Seguidores

Adiar sexo faz bem para o relacionamento, diz estudo


Casais que transam logo de cara — no primeiro encontro ou durante os primeiros meses — apresentam os piores resultados nos relacionamentos. Uma nova pesquisa realizada pela Brigham Young University aponta que ir pra cama com alguém muito cedo pode minar as chances de uma relação duradoura.

“O que parece acontecer é que se os casais começam a transar cedo demais — aspecto bastante recompensante da relação — embora isso prejudique a tomada de decisões, mantendo casais num relacionamento que pode não ser o melhor para eles no longo prazo”, disse Dean Busby, pesquisador que liderou o estudo, ao LiveScience.
A natureza intrincada do sexo
Pesquisas anteriores que ligavam o sexo e a qualidade do relacionamento apresentaram dois paradigmas diferentes até hoje. No primeiro, o sexo seria considerado essencial para o desenvolvimento, uma vez que permite que os parceiros descubram se são sexualmente compatíveis ou não. Ao seguir esta linha de pensamento, casais que se casam antes de testar a química na cama correm maior risco de a relação desabar.
Fonte: Think Stock















O novo estudo afirma que casais que adiam ou se abstém da intimidade sexual durante o “período inicial” de seus relacionamentos permitem que a comunicação e outros processos sociais se tornem o alicerce da atração que sentem um pelo outro. Em essência, ele defende que o sexo precoce pode ser prejudicial ao relacionamento, afastando a comunicação, o compromisso e a habilidade de lidar com as adversidades.
A relação entre sexo e relacionamento é complexa. Por exemplo, um experimento feito com cerca de 300 estudantes que estavam numa relação estável em 2004 provou: quando os casais estão no ápice do comprometimento, eles tendem a considerar o sexo um momento importante e positivo no relacionamento, aumentando a compreensão e a confiança. No entanto, quando o grau de comprometimento e de abertura emocional eram baixos, a iniciação ao sexo tendia a ser vista como um evento negativo, evocando arrependimento, incerteza e desconforto.
O sexo chega cedo hoje em dia
Busby e seus colegals focaram especificamente nos períodos dos eventos sexuais. Eles recrutaram 2.035 indivíduos heretossexuais em torno dos 36 anos que durante seus primeiros casamentos. Os participantes tiveram que revelar quando transaram pela primeira vez com a parceira(o) atual, além de responder questões que envolviam a comunicação, nível de satisfação e expressão de empatia.
Fonte: Think Stock










De acordo com os cientistas, quanto mais a pessoa esperava pra transar, melhores se sentiam mais tarde no relacionamento. Enquanto isso, aqueles que foram com sede ao pote já no primeiro mês de namoro apresentaram os piores resultados. Quando comparados aos que transaram precocemente, os participantes do grupo que esperou até o casamento revelou 22% mais estabilidade na relação — e 15% mais satisfação na cama.
“Curiosamente, quase 40% dos casais iniciam as relações sexuais na primeira ou segunda vez que se encontram”, revela Busby, e acrescenta: “com isso eles permitem que o arrebatamento sexual comprometa a capacidade de decidir se querem ou não um relacionamento”.
Atualmente, o pesquisador está repetindo o estudo numa escala maior e sob dinâmica longitudital — em que os participantes são acompanhados periodicamente. “Estamos particularmente curiosos a respeito de pessoas que dizem querer segurar mais o desejo, mas que acabam não seguindo suas convicções; pensamos se tratar de um grupo único com resultados singulares”, sugere Busby.

Grande professor Adaías, você merece


O Coletivo dois.8 em nome do programa e da produção do quadro do Caldeirão do Huck ''Um Por Todos e Todos Por Um'', vimos agradecer ao publico de Parauapebas que prestigiaram neste ultimo sábado(26), o programa que contou a historia do Instituto Samurai Zen. 

Historia essa protagonizada pelo Adaías e Edvane, que com pouco recurso atendem cerca de 800 crianças em atividades esportivas.

 As fotos, contam um pouco dessa trajetória que durou menos de um mês, mas que irao deixar recordações para a vida inteira em milhões de pessoas, pois essa é sem duvida uma atitude que nos inspira. 










Fotos: Anderson Souza, Felipe Borges e Irisvelton Silva

Até que enfim

Flamengo vence Botafogo e deixa lanterna (André Durão/Globoesporte.com)
Não foi uma partida para ser lembrada como bem jogada a deste domingo no Maracanã. Mas a vitória do Flamengo por 1 a 0 sobre o Botafogo pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, na reestreia de Vanderlei Luxemburgo na equipe da Gávea, poderá servir para os rubro-negros como um recomeço no Campeonato Brasileiro, ainda que a equipe esteja longe, muito longe, de mostrar um bom futebol. Na verdade, a partida debaixo de forte chuva pode ter luta como palavra-chave.

