uma onda se aproximando da costa, mas os velhinhos mal tiveram tempo de vestir o calção. Nos últimos seis anos, esses empréstimos cresceram 50% a mais do que as operações tradicionais. Conforme o Banco Central, os pensionistas do INSS devem mais de 71 bilhões de reais nessa modalidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts