Seguidores

Vereadora Kelen Adriana participa do 27° encontro da mulher na CAPITAL do DINHEIRO

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna
Foto - Gilberlan Atrox

Disse Helgir Girodo "A mulher sábia é cheia da sabedoria de Deus."

A vereadora Kelen Adriana desde a sua pose no dia 1 de janeiro de 2017 não parou se quer um dia nesse inicio de ano e de mandato, onde vem tendo uma agenda bastante produtiva entre eles visitando seus líderes espirituais os deputados Josué Bengston(federal), Martinho Carmona(estadual), participando de reuniões sobre o turismo uma alternativa viável que gera rendas, no último sábado colocou a mão na massa, ops, na enxada e participou do mutirão da limpeza do antigo Pipa ao lado do prefeito Darci lermen.

Na segunda-feira 30 a convite da ex-vice-prefeita, ops, da secretária da Mulher Ângela Pereira participou do 27º encontro da Mulher na CAPITAL do DINHEIRO com o tema: O mecanismo brasileiro e a voz da mulher arte em toda parte.

“A mulher cada dia que passa ganha mais espaço na sociedade e no mercado de trabalho, e a tendência é que a cada dia a mulher ocupe ainda mais espaço”, disse a vereadora Kelen. 

Xinguara em estado de calamidade

Resultado de imagem para xinguara
A CAPITAL do BOI GORDO desde o inicio de 2017, infelizmente vem passando por uma epidemia que assola os moradores dessa importantíssima cidade para o desenvolvimento do estado do Pará e do Brasil.

Desde dezembro o prefeito Osvaldinho solicitou apoio da secretaria estadual de saúde para um possível surto de dengue, zica e a Chikungunya, em especial um carro fumacê, porém, as autoridades não enviaram o apoio necessário, por entender que o índice estava baixo ainda, grande erro, pois eles não são mãe Dinah, quando enviaram o apoio os índices já estavam altos.


Triste realidade esse tipo de epidemia onde tudo poderia ser evitado se tivesse sendo um trabalho bem feito entre o estado, prefeitura e a população juntos poderiam ter evitados mortes na CAPITAL do GORDO.

Moita Social

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Palavras, palavras, palavras.
Pa-la-vras.Olhares, gestuais, tiques e expressões, textos, frases e parágrafos, imagens indicativas de todas as formas de amar, matar e morrer de se dar e tomar, de informar, desinformar e confundir.
As pessoas ganharam instrumentos tecnológicos os quais proporcionam maneiras modernas de se expressarem e, formando seus grupos debatem cada qual na sua individualidade; discutem, formam opiniões, decidem e dissidem-se; assim vão se comportando como se as relações ocorressem somente aí, e como se cada um ganhasse sua própria moitinha e daí a conexão com os demais; quando surge uma crise ou um problema o qual requer a presença e o diálogo direto, as pessoas desacostumadas insistem no mesmo padrão de comunicação sintética e tecnológica; se entre os interlocutores não houver quem esteja linkado com a psicologia da relação com as percepções psicológicas tipo, movimentos dos olhos, equilíbrio dos gestos, controle da respiração e outros detalhes que dão o prefixo da assertividade ou não do diálogo, aí o papo fica sem sentido, não resolvido e todos, se julgando "cônscios do conhecimento" voltam para suas moitinhas grupais e o desconcerto social segue seu curso nas redes "Sociais".

Areias, ex-diretor do Detran.

Darci Lermen em ação


“Um cliente pode até não gostar do lugar, mas poderá amar o atendimento” Paulo Samuel

Faltando dois dias para fazer um mês que o prefeito Darci Lermen assumiu a prefeitura, ops, a sua agenda não está sendo nada fácil.
O prefeito vive de reunião, em reunião com os Sem Terras I, com os Sem Terras II, com BID, com professores, com médicos, com GAMP, Vereadores eleitos, Vereadores que não conseguiram se eleger, presidentes de Partidos e os Sindicatos de tudo que é seguimento.
O interessante que o prefeito Darci Lermen vem varando madrugada afora, tudo isso para atender a todos.

