Seguidores

Radialistas Laércio de Castro e Demerval Moreno são denunciados ao Ministério Público do Pará


Uma Ação Popular foi protocolada na última quarta-feira, 18, no Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) em Parauapebas pedindo a abertura de processo contra os radialistas Demerval Moreno e Laércio de Castro, por um suposto esquema que já teria movimentado mais R$ 500 mil dos cofres públicos só em 2017. Laércio de Castro é assessor de comunicação da Prefeitura de Parauapebas e Demerval Moreno é dono da empresa Trilha, criada em 24 de janeiro de 2017.

Laércio, segundo a denúncia protocolada no MPPA, também teria participação na empresa, sendo um sócio oculto, ou seja, que não aparece no registro.  ‘Curiosamente’ Laércio foi nomeado Assessor de Comunicação da Prefeitura, comandando um orçamento milionário, e Demerval abriu a empresa Trilha, que tem uma Web Rádio, que é um canal de Internet que transmite música e áudios através de um aplicativo que é baixado de forma gratuita para celulares.

O mais ‘curioso’ é que a empresa foi criada no final de janeiro e já no mês seguinte começou a receber R$ 50 mil mensais da Ascom, comandada por Laércio de Castro, pela Web Rádio. De acordo com a denúncia, o dispositivo de comunicação virtual nunca prestou e nem presta qualquer serviço a comunidade para justificar receber esse valor mensal. “É uma rádio fantasma”, diz a denúncia protocolada no MPPA, observando que esse valor é superior ao que é pago a outros veículos de comunicação local de grande audiência.



Fonte - Dilzzannews 

Cenas na CAPITAL do DINHEIRO

A imagem pode conter: noite e atividades ao ar livre
Virou rotina ver animais soltos pelas Ruas, PA-160 e 275 na CAPITAL do DINHEIRO. De dia vemos claramente os animais passeando e, quando é a noite que é mais difícil vê-las, podendo causar acidentes gravíssimos.

Alô autoridades já está na hora de dar um basta nessa situação. 

Minuto Finanças - Dívida mundial bate recorde

Resultado de imagem para mundo
O planeta está 12% mais endividado do que em 2009 e uma nova recessão não é descartada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). A dívida global atingiu novo recorde em 2016, chegando a US$ 164 trilhões, o que equivale a 225% do PIB global. Houve aumento do crescimento da dívida pública e privada nos últimos dez anos, o que torna governos mais vulneráveis às mudanças repenti-nas no sistema financeiro.

Resultado de imagem para fmi
O relatório de estabilidade financeira do FMI alerta para a persistência da frouxidão monetária, que está elevando as vulnerabilidades no médio prazo. Na semana passada, o Fundo advertira que as emissões de bônus corporativos dispararam.

O endividamento vem crescendo desde o estouro da crise de 2007/2008 em razão da política de emissão de dinheiro a juros zero comandada pelo Federal Reserve (BC norte-americano) e depois seguida, com variações, pelo Banco Central Europeu.

Um ajuste repentino nas condições financeiras, adverte o FMI, vai colocar em perigo o crescimento até o ponto de detonar uma nova recessão. A mudança começou com a elevação dos juros nos Estados Unidos. Tobias Adrian, principal conselheiro financeiro do FMI, adverte que no cenário mais adverso é possível que se produza uma recessão em um prazo de três anos.

Resultado de imagem para brasil
Sobre o Brasil, o FMI estima que a dívida bruta chegue a 87,3% do PIB neste ano, 3,3 pontos percentuais mais que no ano passado. Para 2019, a projeção é que a dívida bruta supere os 90% do PIB. Países emergentes como o Brasil mostraram um alto nível de endividamento, comparado a outros países emergentes. O endividamento das economias destes países, como um todo, será de 49% em 2018, e 51,2% o ano que vem. Na América latina, este fator chegará a 61,8% este ano e há 66,4% em 2019.
 

O Brasil continua a ser um país pouquíssimo afeito a leitura

Resultado de imagem para livros 
Já dizia Carlos Drummond de Andrade"A leitura é uma fonte inesgotável de prazer mas por incrível que pareça, a quase totalidade, não sente esta sede". 