O Flamengo, que encerra um jejum de oito partidas sem vencer, vai a 10 pontos ganhos. Continua na zona de rebaixamento, mas sai da lanterna e passa para o 18º lugar na tabela. Com a derrota, o Botafogo, que mostrou uma equipe insatisfeita com atrasos de salários - o time entrou com uma faixa de protesto antes da partida -, fica em 13º lugar, com 12 pontos. A equipe alvinegra melhorou sensivelmente com as alterações na segunda etapa, quando Zeballos entrou no lugar de Bollati e deixou o time mais ofensivo. Yuri Mamute, muito mal, 

Na Caminhada da Vida com Pastor Domirres


Motivação! Foi a palavra chave especificamente ontem e hoje. Fiz a minha caminhada hoje pensando nisto. Lembrei-me das palavras da irmã e amiga Euzamar Cardoso S. Lima me enviou ontem e também da boa conversa com a Francineide e o amigo Alderi Gonçalves nestes dois dias que estiveram conosco.


NA CAMINHADA DA VIDA é bom ver como Deus providência pessoas e as coloca no nosso caminho para nos motivar, incentivar e por pra cima. Foi e tem sido assim comigo nos últimos tempos. Tenho sido agraciado por Deus pois Ele tem usado instrumentos seus para me abençoar, para nos motivar com uma santa motivação.


A motivação que vem de Deus faz você perceber que há mananciais no deserto, faz você vê o invisível e acreditar no impossível. E Deus é Deus do impossível. A existência nasceu na sua onipotência pra que todos vejam que se for do seu propósito nada lhe é impossível.


A motivação que vem de Deus lhe mantém com os pés firmes no chão, sem vaguear e consciente do caminho escolhido. Ė assim que Deus quer, é assim que Ele prefere. Está escrito na Escritura que "O nobre projeta coisas nobres e na sua nobreza perseverará" e "Feliz é o homem cujo os propósitos estão firmados no Senhor".


A motivação que vem de Deus será sempre razão de glória ao seu nome e bênção para quem as vive.
Deus nos abençoe e que sejamos motivadores na vida de todos que nos cercam.
Bom fim de semana!


Fiquem aí com belas imagens que consegui capturar hoje NA CAMINHADA DA VIDA.

Thalles Roberto decepciona no programa do Ratinho


Mais uma vez o cantor Thalles Roberto  tem a oportunidade de representar os evangélicos, em rede nacional e só consegue representar a ele mesmo.

No Boteco do Ratinho, Thalleco como costuma ser chamado, relembrou sua trajetória nas bandas Jota Quest e Jamil e Uma Noites, cantou "gritou" a música Sejam Cheios do Espirito Santo, e não conseguiu se diferenciar dos outros convidados.

No fim da música, Ratinho avisa; Daqui a pouco você canta o seu maior sucesso, Expressando não ter gostado.


Em seguida, com a voz extremamente desgastada, Thalles canta a música Filho Meu, Ai pronto! Grita, canta, canta, Grita, Filhoo meuuuuu!

Bruna Karla cobra até R$ 10 mil para se apresentar em igrejas


A maioria dos cantores gospel, tem uma política sobre cachê, quando a apresentação é em uma igreja.

A cantora Bruna Karla, uma das cantoras de mais evidência no cenário gospel atual.

O cachê normal da cantora para um evento bilhetado, varia entre R$26.000,00 e R$35.000,00 podendo chegar a R$50.000,00 se for evento para prefeitura.

Porém, quando se trata de apresentação em igrejas, a cantora costuma cobrar até R$10.000,00.

Endividado, Benny Hinn pede ajuda aos fiés


Depois de o pastor Robert Schuller, um dos ícones da chamada teologia da prosperidade, ver sua igreja falir e ser vendida para a arquidiocese católica da Califórnia ano passado, agora quem admite estar à beira da falência é o televangelista Benny Hinn.

Conhecido pelos seus cultos de cura, Hinn há anos prega a doutrina de que as pessoas que fizerem doações a seu ministério seriam muito mais abençoadas financeiramente. Desde 2007 o Senado americano pede que a Receita Federal investigue uma série de pregadores que movimentam milhões. O ministério de Benny Hinn também passou por essa investigação, mas negou qualquer irregularidade.