A CAPITAL do DINHEIRO, um sonho realizado

Resultado de imagem para parauapebas
Conversando com inúmeras pessoas advindas de outras regiões brasileiras para a CAPITAL do DINHEIRO em busca de dias melhores, ops, de um lugar ao sol. Todos foram unânimes em afirmar que tiveram mudanças radicais em suas vidas, muitos disseram que chegaram à CAPITAL do DINHEIRO arrastando a cachorrinha e hoje estão bem melhor do que na década de 80 e 90 quando aqui chegaram.

Um empresário que pediu para não revelar seu nome chegou na CAPITAL do DINHEIRO na década de 80 onde trabalhou muito para chegar onde está. Esse empresário é dono de um dos postos de gasolina na cidade, ele lembra que quando chegou com a sua família passou necessidade, mas com muita luta venceu o deserto e hoje a sua empresa tem faturamento de R$60 mil reais.

Um professor que morava em Belém me disse que estava morando na casa da mãe e dependia exclusivamente dela para ajudar a complementar o seu salário. Há cerca de 10 anos soube que na CAPITAL do DINHEIRO precisava de professor formado em diversas áreas, em especial a sua, veio correndo arrumou emprego no município e no estado, onde é concursado nos dois com uma carga horária de 420h ganhando um salário de R$11 mil. Para ele a CAPITAL do DINHEIRO abriu as portas para a sua vida profissional e financeira.

“Sou grato a Deus, por abrir as portas de emprego para mim.” Um funcionário da Vale que me relatou está muito satisfeito na CAPITAL do DINHEIRO. Nesses 18 anos trabalhando nessa empresa consegui abrir um clube para eventos, um condomínio com 4 apartamentos, dois carros e uma franquia do Fruto de Goiás na minha terra natal, só tenho que agradecer a esse meu Deus maravilhoso.


Por isso, que a CAPITAL do DINHEIRO é uma terra onde os sonhos são realizados, pasme, ainda tem gente que reclama de tudo, mesmo sabendo que na sua terra natal, passavam até necessidade. A CAPITAL do DINHEIRO que mana leite e mel para aqueles que sabem o que querem. 

Minuto Finanças - Para ser um idoso feliz e independente, é preciso se preparar

Resultado de imagem para imagens de adulto e idoso
Vamos viver mais e melhor, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, uma criança nascida em 2015 pode esperar viver 20 anos mais do que se tivesse nascido há 50 anos, segundo o último Relatório Mundial de Envelhecimento e Saúde.
Ser idoso não vai mais significar ser dependente, como era antigamente, mas ter qualidade de vida para se divertir. Para isso, você precisa se planejar, e é praticamente certo que a renda do INSS não dará conta de manter seu padrão de vida. “Brinco que INSS significa ‘Isso Nunca Será Suficiente’”, diz Bianchi.
Quanto antes você começar a investir para o futuro, melhor, pois além de poupar mais dinheiro, você ganha um rendimento maior com o efeito dos juros sobre juros no tempo. Não há um valor mínimo por mês recomendado, então o negócio é guardar o máximo que puder e não se preocupar se parece pouco.
Existem diversos tipos de investimento para a aposentadoria, entre eles previdência privada e títulos do Tesouro Direto.

Saúde - Alerta: Você Está Desenvolvendo o “Pescoço de Texto”?

Dor no Pescoço
Por Dr. Mercola
Atualmente, bilhões de pessoas andam debruçadas em seus smartphones. Os perigos da digitalização incluem acidentes com veículos automotores, exposição a EMFs (campos eletromagnéticos) e queda em chafarizes – porém, há um novo problema a ser acrescentado à lista: o “pescoço de texto”.
O cirurgião de coluna de Nova Iorque, Dr. Kenneth Hansraj, realizou um estudo para avaliar os efeitos adicionais da postura com a cabeça inclinada para frente na espinha dorsal.

Imagine Sua Cabeça Pesando Tanto Quanto Várias Bolas de Boliche!