Pesquisa comprova que basta olhar em volta para perceber: a leitura não é uma atividade apreciada pelos brasileiros. 

Para se ter noção, uma pesquisa realizada com 61 países que leva em conta a quantidade de leitura e as condições favoráveis para a sua prática, a Escandinávia aparece na linha de frente e o Brasil na 43ª posição.

23% dos brasileiros declararam que não gostam de ler,

30% nunca compraram um livro,

44% leem menos de quatro livros por ano. 




Fontes - Instituto Pró-livro/Ibope e Universidade Estadual Center Connecticut

Paul Singer, fundador do PT, morre em SP


Um dos fundadores do PT, o economista Paul Singer morreu ontem à noite, aos 86 anos. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.
Paul Singer nasceu em 1932 na Áustria e chegou ao Brasil em 1940, fugindo da perseguição aos judeus no Continente Europeu.
Formado em Economia e com Doutorado em Sociologia na Universidade de São Paulo (USP), onde foi ainda professor titular deEeconomia, Singer ocupou o cargo de secretário de Planejamento na gestão de Luiza Erundina, eleita prefeita pelo PT entre 1989 e 1992. Atuou nos governos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da ex-presidente Dilma Roussef. Ele era um defensor da economia solidária como alternativa à exclusão social.
Paul Singer também foi um dos fundadores do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) e da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares na USP. De 2003 a 2106, foi secretário nacional de Economia Solidária.
O velório será no Cemitério Israelita do Butantã, e o enterro está previsto para a tarde.

Agência Brasil

Garoto com autismo constrói réplica do Titanic com 56 mil peças de Lego

Brynjar em uma das exibições de sua réplica do Titanic (Foto: Arquivo Pessoal)
Um garoto que tem o transtorno do espectro autista (TEA) construiu uma réplica do navio Titanic que foi considerada o maior exemplar do tipo feito com peças de Lego. De acordo com o Titanic Pigeon Forge, museu nos EUA dedicado ao navio, o trabalho de Brynjar Karl Birgisson mede quase 8 metros de comprimento por 1,5 metro de altura, e é o maior do tipo conhecido no mundo.

Réplica do Titanic está exposta em museu nos EUA: adolescente com autismo diz que processo de construção do navio ajudou nos relacionamentos e na escola. (Foto: Divulgação/TitanicPigeonForge.com)Réplica do Titanic está exposta em museu nos EUA: adolescente com autismo diz que processo de construção do navio ajudou nos relacionamentos e na escola. (Foto: Divulgação/TitanicPigeonForge.com) 

O resultado do trabalho estará em exibição no museu, localizado no Tennessee, a partir do dia 21. Mas toda a construção foi feita em um "estaleiro" bem distante dos EUA, já que Birgisson vive na cidade de Reykjavík, capital da Islândia. Quando começou o projeto, ele tinha 10 anos e demorou 11 meses para concluir o trabalho. Atualmente o adolescente tem 15 anos e conta que a decisão de construir a réplica mudou sua vida e a sua relação com o transtorno. 


"Nunca imaginei que meu projeto pudesse ter tanto impacto. (...) Toda essa jornada me ajudou a sair da sombra do autismo. Eu continuo com autismo e vou continuar, mas eu me treinei para ser 'o mais normal possível', isso quer dizer que eu era totalmente incapaz de me comunicar quando comecei o projeto e agora eu me sento e consigo dar entrevistas."

Da Inglaterra, professora cria curso de inglês de graça para crianças e adultos do Alemão, no Rio

Claudia Bellizzi criou curso de inglês para ajudar moradores carentes do Alemão (Foto: Divulgação/Renato Moura)
Claudia Bellizzi criou curso de inglês para ajudar moradores carentes do Alemão (Foto: Divulgação/Renato Moura)

Para tirar do papel um projeto social que ensina inglês, de graça, para moradores do Complexo do Alemão, no Rio, a professora carioca Cláudia Bellizzi precisou basicamente de três coisas: boa vontade (que ela e muitos voluntários parecem ter de sobra), algum dinheiro e redes sociais.