No passado, Hinn foi criticado por usar o dinheiro arrecadado em seus programas TV para comprar carros de luxo, mansões e até um jato particular, e nunca aceitou fazer uma prestação de contas pública, como muitos outros ministérios fazem. Ele já foi pastor de uma megaigreja em Orlando, mas nos últimos anos só fazia cruzadas. Seu irmão, San Hinn, recentemente foi afastado do ministério por causa de um escândalo sexual.

No início de abril, Hinn recebeu muitas críticas por ter pedido aos milhares de fieis que foram a uma cruzada em Trinidad e Tobago que doassem, cada um, US$ 100 como uma “semente de fé”. O valor é muito alto para os padrões do pequeno país, um dos mais pobres do Caribe.

Esta semana, o televangelista disse abertamente em uma “carta aberta” no site de seu ministério que necessita de US$ 2,5 milhões em doações para que possa continuar em frente. Admitiu que o fato de ter ficado separado da esposa 
por alguns anos atrapalhou sua vida e ministério e que está endividado. Contudo, Hinn explicou que um doador que não quer se identificar irá doar um dólar para cada dólar enviado pelos fieis.

O pastor Hinn chamou essa pessoa de “um querido amigo de longa data” e ele o procurou dizendo: “Deus colocou em meu coração que eu deveria plantar uma semente de US$ 2,5 milhões em seu ministério. Porém, Deus só quer eu faça isso se os seus parceiros do ministério doarem a mesma quantia dentro de 90 dias! Deus quer ver seu ministério completamente sem dívidas, e eu quero plantar uma semente ungida, que vai ajudá-lo a dar um passo gigante para se livrar dessas dívidas”. Benny Hinn disse ainda “Sinto fortemente que Ele deseja que vocês sejam parte dessa transferência sobrenatural de riqueza que está chegando a cada crente que vai obedecer a Palavra de Deus”.

No final, ele promete que Deus irá literalmente “dobrar milagrosamente” qualquer quantidade doada. Se a pessoa enviar U$ 100 receberá U$200, se doar U$ 1000 receberá U$2000 em 90 dias. Com informações de The Christian Post e Benny Hinn

Assassinando a língua portuguesa




Fonte - Quer Café

Canaã dos Carajás está bombando em geração de empregos

Sossego
Em Canaã dos Carajás, sim, está havendo grande muvuca de oportunidades desencadeadas pela mineração. Temporários ou não, o número de empregos na “Terra Prometida” está fazendo se repetir para lá a mesma novela de migração a que Parauapebas assistiu num passado não muito distante e que lhe deixou como sequelas vários problemas socioespaciais e infraestruturais.

Com 33 mil habitantes, Canaã é, hoje, o 29º município que mais contrata no país. O saldo positivo, entre contratações e demissões, foi de 3.778 novas oportunidades de janeiro a junho deste ano. É um número superior ao de capitais gigantes, como Fortaleza (CE), que possui quase 2,6 milhões de habitantes, é a quinta maior cidade do país, mas deu novas oportunidades a somente 2.673 pessoas.
No Pará, Canaã só não gera mais empregos que Altamira, que, por conta dos trabalhos temporários na Usina Hidrelétrica de Belo Monte, conseguiu bater todos os recordes antes pertencentes a Parauapebas. No semestre que passou, por exemplo, a “Princesinha do Xingu” teve saldo de 7.150 vagas de trabalho e ficou em sétimo lugar nacional entre os maiores empregadores do Brasil, superada apenas pelas metrópoles São Paulo (SP), Brasília (DF), Curitiba (PR), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS) e Rio de Janeiro (RJ). Nenhum lugar do Pará havia conseguido tanto.

No caso de Canaã, não é necessariamente a extração de cobre que gera novas oportunidades. É o minério de ferro, uma commodity onipresente que, via projeto S11D, tem levado a cidade a assumir a posição de zona de prosperidade e trabalho antes condicionada a Parauapebas, que agora amarga números negativos.

Quando o S11D chegar ao pico das obras, o número de empregos deverá triplicar. Hoje, a “Terra Prometida” tem 15.849 trabalhadores com carteira assinada, praticamente metade de sua população. Nenhum lugar da Amazônia, que tem 792 municípios, tem proporção de trabalhadores tão elevada assim, nem mesmo a emergente Altamira. É sabido, entretanto, que quando cessar a etapa de implantação do S11D e do Ramal Ferroviário Sudeste do Pará (RFSP), outra importante obra responsável pelos empregos diretos, Canaã ficará com uma grande aglomeração de trabalhadores “rodados” ou de cara para cima. Aí será a hora de o “muso” do cobre, futuro galã do minério de ferro, reiventar-se econômica, social e moralmente. Que esteja consciente e preparado até lá.
Reportagem especial: André Santos – Colaborador do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Arquivo
Titulo da matéria - BlogdoAlderi