Sua cabeça pesa em torno de 5,5 kg e se você passa uma quantidade significativa de tempo inclinado – ou seja, com sua cabeça inclinada para frente digitando, enviando e-mails ou jogando – as forças atuando sobre sua espinha dorsal são enormes.   
O grau de influência desta posição sobre sua coluna depende do ângulo de inclinação e da quantidade de tempo que você passa com a cabeça nesta posição.
Neste estudo, o Dr. Hansraj determinou que, quando você inclina sua cabeça para frente em um ângulo de 15 graus, o peso dela efetivamente aumenta de 5,5 kg para 12,25 kg. Em uma inclinação de 45 graus, sua cabeça exerce 22,23 kg de força e em uma inclinação de 60 graus, 27,22 kg – isto corresponde a carregar uma criança de oito anos de idade em volta do pescoço por várias horas ao dia!
Outras pessoas dizem que a pressão sobre sua coluna dobra a cada polegada de inclinação da cabeça. Em 2013, algo como 1,91 trilhões de mensagens de texto foram enviadas nos EUA, de acordo com a CTIA, The Wireless Association (Associação Sem Fio).
Os usuários de smartphones passam, em média, duas a quatro horas por dia inclinados sobre seus dispositivos, totalizando 700 a 1400 horas por ano exercendo esse estresse sobre suas colunas. Estudantes do ensino médio podem estar em situação até pior, passando em torno de 5000 horas nesta posição, de acordo com o estudo.
De acordo com o Dr. Hansraj, o "pescoço de texto" pode acarretar desgaste e degeneração precoces da coluna. Como você repetidamente encolhe e estica essa área, ela pode inflamar ao longo do tempo podendo provocar estiramento muscular, compressão dos nervos, hérnia de disco e anormalidades na curvatura natural do pescoço.
Essa postura de inclinação para frente do pescoço foi associada a dores de cabeça, problemas neurológicos e doenças cardíacas. Isso é triste, pois é relativamente fácil assumir uma postura natural saudável para seu pescoço. Tudo o que você precisa fazer é levantar o queixo a 45 graus, o que faz sua cabeça ficar acima dos ombros e faz com que seu peito mova-se para frente.

Pelas lentes do fotógrafo Anderson Souza

A imagem pode conter: céu, nuvem, oceano, crepúsculo, atividades ao ar livre, água e natureza 
Rio Tocantins, Marabá, Pará, Brasil.

Meditação - Força Para Superar, Max Lucado

Max Lucado
A palavra de Deus para Josué é a palavra de Deus para nós. “Seja forte e corajoso” (Josué 1:6). Não tenha medo diante das suas aflições. Tome possa da terra que Deus lhe Deu.
“Então o SENHOR disse a Josué: ‘Saiba que entreguei nas suas mãos Jericó, seu rei e seus homens de guerra’.” Deus não disse “Josué, tome a cidade.” Deus disse “Josué, receba a cidade que eu tomei.”
Josué não foi adiante esperando ser vitorioso. Ele sabia que Deus já tinha a vitória. O mesmo pode ser dito de você e seu desafio. Deus não diz, Roberto, vença seu hábito. Ele diz, Roberto, eu venci os hábitos da sua vida. Receba a bênção da vitória.
A pergunta não é: você vai superar? A pergunta é quando você superará? A vida sempre trará desafios. Mas Deus sempre nos dará força para encará-los.

Boa iniciativa: Vereadora Kelen participa do mutirão de limpeza do antigo Pipa

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em pé, árvore, atividades ao ar livre e natureza
"Trabalhar em equipe não significa que todos tenham que fazer tudo mas sim ter a consciência do todo e do papel de cada um neste todo." (Daniel Godri Junior)

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, chapéu e close-upA vereadora com o presidente da Câmara Elias e o prefeito Darci Lermen.

A vereadora Kelen (PTB) participou do mutirão com prefeito Darci Lermen (PMDB), em conjunto com vereadores, secretários e presidentes de partidos para a limpeza da área do antigo Projeto Parque de Inclusão Social de Parauapebas (Pipa) que estava totalmente abandonado.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, árvore, atividades ao ar livre e naturezaA vereadora ao lado do secretário de Administração Cássio Flausino.

A vereadora Kelen, que iniciou seu mandato com o pé direito e a cada dia que passa vem caindo na graça da população da CAPITAL do DINHEIRO.

Segundo a vereadora "Essas ações são muito importantes pois envolve todos aqueles que acreditam numa Parauapebas melhor."





Rio teve 769 policiais mortos em sete anos, suficientes para compor um batalhão e duas delegacias

 O sargento Artur  Moura -morto em Copacabana e o cabo Roque Júnior - morto em Magé sexta-feira.