Lá da Inglaterra, onde mora há cinco anos, ela criou um curso batizado de The English Club Alemão. As aulas começaram em fevereiro com três turmas de 15 alunos cada uma – duas de crianças e uma de adultos. No sábado (14), tiveram início mais duas novas turmas, cada uma com mais 20 crianças da comunidade, que fica na Zona Norte do Rio. Tudo é gratuito, incluindo o material didático.

“Aí, pensei: vou dar um jeito de oferecer aulas de inglês gratuitas e de qualidade para os moradores de alguma comunidade.”

Crianças recebem livros didáticos comprados pela professora radicada na Inglaterra (Foto: Divulgação/Renato Moura)
O curso começou na cabeça e no bolso de Cláudia, mas ela foi logo encontrando parceiros e voluntários. "É muito recompensador ver que uma ideia bacana que eu tive e que está dando supercerto, está tendo uma resposta muito boa da comunidade, está também provocando outras ondas positivas", diz.


Votos nulos e em branco 'lideram' pesquisa Datafolha - Liderança de Lula comprova má qualidade dos candidatos. A culpa não é do povo


Faltando apenas seis meses para as eleições, dois dados da pesquisa do DataFolha divulgada no domingo 15, chamou a atenção: no cenário em que o ex-presidente Lula aparece na consulta, o condenado lidera, mesmo após ter sido preso pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

É o tipo de notícia que entristece qualquer cidadão. Viver num país onde o candidato favorito da maioria da população está na prisão. Isto é um fato lamentável que reflete a péssima qualidade dos demais candidatos. A liderança de Lula traduz a falta de sintonia e de sensibilidade dos pré-candidatos elencados na pesquisa. Enquanto alguns tentam disputar extremos de uma minoria  preocupada com a possibilidade de ter seus celulares e carros roubados, outros partem para o radicalismo na defesa do criminoso condenado.

A mediocridade dos pré-candidatos no que diz respeito à sensibilidade de dialogar com a sociedade de forma razoável só não é maior que a do próprio Lula, que da cadeia, insiste em ser candidato.

O outro dado curioso da pesquisa é que o número de votos brancos e nulos é maior que o resultado obtido pelo líder das consultas, sem a presença de Lula na disputa. Enquanto o pré-candidato Jair Bolsonaro, do PSL, aparece com 17% de preferência do eleitorado, tecnicamente empatado com Marina Silva da Rede, a percentagem de  indecisos varia entre 23% e 24%. Os favoritos perdem para os indecisos.
O problema não está na população, mas na má qualidade dos pré-candidatos. Ninguém tem culpa se os campos políticos não terem conseguido identificar e projetar alguém com capacidade de se comunicar com todos os setores da sociedade, de oferecer propostas que alcancem os anseios da população como um todo.  Em um cenário, um criminoso lidera as pesquisas. Em outro, o número de indecisos é maior que os que declaram voto em qualquer um dos nomes. O problema não está no povo, mas sim nos pré-candidatos e no sistema que promove indivíduos comprometidos com propostas medíocres.

Isto é péssimo para o país e significa que qualquer eventual vencedor da eleição presidencial não possui neste momento respaldo da sociedade para governar o Brasil. Até certo ponto, a polarização política é saudável, sobretudo quando há a expectativa de alternância no poder, como ocorre na maior parte do mundo. O problema é que no Brasil é tudo junto e misturado. Por baixo dos panos, é claro. A esquerda colhe as consequências da roubalheira que patrocinou ao longo da última década, mas beneficiou partidos como o PP, MDB, PSDB e praticamente todas os pré-candidatos que agora se dizem 'diferentes', mesmo passando uma vida inteira em partidos como o PP e votando com o PT. Convencem alguns? Convencem. Mas o difícil é convencer a maioria. Marina Silva, também passou a vida enfurnada no PT e só saiu de lá quando Lula escolheu Dilma para sucedê-lo. (Minha candidata)

O eleitor mediano não possui discernimento sobre os métodos do meio político, que insiste na velha fórmula de dividir para conquistar. A estupidez não vem do povo, mas dos políticos e partidos que atuam para dividir o país de acordo com o momento político. Todo cidadão brasileiro é contribuinte desde antes de seu nascimento. O Estado não produz um cotonete e todo o dinheiro que arrecada provém dos impostos pagos pelo contribuinte, desde os mais ricos até o deficiente que pede moedinhas na esquina.