Cobre põe Marabá e Canaã em evidência no mundo dos negócios internacionais

Sossego
Os dois projetos de cobre que a Vale mantém no Brasil, Sossego, em Canaã dos Carajás, e Salobo, em Marabá, apresentaram vigor distinto no primeiro semestre deste ano se comparado ao mesmo período do ano passado. Enquanto a extração de cobre em Canaã apresentou recuo de 6,8%, caindo de 56,6 mil toneladas (t) para 52,8 mil t, a produção em Marabá aumentou impressionantes 54,6%, saltando de 26,4 mil t para 40,8 mil t. Curiosamente, no semestre que passou, a produção de cobre apresentou oscilações, com Marabá recuando no segundo trimestre em relação ao primeiro, e Canaã fazendo o movimento contrário.

Em seu “Relatório de Produção 2T2014″ divulgado na manhã desta quinta (24), a Vale informa que no Sossego, projeto de Canaã, os teores de cobre retornaram às médias históricas, mas que a operação da usina foi restrita em junho devido aos reparos efetuados no britador primário e no moinho SAG, moinho em cujo processamento de cobre e ouro a Vale é pioneira, diga-se de passagem.

Sobre o Salobo, empreendimento mineiro de Marabá, a empresa descreve que o mesmo operou com 80% de sua capacidade de produção e que houve alguns atrasos em face da interligação dos processos de Salobo I a Salobo II, este último uma expansão do primeiro.
EXPORTAÇÕES
Na cesta de commodities vendidas do Pará para o mundo, o cobre tem quase a mesma importância do minério de ferro, guardadas, evidentemente, as devidas proporções. Países como China, Alemanha, Bulgária, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Suécia, Japão, Estados Unidos, Polônia e Índia, entre outros, fazem fila para fechar negócio envolvendo o metal paraense. As informações são do balanço semestral do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

É um comércio tão bom que tornou Marabá o 65º maior exportador do semestre entre todos os municípios brasileiros. Sem falar que fez da “Rainha do Tocantins” o município de 42º maior saldo na balança comercial. Foram US$ 404,5 milhões exportados majoritariamente em cobre e um lucro de US$ 288 milhões à conta-corrente do Brasil.

A procura pelo cobre do Sossego é tão excepcional que Marabá (leia-se: Vale) fecha negócios com os cinco continentes e conseguiu conquistar uma carteira com 25 países, seus clientes gringos.

Desbancado por Marabá na lista dos municípios poderosos, Canaã dos Carajás apresenta a 82ª melhor performance em exportações do país, bem como a 44ª colocação em saldo comercial. E tudo isso só tem um nome: o cobre do Sossego, produto negociado a seletíssimos três blocos econômicos, dos quais fazem parte apenas oito países.

De Canaã foram exportados no primeiro semestre deste ano quase US$ 318 milhões em cobre, o que rendeu US$ 297,3 milhões de superávit para todo o Brasil se esbaldar.

A partir de 2018, quando o projeto para extrair minério de ferro da Serra Sul, o S11D, começar a operar, extraindo 90 milhões de toneladas anuais dessa commodity, como pretende a Vale, Canaã deverá ocupar o topo das exportações nacionais, posto atualmente pertencente a quem lhe deu origem: Parauapebas.
EMPREGOS
Diferentemente do que ocorre em Parauapebas, em se tratando de empregabilidade, Marabá e Canaã dos Carajás não estão nada mal. Marabá, município centenário traquejado no enfrentamento às mais diversas crises econômicas, encerrou os seis primeiros meses deste ano ofertando 2.126 vagas para primeiro emprego, segundo aponta o Ministério do Trabalho e Emprego. Os dados oficiais mostram, ainda, que a “Rainha do Tocantins” tem uma das menores taxas de desemprego entre jovens no Pará, ao lado de Canaã dos Carajás, Altamira e Castanhal.

Mas, no caso marabaense, os efeitos práticos da mina de cobre do Salobo (a não ser para a Vale, que comemora a cada relatório os números de produção do metal, e para a prefeitura local, que recebe royalties de mineração – pouco, mas o legalmente devido) são quase imperceptíveis.

Primeiro, o Salobo não tem uma massa trabalhadora genuinamente marabaense, embora o empreendimento esteja em solo de Marabá. A sede do projeto fica mais próxima à cidade de Parauapebas; logo, os operários são, em sua maioria, de lá. Segundo, sem essa massa trabalhadora, não há dinheiro para circular no comércio local. Ou há quem creia que os milhões de dólares exportados em minérios fiquem escondidos perto de algum chafariz das praças de Marabá, à espera de serem gastados?