Em pouco mais de sete anos, 692 PMs e 77 policiais civis assassinados no Estado do Rio de Janeiro — o equivalente a aproximadamente uma morte a cada três dias desde 2010, em média. O levantamento inclui dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), sobre agentes em serviço, e números obtidos via Lei de Acesso à Informação junto ao governo do estado, tratando daqueles que estavam de folga. Como as estatísticas oficiais só vão até novembro do ano passado, a análise foi complementada com casos dos dois últimos meses levantados pelo próprio EXTRA.

Somados, os PMs que se tornaram vítimas da violência no período poderiam compor o efetivo de um batalhão de área de médio porte — na capital, por exemplo, nenhuma unidade do gênero conta com uma tropa maior à disposição. Entre os policiais civis, as mortes equivalem ao número de policiais que atuam em, pelo menos, duas delegacias distritais, também de médio porte.

Uma a cada cinco mortes de agentes de segurança aconteceu com vítimas de folga. O percentual dos casos ocorridos fora do expediente é maior entre os PMs (81,4%) do que entre os policiais civis (70,1%). Só nesta sexta-feira, mais dois policiais militares foram mortos fora do horário de trabalho.

Embora ainda não tenha chegado ao fim, janeiro de 2017 já registra o mais alto número de mortes de policiais na comparação com os mesmos meses dos anos anteriores: foram 17 casos. O número pode subir se um corpo que foi encontrado carbonizado em Itaguaí, na Baixada Fluminense, for confirmado como sendo do subtenente Cássio Ferreira.
Foto: Reprodução
Dois mortos numa única tarde
Os dois policiais militares assassinados sexta-feira 27, ambos no início da tarde, foram baleados por criminosos durante tentativas de assalto. Um dos casos aconteceu em uma das esquinas mais movimentadas de Copacabana, numa das regiões mais turísticas da Zona Sul do Rio.

O sargento Artur Fernando Ribeiro Moura, de 47 anos, havia acabado de deixar uma agência bancária na Avenida Nossa Senhora de Copacabana quando foi abordado por um ladrão. Após tentar levar a mochila que o policial carregava, o bandido atirou contra ele pelo menos três vezes — dois disparos atingiram o peito e outro, o rosto.

Artur chegou a ser socorrido para o Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu aos ferimentos. Ele era lotado no 6º BPM (Tijuca).

Já o cabo Roque Medeiros Fonseca Júnior, de 34 anos, foi alvejado durante um assalto a uma loja de departamento no bairro de Piabetá, em Magé, na Baixada Fluminense. Também socorrido a uma UPA, o praça do 34º BPM (Magé) acabou não resistindo.

Adriano Imperador tira onda em carrão: ‘Vida que segue’

Adriano com “parça” 
Sem clube desde que deixou o Miami United (EUA), no ano passado, o atacante Adriano Imperador segue curtindo a vida em grande estilo. Na sexta-feira 27, tirou onda em seu carrão: “Vida que segue”, escreveu na legenda da foto postada no Instagram.

O jogador posou também para uma foto ao lado de um amigo no potente veículo e depois com amigos em uma churrascaria, localizada na Barra da Tijuca.

Recentemente, o lateral-direito Leonardo Moura, atualmente no Grêmio, revelou, em entrevista ao Esporte Interativo, que acreditava na volta aos gramados do Imperador.

- Eu sinto que ele quer voltar. E eu acredito... conversei com ele no fim do ano passado - disse Leo, na ocasião.
Adriano almoçou com amigos
Adriano almoçou com amigos 



Foto: Reprodução Instagram


Brasil cai três posições em ranking mundial da corrupção.

 
Em 2016, o Brasil caiu três posições em relação a 2015 no ranking da percepção mundial da corrupção que foi divulgado quarta-feira, 25, pela ONG Transparência Internacional. Em 79.º lugar, o País está entre os que mais perderam posições nos últimos cinco anos de ranking. Para a ONG, os casos de corrupção que vêm sendo revelados no Brasil – principalmente o investigado na Operação Lava Jato, tiveram influência na piora da percepção em relação ao País. Por outro lado, segundo a Transparência, já são reconhecidos no mundo os esforços do Brasil no combate à corrupção.

“Isso (casos de corrupção) acabou afetando a imagem e percepção do Brasil, o que é normal acontecer quando um país começa a desvendar esses grandes esquemas. Mas, ao mesmo tempo, pode ser um sinal de mudança, de que o País começou a confrontar o problema”, afirmou o representante da Transparência Internacional no Brasil, Bruno Brandão.