Cerca de metade de tudo que o cidadão ganha vai parar nos cofres públicos, na forma de impostos. Independente da orientação ideológica, grau de instrução ou região do país, todos os cidadãos são contribuintes que financiam a máquina pública e merecem respeito, atenção com suas reivindicações e necessidades mais urgentes. Um candidato à Presidência tem que se dirigir à nação como um todo, com propostas concretas, sem oba oba, firulas ou divisões mesquinhas e eleitoreiras. Este é o problema da maior parte dos atuais pré-candidatos que tentam iludir e angariar simpatia de eleitores de campos ideológicos opostos. O povo cai nesta velha pegadinha, mesmo sabendo que todos estiveram juntos no passado e podem se juntar de novo, logo após as eleições. 

A Semana de Avivamento na minha linda e eterna Cabrobó promete impactar


 
Já dizia Billy Graham "Avivamento não é descer a rua com um grande tambor; é subir ao Calvário em grande choro". 


A minha linda eterna Cabrobó será impactada com 7 dias de avivamento na Igreja Batista Missionária que começa hoje 16 indo até o dia 22 de abril. O evento é um momento diferente de unidade entre as igrejas evangélicas da cidade de Cabrobó e região. Com cultos durante uma semana com a participação do ministério de louvor da IBMC. 

Quero parabenizar o Pastor interino, Francisco Oliveira, secretário executivo CBN do sertão, pela iniciativa desse grande evento que promete sacudi as estruturas celestiais.  




Cidades consomem 23% da água do país e 80% desse recurso vira esgoto

Resultado de imagem para Cidades consomem 23% da água do país e 80% desse recurso vira esgoto
Dados da Agência Nacional de Águas (ANA) apontam que as cidades brasileiras consumiram cerca de 500 mil litros de água por segundo, dos mais de dois milhões de litros retirados na natureza para o abastecimento do país em 2016. Quanto ao descarte da água após o uso, dos 500 mil litros de água retirados da natureza por segundo ao ano, quase 400 mil são descartados como esgoto. Destes, menos de 40% são coletados e tratados.
O especialista em Engenharia Ambiental da Universidade de Brasília (UnB), Sérgio Koide, lembra que a falta de saneamento básico de qualidade nas cidades é o maior fator poluente no país.
- Nós temos muitos problemas a superar. Eu acho que nesse sentindo, de maneira geral, tanto o Governo Federal quanto os governos estaduais têm falhado no país - explicou.
O Governo Federal estuda editar Medida Provisória para ajustar o Marco Regulatório do Saneamento Básico e tornar as regras do setor mais simples e padronizadas. O objetivo é facilitar a aplicação de recursos na fomentação de saneamento e atrair parcerias privadas nos projetos de infraestrutura hídrica nos estados. De acordo com a Casa Civil da Presidência da República, o documento está sendo elaborado por uma equipe interministerial formada por técnicos de várias pastas do governo e ainda não tem data para ser divulgado.
Ainda de acordo com dados da ANA, em cada grupo de 100 pessoas no Brasil, 43 têm acesso à coleta e ao tratamento de esgoto; 18 à coleta apenas; 12 dão solução por conta própria ao saneamento e 27 não têm nem a coleta e tão pouco o acesso ao tratamento de esgoto.
A maior disponibilidade de saneamento básico está nos estados da região Sul do país, onde 65 pessoas, em cada grupo de 100, têm atendimento adequado de coleta e tratamento de esgoto nas cidades. A maioria da população da região Nordeste não tem acesso aos serviços de coleta e tratamento, e no Norte, menos de 35 pessoas – em um grupo de 100 - têm acesso a saneamento básico.
No Brasil, mais de dois milhões de litros de água são retirados por segundo da natureza para o abastecimento de todo o país, por ano. As cidades consomem cerca de 23% do recurso disponível, quase 500 mil litros por segundo, ano. Desse total, quase 80% são descartados na natureza como forma de esgoto.
Em todos os estados, cerca de 58% das cidades são abastecidas com água dos rios, lagos ou reservatórios artificiais. A água retirada de poços subterrâneos abastece 42% das áreas urbanas.
O esgoto gerado pela população das cidades brasileiras supera a marca de nove toneladas dia. A quantidade de água retirada dos recursos naturais cresceu cerca de 80% nos últimos 20 anos no Brasil. A estimativa é de que esse número aumente em 30% na próxima década. Estimativa e os números são do relatório Conjuntura dos Recursos Hídricos 2017, divulgado pela Agência Nacional de Águas.