Os empregos que têm colocado Marabá no cenário dos 100 municípios que mais abrem novas oportunidades de trabalho estão todos centrados nos setores de comércio e serviços.

Reportagem especial: André Santos – Colaborador do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Arquivo

Extração de ferro em alta e geração de empregos em baixa na capital do minério

Carajás
Na esteira da produção de minérios, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou o resultado da balança comercial brasileira por município, e lá está Parauapebas, ostentando primeiro lugar em exportação, com 4,28 bilhões de dólares (US$) vendidos em minérios, e primeiro lugar, também, em superávit, com US$ 4,23 bilhões de crédito à conta da Nação. Assim, Parauapebas se sagra, mais uma vez, em meio ao universo de 2.187 municípios exportadores.

O valor das exportações de Parauapebas nos primeiros seis meses deste ano é, no entanto, menor que o apurado no mesmo período do ano passado.
Mas como Parauapebas pode ter vendido menos em dólar em relação a 2013, se produziu e vendeu milhões de toneladas de minérios a mais este ano? A explicação reside na oscilação do preço comercial do minério de ferro, principal commodity de Parauapebas e que responde por 95% das exportações – o resto é manganês.

Nessa cirada, em que a China é a maior compradora do produto parauapebense e em função da qual os preços praticados giram, a “Capital do Minério” exportou cerca de US$ 250 milhões a menos no comparativo com 2013, mas ainda assim se manteve no topo das exportações.
EMPREGOS
Diferentemente dos números bonitos e animadores que florescem e saem de trem das montanhas de ferro ao norte de Carajás, na área urbana de Parauapebas o número de empregos despenca serra abaixo. O contraste interno fica evidente quando todos os dados do primeiro semestre deste ano – da Vale, do MDIC e do Ministério do Trabalho e Emprego – são cruzados.
Conforme os balanços mensais do MTE, o buraco é muito mais em baixo em Parauapebas, para além do que as máquinas que mineram ferro vão deixando. No primeiro semestre deste ano, 14.152 trabalhadores parauapebenses foram despachados, com ou sem justa causa, sendo que apenas 1.951 arranjaram o primeiro emprego.

É um dado lamentavelmente impressionante para um município que, até 2012, batia sucessivos recordes de admissão e de novos contratos de trabalho. Além disso, com os serviços de mineração cada vez mais especializados e com a concorrência direta – e desleal – com Canaã dos Carajás, onde a Vale centraliza esforços e atenções, não há, previsto para este ano, um centavo de real para novos negócios na indústria extrativa com base em Parauapebas.

Por outro lado, se cada fração de minério encontrada e explotada pela Vale fosse dada a um habitante de Parauapebas, cada cidadão ajuntaria 1.580 quilos diários de minério de ferro de excelente teor para vender e, com base nos preços cotados no mercado internacional, seria possível a cada parauapebense abrir um conta para receber, no mínimo, 128 dólares por dia.
Como “bolsa minério” e “pegadinha do malandro” equivalem-se, e como a população municipal não para – nem vai parar – de crescer, muito embora já tenha aumentado a taxas maiores no passado, os desafios são muitos para quem ainda chega atrás de oportunidade, bem como para quem já está e precisa agarrar-se ao que até aqui conseguiu.

O contrassenso entre o aumento da produção de minérios, que é preferível celebrar, e a diminuição de empregos, que é preferível ocultar, é apenas um dos motores que fazem pulsar o acirramento das desigualdades sociais em paraísos de prosperidade despreparados para a exaustão de uma única matriz econômica.
Reportagem especial: André Santos – Colaborador do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Arquivo
Titulo da matéria: BlogdoAlderi

Necropsias e laudos já são realidade em Parauapebas

DSC01915
Localizado na Rodovia Faruk Salmen, nas dependências do cemitério municipal, o Instituto Médico Legal (IML) funciona há mais de um mês em Parauapebas.
Os exames de necropsia e laudos necessários para a liberação dos corpos eram feitos no município de Marabá, que por sua vez tinha uma fila de espera muito grande por ser responsável por todos os municípios do sul e sudeste paraense e nem sempre era possível liberar no mesmo dia.
O prédio do IML foi construído ainda na gestão municipal anterior, mas não tinha sido implantado os recursos básicos para o funcionamento, obra que foi concretizada já no governo de Valmir Mariano (PSD). A obra não teve cerimônia de inauguração e ainda são poucas as pessoas que sabem que Parauapebas já conta com o próprio IML totalmente equipado e com três médicos.