Para Brandão, o País tem demonstrado que “está levando a sério” o combate à corrupção com os exemplos dados pelo trabalho da força-tarefa da Lava Jato e de outras operações, como a Zelotes e a Acrônimo. O levantamento feito anualmente pela ONG leva em conta um compilado de indicadores de 13 instituições, como o Banco Mundial, que resulta em uma pontuação para cada País.

Pontos
No balanço de 2016, o Brasil ficou com 40 pontos (a escala do índice vai de 0 a 100), empatado com China, Índia e Belarus. Já a Nova Zelândia, que obteve 90 pontos, ficou em primeiro lugar no ranking.
Em 2015, o País somou 38 pontos, o que, de acordo com Brandão, indica que a percepção sobre a corrupção no País se manteve estável. Ainda segundo ele, de 2015 para 2016 outros países podem ter conseguido um desempenho melhor e, por isso, superaram o Brasil no ranking. Outro fator que pode ajudar a explicar a queda, afirmou o representante da ONG, é a inclusão de oito países no levantamento de 2016.
Ao todo, 69% dos 176 países que aparecem no ranking ficaram com uma pontuação abaixo de 50. Para a entidade, isso mostra como a corrupção no setor público é um fenômeno que se espalha pelo mundo. Além disso, informou a Transparência Internacional, no ranking de 2016 mais países perderam do que ganharam pontos no quesito “Indicando a necessidade de medidas urgentes”.
 
Populismo
No levantamento deste ano, a ONG também destacou a preocupação com o surgimento de políticos “populistas” na esteira da descrença da população de vários países com o sistema político. Segundo a entidade, a combinação entre a corrupção e a desigualdade social acaba reforçando esse sentimento no povo.

Vice-prefeito da CAPITAL do DINHEIRO Sérgio se reúne com a nova executiva do PSB

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e sapatos
Sérgio Balduíno, Vice Prefeito de Parauapebas PSB) em reunião com os amigos José Megale, Chefe da Casa Civil, e o deputado Cássio Andrade para encaminhar demandas prioritárias e também de segurança para a CAPITAL do dinheiro e região onde trataram dos desafios de 2018.
A imagem pode conter: 11 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e área interna
O vice-prefeito se reuniu também com a nova executiva estadual do PSB que conta com os deputados estaduais Cássio Andrade, Sidney Rosa,vereadores e secretariados do estado tratando da nova agenda 2017 no estado.

Jornais impressos estão com seus dias contados na CAPITAL do DINHEIRO

Resultado de imagem para jornal correio do pará em parauapebas
Há uma década e meio atrás os jornais impressos na CAPITAL do DINHEIRO faziam um sucesso danado, ops, abençoado, rendiam milhares de reais para os proprietários com seus “milhares” de exemplares vendidos, ops, esqueçi, rsrsrs, distribuídos para a população que adoravam saber sobre as últimas novidades.

Lembro que havia uma disputa entre os proprietários de jornais para mostrar a população quem soltava mais exemplares, uns chegavam ao cúmulo do absurdo dizendo que imprimiam 5 mil exemplares, outros 3 mil quando na verdade muitos não soltavam mais do que 1 500 exemplares. Os proprietários dos jornais impressos contratavam os melhores “jornalistas” para seus quadros, mesmo não pagando o valor combinado, mas deixando para lá isso, rsrsrsrs, pois não interessa a vocês, rsrsrs, com os melhores quadros em mãos iam atrás das melhores noticias, essas melhores, rsrsrsrs, infelizmente se referiam as mortes, pois quando tinha uma  de grande magnitude às vendas, ou, distribuição aumentavam assustadoramente devido à procura, velhos tempos.

Hoje, infelizmente alguns jornais sobrevivem graças a contatos com a prefeitura, caso raríssimo, poucos nesses quatro anos foram beneficiados, vindo 90% a falência, pois estavam acostumados a depender das benesses da prefeitura. Parabéns aos sobreviventes, eles foram sábios, rsrsrs, continuaram com os impressos, porém, criaram os famosos portais e sites para ter folego na hora da negociação.