Com informações da Agência do Rádio Mais

Pobreza extrema subiu 11% no Brasil de 2016 para 2017

Resultado de imagem para pobreza no b5rasil
"O Brasil precisa explorar com urgência a sua riqueza - porque a pobreza não agüenta mais ser explorada". (Max Nunes)
A pobreza extrema subiu 11% no Brasil. Essa é a constatação de um estudo realizado pela LCA Consultores que usou como base dados da Pnad Contínua divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira. De acordo com o levantamento, o número de brasileiros em condição de extrema pobreza (renda domiciliar per capita de US$ 1,90 por dia) passou de 13,34 milhões para 14,83 milhões de 2016 para 2017.
A escalada de probreza aconteceu em todas as regiões do Brasil, indo de 2% na Região Norte (1,95 milhão para 1,99 milhão de pessoas) a 24% na Região Centro-Oeste (4,4 milhões para 5,5 milhões).
China - Já na China, o fundo de alívio da pobreza financiado pelas estatais geridas pelo governo central criou fundos no valor de 5,4 bilhões de iuanes (US$ 860 milhões) em nove províncias.
Desde o lançamento, em outubro de 2016, esse fundo de alívio da pobreza teve 104 acionistas e levantou 15,4 bilhões de iuanes.
Os elaboradores de políticas incluíram o alívio da pobreza como uma das "três batalhas duras" pelos próximos três anos, juntamente com a prevenção de riscos e o controle da poluição.
A meta da China é tirar da pobreza mais de 10 milhões de pessoas neste ano - das quais 2,8 milhões deixarão áreas inóspitas - e eliminá-la até 2020 para criar uma "sociedade moderadamente próspera".

Com informações da Agência Xinhua

Minuto Finanças - 62,1 milhões de brasileiros estão inadimplentes nos primeiros três meses de 2018

Resultado de imagem para inadimplentes
O volume de consumidores com contas em atraso e registrados em cadastros de inadimplentes acelerou pelo sexto mês seguido e cresceu 3,13% no último mês de março na comparação com o mesmo período do ano passado. Na comparação mensal, isto é, entre março e fevereiro deste ano, o crescimento foi mais modesto, com alta de 0,85%. Em termos absolutos, aproximadamente 62,1 milhões de brasileiros encerraram o primeiro trimestre de 2018 com restrições no CPF para fazer compras a prazo ou obter empréstimos e financiamentos, por exemplo. Os dados foram apurados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).
Na avaliação do presidente da CNDL, José Cesar da Costa, o crescimento da inadimplência reflete o quadro de dificuldades econômicas que as famílias ainda enfrentam, apesar do fim da recessão, como aumento do desemprego e queda da renda.
- Embora o número de inadimplentes tenha crescido neste primeiro trimestre, o ritmo de alta é menor do que o verificado em momentos mais agudo da crise financeira. Mesmo com a lenta recuperação econômica em curso, as famílias seguem enfrentando dificuldades para honrar seus compromissos em dia. A reversão desse quadro passa pela continuidade da melhora econômica e, em especial, daquilo que diz respeito ao bolso do consumidor, como emprego e renda, que são variáveis que têm apresentado uma tímida melhora.
Outro fator que precisa ser levado em conta para explicar esses números é que no final do ano passado foi revogada a legislação no Estado de São Paulo que exigia por parte dos empresários o envio de uma carta com Aviso de Recebimento (AR) antes de efetivar o registro de atraso. "Com a reversão da lei, muitas das negativações que estavam represadas entraram na base de dados de forma mais abrupta, contribuindo para um aumento na totalização de negativados", explica Costa.