O Instituto Médico será responsável pela demanda de Curionópolis, Eldorado do Carajás e Canaã dos Carajás.
O encarregado geral os sepultamentos, Juvenal Lima lembra que antes os corpos eram velados já em estado de decomposição e os parentes não podiam sequer abrir o caixão. “Além da dor da perda, os familiares tinham muitos transtornos para fazer o funeral”, comenta ele ao dizer que o trabalho melhorou consideravelmente e se tornou muito mais ágil.

O encarregado comenta também que pelo local passam muitos casos e há dias que chegam cinco corpos, alguns passam bastante tempo na geladeira esperando o reconhecido de algum parente ou conhecido para ser liberado para o enterro.
Reportagem e foto: Natália Rosa – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Titulo da matéria - BlgodoAlderi

Regras para criação de municípios serão rediscutidas pela CCJ

Plenário do Senado
Aguarda designação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) osubstitutivo da Câmara dos Deputados ao projeto que regulamenta a criação de municípios (PLS 104/2014 – Complementar). A votação da matéria está ligada à decisão sobre um veto presidencial a outra proposição que buscava regulamentar o tema. O novo texto, apresentado pelo senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), é fruto de um acordo entre o Executivo e os parlamentares, mas, como sofreu modificações na Câmara, deve passar por reexame no Senado.
O PLS 104/2014 estabelece critérios de viabilidade financeira e população mínima e regras para a consulta à população por meio de plebiscito. O texto aprovado no Senado previa requisitos como população de 6 mil habitantes nas regiões Norte e Centro-Oeste; 12 mil no Nordeste; e 20 mil no Sul e Sudeste. Além disso, exigia território com área mínima de 200 km², no Norte e Centro-Oeste, e 100 km², nas demais regiões. A Câmara, no entanto, retirou a exigência territorial.
O texto proíbe a criação, incorporação, fusão ou desmembramento se isso inviabilizar municípios já existentes. Qualquer procedimento deve ser realizado entre a data de posse do prefeito e o último dia do ano anterior às eleições municipais seguintes. Se o tempo não for suficiente, apenas depois da posse do novo prefeito poderá ser dado prosseguimento ao processo.
Além da retirada do requisito territorial, a Câmara alterou regra relativa ao número de imóveis na área que pretende se separar.O texto do Senado exigia um núcleo urbano com número de imóveis maior que a média observada nos municípios que constituem os 10% com menor população no estado. No texto aprovado pela Câmara, o mínimo de imóveis pode ser contado em toda a área, independentemente de estar ou não em núcleo urbano.
Processo
Para que tenha início o processo de alteração, o texto prevê a necessidade de requerimento dirigido à Assembleia Legislativa do respectivo Estado. O pedido deve ser subscrito por, no mínimo, 3% dos eleitores residentes em cada um dos municípios envolvidos para a fusão ou incorporação de municípios; e no mínimo 20% para o caso de criação. Esses números foram mantidos pela Câmara.
Em caso de rejeição, um novo pedido com igual objetivo poderá ser apresentado à assembleia legislativa somente depois de 12 anos.
Veto
A apresentação do projeto foi uma alternativa ao PLS 98/2002, também de Mozarildo Cavalcanti, integralmente vetado pela presidente Dilma Rousseff em outubro de 2013. A justificativa do veto foi de que o projeto, da forma como estava, estimularia a criação de pequenos municípios pelo país, fragmentando ainda mais a divisão dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios e impedindo uma boa gestão municipal. O veto ainda não foi votado pelo Congresso.
Agência Senado

Assassinando a língua portuguesa

Foto: Assassinando a língua portuguesa em João Pessoa no bairro Tambaú.
Assassinando a língua portuguesa em João Pessoa,Paraíba no bairro Tambaú.

Um tributo a eterna Missionária Lídia Meneses criadora do Betel Brasileiro


Sim! Ela vivia apaixonada pelo Mestre da Galileia vinte quatro horas por dia. 

Se Cristo Jesus tivesse começado seu ministério nos dias de hoje, com o espaço tão grande como se lhe é dado às mulheres atualmente em nossa sociedade, ela teria todas as características para ser parte do colégio apostólico. Enquanto nos dias de hoje muitos se autodenominam apóstolos, ela seria um deles sem a necessidade de autodenominar-se.