Para se ter ideia décadas atrás, ops, uma década e meio, os proprietários produziam, segundo eles 3 mil exemplares e até 31.12.2016 produziram 1 500, esses caso tivessem contratos com a prefeitura, os que não tinham rodavam aproximadamente 500 exemplares, uma queda significativa e o fim de muitos jornais, triste realidade.


Resultado de imagem para jornal hoje de parauapebas
Poucos jornais impressos são vistos nas bancas, ou, nas poucas bancas que existem na CAPITAL do DINHEIRO, em suma, foram pouquíssimos os que sobreviveram a essa mudança radical de mercado, onde as redes sociais são mais rápidas e competitivas.       

Na luta contra a bandidagem na CAPITAL do DINHEIRO

Resultado de imagem para PRESO MELIANTE EM PARAUAPEBAS
É tanta violência na cidade
Brother, é tanta criminalidade
É tanta violência na cidade
Brother, é tanta criminalidade

As pessoas se trancam em suas casas
Pois não há segurança nas vias públicas
E nem mesmo a polícia pode impedir (Fragmentos da música Criminalidade de Edson Gomes)

Mal iniciou o ano de 2017 e os índices de assaltos e roubos começaram a todo vapor na CAPITAL do DINHEIRO. Fico besta com a ousadia da bandidagem, eles sabem que ao assaltar podem se dar bem, ou, mal, mas mesmo assim continuam a assaltar e roubar descaradamente uma população que clama por segurança pública digna e decente.

Os bandidos, ou, meliantes como os repórteres policiais da CAPITAL do DINHEIRO gostam de chamar esses gatunos que agem as 24h do dia procurando a quem tragar.

As policias militar e civil vem tentando acabar com essa bandidagem que atua na maior cara de pau na CAPITAL do DINHEIRO mas a cada dia aumenta esse número e olha que muitos foram mortos e presos nos confrontos que tem com a polícia.

Revoltados com esses meninos gatunos, muitos mototaxistas atuaram com as próprias mãos para acabar com a bandidagem, mas quanto mais tentam acabar, parece que multiplicam os meliantes na CAPITAL do DINHEIRO.

Moradores da Cidade Jardim, etapa 2 se reuniram e criaram um grupo chamado segurança onde todos ficam conectados para qualquer suspeito andando pelo bairro, eles imediatamente entram em contato e ligam urgentemente para polícia, segundo um morador com essa medida muitos assaltos são evitados nessa localidade.

Parabéns pela atitude dos moradores da Cidade Jardim - etapa 2 pela excelente iniciativa de acabar com os meninos gatunos, ops, os meliantes.               
   

A CAPITAL do DINHEIRO, um sonho realizado

Resultado de imagem
Não desista do seu sonho
E tudo pode acontecer
De um momento para o outro
Um milagre pode haver
Num instante você sonha
E no outro pode ser
Que o milagre do seu sonho
Pela fé pode nascer (Fragmentos da música Não Desista do Seu Sonho de Paula Fernandes)


Conversando com inúmeras pessoas advindas de outras regiões brasileiras para a CAPITAL do DINHEIRO em busca de dias melhores, ops, de um lugar ao Sol. Todos foram unânimes no que se refere à mudança radical em suas vidas, muitos afirmaram que chegaram à CAPITAL do DINHEIRO arrastando a cachorrinha e que hoje estão bem melhores do que na década de 80 e 90 quando aqui chegaram.

A professora de Matemática da rede municipal e estadual Tereza Pompeu disse que na sua terra natal Francisco Macedo - PI ganhava muito pouco, sem perspectiva profissional e financeira resolveu tentar a vida na CAPITAL do DINHEIRO na sua área. Passados duas décadas cresceu profissionalmente, hoje está cursando sua segunda especialização com um salário de dar inveja a muita gente nesse Brasil varonil.

Um empresário me confidenciou que chegou à CAPITAL  do DINHEIRO só com a roupa do corpo e, pasmem, chegou a dormir uma noite na rua mas precisamente em um ponto de ônibus próximo ao Centro Cultural (antigo Jorge do Pit Dog), passados 25 anos, hoje está bem sucedido e ainda tem uma Ong na sua terra natal em Xique-Xique onde atende 200 crianças carentes.

Um amigo do blogger estava numa situação difícil na sua terra natal Juazeiro do Norte onde ficou tinha uma divida impagável, pois não trabalhava e ainda por cima presenciara a separação dos pais, em suma, estava com pé no buraco e o diabo assoprando para o mesmo cair no buraco, rsrsrsrs, um momento difícil.