Minuto Finanças - Governo propõe salário mínimo de R$ 1.002 para 2019

 Imagem relacionada  
O governo propôs um salário mínimo de R$ 1.002 para 2019. O valor consta do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do ano que vem, anunciado nesta quinta-feira (12). Atualmente, o mínimo é de R$ 954.

Será a primeira vez que o salário mínimo, que serve de referência para cerca de 45 milhões de pessoas, ficará acima da marca de R$ 1 mil. A proposta será encaminhada agora ao Congresso. Entretanto, o governo ainda pode mudar o valor caso haja alteração na previsão para a inflação deste ano, que compõe a fórmula para o cálculo do reajuste do mínimo do ano que vem.

O reajuste começa a valer em janeiro de 2019, com pagamento a partir de fevereiro.

Lembrando que apesar do valor parecer alto, o aumento será apenas de 48 reais.


Salário Mínimo
Em R$
6786787247247887888808809379379549541.0021.0022013201420152016201720182019 (proposta)

Lula grita na prisão. O petista caiu em desgraça por conta da própria cobiça, soberba e desonestidade. Acabou perdendo tudo que pensava ser seu


O ex-presidente Lula começou a colher os frutos amargos de tudo que plantou ao longo de sua vida. Além de pecados capitais, como Gula, luxúria, avareza, ira, soberba, preguiça e inveja, Lula cometeu crimes. Apesar de ter sido preso por apenas dois deles, Lula cometeu muitos crimes. Talvez mais até do que aqueles revelados pela Operação Lava Jato. 

Prepotente e arrogante, o petista foi duramente atingido pelas consequências de seus erros históricos e perdeu praticamente tudo que tinha. Ficou sem o tão querido sítio de Atibaia, sem o triplex, sem a cobertura em São Bernardo, sem as palestras, sem o tesouro que roubou do Palácio do Planalto, sem os milhões em suas contas, sem a mulher, sem moral e sem credibilidade. Por fim, Lula perdeu a própria liberdade e foi trancado em uma jaula, isolado do convívio com a sociedade que tanto judiou. O petista tem se queixado do isolamento e da solidão na prisão.

Nunca o efeito bumerangue foi tão devastador na vida de um sujeito. Me faz lembrar uma das passagens mais prosaicas do livro Zorba, o Grego, de Níkos Kazantzákis. Acompanhe abaixo:

"Fui deitar-me em minha cabina e peguei um livro: Buda governava ainda meus pensamentos. Li o Diálogo de Buda e o Pastor,que nos últimos tempos me enchia de paz e segurança.20

O Pastor – Minha refeição está pronta, minhas ovelhas cuidadas. À porta de minha cabana está passando o ferrolho, e meu fogo está aceso. E tu, céu, podes chover quando quiseres!

Buda – não preciso mais nem de comida nem de leite. Os ventos são meu teto, meu fogo se apagou. E tu céu, podes chover quando quiseres!

O Pastor – tenho bois, tenho vacas, tenho os pastos de meu pai,e um touro para cobrir minhas vacas. Eu tu, céu, podes chover quanto quiseres!

Buda – não tenho bois nem vacas. Não tenho pastos. Não tenho nada. Não tenho medo de nada. E tu, céu, podes chover quanto quiseres!

O Pastor – tenho uma pastora dócil e fiel. Há alguns anos ela é minha mulher, e sinto-me feliz em brincar com ela à noite. E tu, céu, podes chover quando quiseres.

Buda – tenho uma alma dócil e livre. Há alguns anos eu a exercito e ensino-lhe a brincar comigo. E tu, céu, podes chover quando quiseres.

Essas duas vozes falavam ainda quando veio o sono. O vento se tinha levantado de novo, e as ondas quebravam sobre a escotilha de vidro grosso. Eu vagava como fumaça entre a vigília e o sono. Uma violenta tempestade caiu, os prados escureceram, os bois, as vacas e o touro foram tragados. O vento arrancou o telhado da cabana e o fogo apagou-se. A mulher deu um grito e caiu morta na lama. E o pastor começou a lamentar-se; ele gritava, eu não entendia o que dizia, mas ele gritava; e eu mergulhava cada vez mais no sono, deslizando como um peixe no mar."

Lula está gritando na prisão.


Fonte - Imprensa Viva

Popular Posts