Uma das suas características mais destacáveis foi que nunca trabalhou para obter reconhecimento dos homens. Ela entregou a sua vida completamente a Deus capacitando jovens com chamado missionário e direcionando-os para várias partes do mundo. Quando obedeceu ao chamado de Deus para dar-se sem medida para sua obra, recebeu uma promessa da parte do Senhor no Salmo 2:8 “Pede-me, e eu te darei as nações como herança, e os confins da terra por tua possessão”; no que se referia ao objetivo que ela mesma traçou para si, na formação dos estudantes que passaram pelas suas mãos foi: “Até Cristo ser formado em vós” (Gálatas 4:19b). Estou me referindo à missionária Lídia Almeida de Menezes, fundadora e presidente por mais de três décadas do Instituto Bíblico Betel Brasileiro, com sede na cidade de João Pessoa, estado da Paraíba, Brasil. 


Segundo o pastor Domires Reis da Igreja Betel, no bairro funcionários 2,João Pessoa-PB,Lídia Almeida era também muito zelosa pela obra de Deus e principalmente por aquilo que era dito do púlpito aos estudantes. Muitas vezes baixei a cabeça um pouco envergonhado pela maneira como ela se dirigia a certos oradores em publico. Mesmo que fossem oradores convidados por ela, se saíssem do contexto bíblico ela os interrompia para corrigi-los e em várias situações eles tiveram que calar-se. Ela dizia: “Eu estou formando jovens que vão sair pelo mundo todo levando uma mensagem que lhes foi ensinada nesta casa, eles não podem ser confundidos, pois depois como conseqüência confundirão outros”. Ela tinha muito zelo em relação ao andamento perfeito da obra.

Instituto Bíblico Betel Brasileiro em João Pessoa


Sou um eterno fã da dona Lídia Meneses (In Memoriam), pela sua visão, determinação e empreendedorismo em criar uma das instituições mais importantes do Brasil. O pastor Domires me levou para conhecer o prédio velho, casa da dona Lídia, a eterna capela e o centro administrativo, biblioteca e o refeitório. 


O Instituto Bíblico Betel Brasileiro (IBBB) foi fundado em 22 de dezembro de 1968, em João Pessoa, no Estado da Paraíba. É uma entidade civil, religiosa, educacional, sem fins lucrativos, reconhecida como Utilidade Pública Federal. É uma instituição genuinamente evangélica, interdenominacional e internacional que atua por meio de estratégias de cooperação mútua no Reino de Deus. 


Sua finalidade é a educação teológica, a evangelização, o discipulado cristão e as práticas pastoral e missionária. Também atua na educação e na ação social.

Nota - Eu, queria visitar o Betel para saber um pouco mais sobre a eterna Lídia Meneses, me emocionei ao entrar num local que uma mulher mandada, ou enviada por Deus para criar um grande empreendimento voltado para as coisas de Deus. 

A belíssima João Pessoa


Com 769 604 habitantes João Pessoa é a 8ª cidade mais populosa da Região Nordeste e a 23ª do Brasil. 

Sua região metropolitana, formada por João Pessoa e mais onze municípios tem cerca de 1 223 284 habitantes (IBGE/2013), sendo a 6ª mais populosa do nordeste brasileiro. 

Possui o maior índice de Manhatização dentre as metrópoles proto-regionais, com mais arranha céus que várias metrópoles regionais que aparecem como das maiores do mainland no ranking, sendo a capital que mais cresce no Nordeste Oriental e Setentrional no último Censo.

A cidade de João Pessoa foi considerada, pela organização International Living, como uma das melhores cidades do mundo para se desfrutar a aposentadoria.

Na Caminhada da vida com Pastor Domires


Este mês tem sido um mês muito rico e gratificante. Estou tendo o privilégio de desfrutar de companhias fantásticas. A minha caminhada tem sido nossa por que tenho tido a companhia de muitos amigos, alguns inclusive que estão caminhando comigo mesmo que em outros cenários como é o caso do Márcio Júnior e Mayara Pyrrho


Obrigado Alderi Gonçalves e Francineide e filhos que vieram de Parauapebas nos proporcionando tanta alegria. Obrigado Janete De Almeida Silva e filhas.

NA CAMINHADA DA VIDA, aprendemos o quanto é importante o princípio da semeadura. Somos ensinados por Deus em sua Palavra que "o que o homem semear isto ele colherá". Aprendemos que "é melhor dar do que receber". 


Acredito que receber tantos amigos este mês é reflexo do plantio de respeito, amor e plantio da semente da valorização das pessoas e da amizades. E quando é que vale a pena mesmo?
Quando plantamos voluntariamente
Quando plantamos sem interesse
Quando plantamos com amor
Quando plantamos motivados pelo sentimento de querer fazer o melhor pro nosso irmão, nosso próximo. 



Bom demais!

Obrigado a todos que estiveram aqui semeando alegria na terra do nosso coração!
Bom final de semana!