Morando na CAPITAL do DINHEIRO desde 2000 voltou a sua terra natal pagou tudo que devia aos credores, ops, no comércio e mensalmente ajuda sua mãe com metade de um salário, tem sua casa própria, seu carro, casado e pai de dois filhos. Tem um patrimônio acima de meio milhão de reais divididos entre a CAPITAL do DINHEIRO e a terra do padre Cícero e, me confidenciou que não tem pretensão nenhuma, rsrsrsrs, de ir embora, rsrsrsrs, da CAPITAL do DINHEIRO.

Por isso, a CAPITAL do DINHERIO é a terra dos sonhos realizados, pasmem, ainda tem gente que reclama de tudo, mesmo sabendo que na sua terra natal, passavam até necessidade, mas Deus abriu as portas na CAPITAL do DINHEIRO que mana leite e mel para aqueles que sabem o que querem.              


A educação do Pará agoniza

Resultado de imagem para educação do pará
"... Não se pode falar de educação sem amor" (Paulo Freire)

Falta de formação continuada para os professores, falta de investimentos na estrutura organizacional, física e estrutural, falta de incentivos aos professores, poucas escolas, pois a maioria delas são cedidas pelos municípios, reprovação nas alturas, evasão escolar esses são alguns itens que caracterizam como anda a educação no estado do Pará.

Segundo dados do MEC a nossa educação está entre as piores do país, triste realidade para todos que moram nesse estado que abriga as maiores riquezas do país. Os professores são abandonados, jogados ao léu, sem nenhuma valorização profissional, sem incentivos que venham a fazer um esforço para reverter esse triste estado em que se encontra a educação.

Professores e alunos são desassistidos pela SEDUC, pelas Ures da vida, onde não existe sequer um projeto de grande envergadura que venham tirar a educação do lamaçal que se encontra atualmente.


O sindicato só atua em prol de si, seus interesses, só atuam em época de eleição para a escolha dos seus representantes, atuam apenas em período de greve por aumento salarial, muito pouco, existem mais coisas para fazer acontecer. Muitos professores ficam a mercê do sindicato e não tomam uma atitude para mudar esse triste quadro que se encontra a educação paraense. 

A educação do Pará precisa de um Pacto sincero pela educação que agoniza.

Geração de empregos em 2016 agonizou a CAPITAL do DINHEIRO

Resultado de imagem para parauapebas 
Essa é a dança do desempregado 
Quem ainda não dançou tá na hora de aprender 
A nova dança do desempregado 
Amanhã o dançarino pode ser você.
E vai levando um pé na bunda vai 
Vai pro olho da rua e não volta nunca mais 
E vai saindo vai saindo sai com uma mão na frente e a outra atrás. (Fragmentos da música Dança do Desempregado) 


A CAPITAL do DINHEIRO terminou o ano de 2016 no que se refere a empregos, a cidade ficou na UTI. Foram fechados 17.557 postos formais de trabalhos, segundo dados do Ministério do Trabalho pessoas que ficaram desempregadas na CAPITAL do DINHEIRO.


É notória a crise que assola a CAPITAL do DINHEIRO a segunda cidade que mais arrecada no estado do Pará e uma das que mais contribui para o Produto Interno Bruto brasileiro.

Xinguara enfrenta uma epidemia de Dengue, Zica e Chikungunya

Resultado de imagem para xinguara
A CAPITAL do BOI GORDO vem enfrentando nesse inicio de ano uma epidemia da Dengue, Zika e a Chikungunya que assola os moradores dessa cidade de pessoas acolhedoras.

O prefeito Osvaldinho Assunção solicitou apoio ao governo estadual que ajudará com técnicos e um carro fumacê para enfrentar essa epidemia.

O prefeito já disponibilizou para a população um novo ponto de apoio e tratamento. O novo local é a escola Lenival Xavier ao lado do ginásio de esportes.  O atendimento é de 7 da manhã ás 19h, com equipe médica , enfermeiros , ambulatório e hidratação.

Cansei, disse Heloísa Helena

Resultado de imagem para heloisa helena 
Derrotada duas vezes para o Senado, Heloísa Helena (Rede-AL) desistiu de disputar um terceiro mandato de vereadora em Maceió. E ainda pediu aposentadoria na Universidade Federal de Alagoas.

Embora Heloísa não admita tal relação, a decisão parece ter sido resultado das decepções com as derrotas em suas tentativas de voltar ao Senado da República, para o senador Fernando Collor (PTC), em 2014, e para Benedito de Lira (PP) e Renan Calheiros (PMDB), em 2010. 

Em seus dois mandatos de vereadora na capital alagoana, deixou de lado a postura de protagonista de oposição e teve contribuição bem mais discreta, sem lembrar a Heloísa dos embates ferozes no Congresso Nacional.

Tal mudança de perfil talvez contribua com a tradução de seus os últimos resultados nas urnas. Heloísa Helena foi eleita em 2008 com 29.516 votos para vereadora de Maceió. E reeleita com cerca de 10 mil votos a menos, em 2012; registrando 19.216 votos. Para senadora, em 2010, Heloísa perdeu a eleição registrando 166.195 votos em Maceió. E obteve 140.073 votos na capital alagoana, ao perder a disputa pelo Senado pela segunda vez, em 2014.


Minuto Finanças - Irmãs fazem sucesso vendendo feijoada em balde de até 10 litros em Manaus

Resultado de imagem para feijoada no balde
A tradicional feijoada ganhou nova apresentação nas mãos das irmãs Louise Lauschner, 31, e Indianara Lauchsner, 43, em Manaus (AM). O prato típico brasileiro é vendido em baldes descartáveis de 900 ml (para duas pessoas), de 1,8 litro (para quatro a cinco pessoas), de 3,6 litros (para oito a dez pessoas) e de 10 litros (para 25 a 30 pessoas). Os preços vão de R$ 69,90 a R$ 489,90.
Além da farta feijoada com pé, rabo, joelho, paio, calabresa, bacon, costelinha e outras carnes de porco, como pernil e sobrepaleta, acompanha arroz branco, farofa, couve à mineira, molho de pimenta e laranja. Também é possível pedir à parte porção de torresmo (R$ 18, 150g) e caipirinha (R$ 20 o litro).
Batizada de Feijoada no Balde, a empresa atua apenas com entregas em domicílio ou retirada no local. Não há restaurante com salão. Funciona aos sábados, domingos e feriados, com pronta entrega (o prazo é de até uma hora) e atende a uma média de 30 pedidos por dia. O faturamento e o lucro não foram divulgados.
"Nosso principal público são famílias das classes A, B e C+, muitos moradores de condomínios. Com a crise, passamos a vender mais, pois as pessoas estão substituindo o almoço no restaurante por reunir a família e os amigos em casa", declara Louise Lauschner.

Divulgação e vendas nas redes sociais

Os pedidos são feitos por telefone, WhatsApp e até por mensagem direta no Facebook e no Instagram. Também é nas redes sociais que é feita boa parte da divulgação da empresa.
"Usamos fotos bonitas, do balde ou da feijoada já servida, para despertar desejo nas pessoas. Fazemos anúncios segmentados para pessoas que se interessam por comida delivery e também por regiões", afirma.

Também há feijoada vegana, de lentilha e bovina

Além da feijoada tradicional, também há outras opções: vegana, que leva feijão preto, carne de soja, salsicha vegetariana, macaxeira, abóbora, abobrinha e especiarias; a feijoada de lentilha; e a bovina, sem carne de porco, que inclui ingredientes como charque e mocotó. Elas precisam ser encomendadas com pelo menos 24 horas de antecedência.
A empresa foi lançada em novembro de 2014. Louise, que é formada em relações públicas, pretendia empreender com uma agência de marketing digital, área em que já possuía experiência profissional, e Indianara buscava alternativas para salvar o restaurante self-service da família, que ia mal.
As duas resolveram unir suas competências e apostar na feijoada no balde, aproveitando os utensílios do restaurante. Indianara cuida da cozinha e da produção e Louise, do marketing e da administração da empresa.
Em 2017, as irmãs pretendem mudar o nome da empresa para "No Balde Comida de Verdade", e passar a vender também churrasco. "A expressão 'no balde' é muito usada em Manaus para se referir à fartura, grandes quantidades", diz Louise. Elas já fizeram testes com outros pratos, como a caldeirada de peixe, mas a saída do produto não foi tão boa.

Popular Posts