Você sabia?

Foto: Você sabia?

A Câmara Municipal tem funções legislativas, exerce atribuições de julgamento, de fiscalização externa financeira e orçamentária, de controle e assessoramento dos atos do Executivo Municipal e pratica atos de administração interna.

Fique por dentro das ações dos nossos vereadores.
Participe da Sessão Solene de reabertura dos trabalhos legislativos.
1º de Agosto de 2014, às 9 horas – Plenário da Câmara Municipal.

#faltaumasemana!
A Câmara Municipal tem funções legislativas, exerce atribuições de julgamento, de fiscalização externa financeira e orçamentária, de controle e assessoramento dos atos do Executivo Municipal e pratica atos de administração interna.

Fique por dentro das ações dos nossos vereadores.

Para Israel o Brasil não passa de um “anão diplomático”

bandeiras_brasil_israel
O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, defendeu a posição do governo brasileiro que, em nota divulgada no dia (23), condenou “energicamente o uso desproporcional da força” por Israel em conflito na Faixa de Gaza.
Figueiredo rebateu ainda afirmação do porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, Yigal Palmor, que, segundo o jornal The Jerusalem Post, classificou o Brasil de “anão diplomático”, apesar de sua posição econômica e cultural.

Em ato de campanha, Dilma defende novo ciclo de desenvolvimento para o país

dilma-2
A presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição, defendeu que o Brasil ingresse em um novo ciclo de desenvolvimento, baseado na infraestrutura, na educação e na inovação. Ela participou, à noite, de um compromisso de campanha no município de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, que reuniu o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, candidato à reeleição, e dezenas de prefeitos fluminenses.
Em um discurso de 32 minutos, Dilma ressaltou a parceria política e estratégica do governo federal com o governo do Rio, iniciada durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ex-governador Sérgio Cabral, que, segundo ela, proporcionou ao estado a retomada de setores econômicos fundamentais, como o de estaleiros, além de ter propiciado a conclusão de projetos viários importantes, como o Arco Rodoviário e o Bus Rapid Transport (BRT) Transcarioca, inaugurados recentemente.
“Tiramos as pessoas da miséria, agora precisamos dar um salto. Precisamos de um novo ciclo de desenvolvimento, investindo em infraestrutura, educação e inovação”, disse a presidenta durante o discurso. Dilma deu o exemplo de que, hoje em dia, o investimento em banda larga é tão importante quanto a construção de rodovias.
A presidenta destacou que o Brasil conseguiu sair da crise econômica mundial em posição melhor do que os demais países. “Por qualquer critério, o Brasil é um país que se saiu muito melhor do que todos os demais, diante da crise. Enquanto eles desempregaram 60 milhões de pessoas, nós criamos 20 milhões de empregos”, comparou.
Ao final, ao comentar as várias previsões negativas que são feitas para o país, mas que, segundo ela, não se realizam, Dilma disse que está será uma campanha eleitoral “da verdade contra a mentira, da verdade contra o pessimismo”.

Convite


O Poder Legislativo Municipal tem como função representar a população, elaborar leis sobre temas de interesse público e fiscalizar os atos da administração, principalmente a aplicação dos recursos públicos, com o objetivo de promover a democracia e o desenvolvimento, com justiça social.

Acompanhe as ações dos nossos vereadores!!

Participe da Sessão Solene de reabertura dos trabalhos legislativos.


1º de Agosto de 2014, às 9 horas
Local: Plenário da Câmara Municipal
 

O Estado da Paraíba

Paraíba,  Localiza-se no leste da Região Nordeste.Limita-se com três estados: Rio Grande do Norte (norte), Pernambuco (sul) e Ceará (oeste). Sua área é de de 56 469,778 km²,pouco menor que a Croácia.Com uma população de 3 914 418 hab,em 2013, a Paraíba é o 13º estado mais populoso do brasil. A capital e cidade mais populosa é João Pessoa. Está dividido em 4 mesorregiões e 23 microrregiões, divididos em 223 municípios. Outros municípios com população superior a cem mil habitantes são Campina GrandeSanta RitaPatos e Bayeux. 
A Paraíba é berço de vários notáveis poetas e escritores brasileiros como Augusto dos Anjos, José Américo de Almeida, José Lins do Rêgo, Pedro Américo (este mais conhecido por suas pinturas de cenas da História nacional), Assis Chateaubriand (mais conhecido por ter fundado os Diários Associados, a TV Tupi e o MASP), Ariano Suassuna, entre muitos outros. O estado também deu origem a um dos economistas mais influentes da história latino-americana: Celso Furtado.

Popular Posts